Conecte-se agora

Quatorze questões do Enem 2011 podem ser anuladas

Publicado

em

O procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, vai solicitar nesta quarta-feira ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionaios (Inep) a anulação de 14 questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2011. O motivo: dias antes da avaliação federal, o Colégio Christus, escola particular de Fortaleza, apresentou a seus alunos um simulado com questões idênticas às do Enem.

“As imagens são provas irrefutáveis de que houve desequilíbrio no exame, favorecendo uns poucos e prejudicando milhões”, diz o procurador. “No momento, a preocupação não é descobrir como as questões foram parar no simulado da escola, mas, sim, evitar que o exame seja desigual.”

De acordo com o procurador, caso o Inep se recuse a anular as questões, o Ministério Público Federal no Ceará dará início a um processo judicial exigindo a anulação das perguntas e até a suspensão do Enem 2011. “Sempre que foram identificados problemas na aplicação do Enem, o Inep e o Ministério da Educação (MEC) relativizam o problema e jogam a poeira para debaixo do tapete. Esperamos que, desta vez, a atitude seja diferente”, diz.

Costa Filho é figura conhecida nas batalhas judiciais envolvendo o Enem. Em 2010, ele conseguiu que o exame fosse suspenso temporariamente. Neste ano, tão logo o edital do exame foi publicado, o procurador ajuizou uma ação civil pública solicitando que os estudantes tivessem acesso à correção da prova de redação e pudessem contestar as notas atribuídas pelo Inep.

Veja online

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas