Conecte-se agora

Procurador diz que defesa a Hildebrando e do ex-deputado Roberto Filho deve passar pela reflexão de uma defensoria fortalecida

Publicado

em

O procurador geral de Justiça do Acre, Dr. Sammy Barbosa, não escondeu sua discordância com alguns questionamentos colocados durante a audiência de fortalecimento da defensoria pública, realizada na tarde desta quarta-feira (26) pela Frente Estadual de Fortalecimento, no auditório dos ex-presidentes na Assembleia Legislativa do Acre.

– Não tem lógica estarmos aqui discutindo o crescimento e fortalecimento da defensoria pública que defendeu Hildebrando Pascoal e o ex-deputado Roberto Filho. O ex-membro desta casa foi acusado de fraudar um seguro de R$ 2 milhões. Assim vai faltar sempre defensor – comentou o procurador.

Ele voltou a enfatizar que o papel da defensoria é de defesa ao pobre. Ele disse que há vários casos no Estado de pessoas sem esse perfil que vem recebendo a defesa da defensoria. Sammy diz que é equivocada a concepção de que Defensoria e Ministério Público sejam partes da mesma moeda.

– O foco do Ministério Público não é os mais pobres, mas os grandes carteis de narcotráfico, os grandes esquemas de corrupção, de tráfico de armas, defendidas pelos “tubarões” pagos com taças de vinho francês – disse Sammy Barbosa.

O procurador reascendeu a discussão em torno da defesa de Hildebrando Pascoal. A direta foi dada para o defensor Valdir Perazzo, que defendeu Hildebrando Pascoal em Júri Popular e que estava ao lado do procurador durante a audiência pública. A reportagem tentou entrar em contato com o advogado, mas o seu telefone estava na caixa de mensagem.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas