Conecte-se agora

ENTREVISTA – Sibá Machado reafirma seu desejo de disputar a Prefeitura de Rio Branco

Publicado

em


Militantes do Partido dos Trabalhadores (PT) que apóiam a pré-candidatura de Sibá Machado à Prefeitura de Rio Branco entregaram à direção da sigla um pedido oficial para que o deputado federal seja incluído nos debates para a escolha do nome que vai disputar a sucessão do prefeito Raimundo Angelim. A medida atrapalha os planos de algumas lideranças, que pensavam em decidir entre Marcus Alexandre e Daniel Zen.
Siba1610
Sibá Machado descarta qualquer possibilidade de desentendimento no partido, afirmando que o documento apenas oficializa um pedido feito por ele à direção do PT, ainda em 2008 e renovado em fevereiro de 2011.
Ele defende que o PT faça uma ampla discussão para a escolha do nome, levando em consideração fatores importantes, que, segundo ele, são fundamentais não apenas para garantir a vitória, como também à continuidade do sucesso do projeto da Frente Popular.
“Nós oficializamos um pedido que tinha feito verbalmente à direção do meu partido ainda em 2008, quando apresentei meu desejo de disputar a sucessão do Angelim e recebi uma afirmativa. Defendo que sejam analisados vários critérios para a definição do nome, pois temos que garantir não apenas a vitória como a continuidade do nosso projeto”, explica.
Em entrevista ao jornal A GAZETA o deputado federal Sibá Machado reafirma seu desejo de disputar a Prefeitura de Rio Branco pelo PT, defende a unidade da Frente Popular e fala do seu relacionamento com a direção do seu partido.

Disputa interna do PT
Lembrando que ainda em 2008 se reuniu com lideranças do PT e manifestou seu interesse em disputar a sucessão do prefeito Raimundo Angelim, quando recebeu uma resposta positiva dos dirigentes, Sibá Machado garante que vem se preparando para a disputa.
Ele garante que, desde então, vem se preparando para a disputa e para contribuir com o projeto de desenvolvimento da Frente Popular para Rio Branco. Sibá defende, entre outras coisas, uma reflexão do PT e da aliança, sobre a forma como decisões são tomadas.
“Procurei a direção do meu partido em 2008 e perguntei se tinha possibilidade do meu nome fazer parte das discussões para a sucessão do Angelim. Recebi um ‘sim’ como resposta. A partir de então estou me preparando para o desafio. Acredito que vamos enfrentar uma campanha agressiva. Por isso, o escolhido deve estar preparado para enfrentar essa batalha. Tem que ter couro grosso para encarar essa batalha”, disse.
Ele defende seu nome, afirmando que a Frente Popular precisa de um candidato que represente não apenas o novo na idade, mas sim uma nova forma de administrar Rio Branco, renovando a dinâmica de fazer política da aliança.
“A maioria da direção do PT defende um nome que represente o ‘novo’ na idade e na questão de nunca ter sido testado. Eu faço uma avaliação política, lembrando que precisamos renovar nossa dinâmica política, de tomada de decisões e até mesmo do jeito de governar. Precisamos de alguém que tenha capacidade de apresentar novidades forma de administrar, fazendo o que não foi feito ainda. Tenho me preparado nesse sentido”, afirma.
PT na cabeça de chapa
Sibá Machado revelou que o Partido dos Trabalhadores vai mesmo defender que o nome escolhido pela sigla seja o candidato da Frente Popular à Prefeitura de Rio Branco.
Ele disse que a decisão faz parte de uma tradição dentro da aliança e que o partido pretende continuar administrando Rio Branco. Sibá Machado descarta, porém, um racha na Frente Popular, afirmando que em todas as decisões sempre prevaleceu o consenso e a unidade.
“Temos uma tradição na Frente Popular do partido que está administrando continuar, a não ser que ele não tenha nomes para a continuidade do projeto. O PT vai reiterar o pedido para continuar administrando Rio Branco. Acredito que isso não será um problema com os outros partidos, pois sempre valorizamos a unidade”, explica.
Sibá Machado nega qualquer tipo de problemas de relacionamento com algumas lideranças do PT e diz que já participou de várias reuniões com dirigentes do partido em busca do nome.
A decisão, segundo ele, que seria tomada em setembro foi adiada para o início de outubro, mas agora deve ser anunciada somente em dezembro.

Legitimidade do nome de Perpétua Almeida
Para Sibá Machado, o PCdoB tem direito de apresentar o nome da deputada federal Perpétua Almeida para disputar a Prefeitura de Rio Branco. Ele elogia a colega parlamentar por sua dedicação ao projeto da Frente Popular e diz que já conversou com ela sobre a disputa.
“Claro que o PCdoB tem todo direito de apresentar o nome da Perpétua para a disputa. Ela tem colaborado muito com o projeto da Frente Popular, atuando junto da população. Mas defendo que o nome escolhido, reúna uma série de qualidades”, assegura.
Sibá Machado revela, inclusive, que em conversa com Perpétua, ela teria revelado que considera como “novo”, o rodízio na condução do processo de administração.
“Isso significa que temos o mesmo pensamento sobre a renovação. O nome da Perpétua é legítimo, mas defendo que o candidato da Frente seja o escolhido de todos e que apresente o somatório de uma série de capacidades”, ressalta.

Disputa com a oposição
Sibá Machado afirma que nos últimos anos tem se reunido com empresários, lideranças religiosas e comunitária para discutir os problemas de Rio Branco. Ele se considera mais maduro e preparado para a disputa, lembrando que nos últimos anos foi senador e diretor da Usina do Jirau, onde adquiriu uma grande experiência.
Esse é, segundo ele, um fator importante para a disputa de 2012. “Vamos enfrentar não somente uma batalha, mas seremos testados sobre nossa forma de fazer política. Será uma campanha agressiva. Não precisamos apenas vencer a eleição, mas apresentar um novo jeito de governar. Para vencer esse processo, o candidato de muita preparação”, assegura.
Para ele, a oposição fará uma campanha com muitas agressões, tornando o processo mais difícil e exigente para o candidato da Frente Popular. Sibá garante que sua experiência como militante, no Senado, na direção da Usina de Jirau e seu trabalho como deputado federal o habilitam para a disputa.
“Eu estou me preparando muito para esse desafio. Na Câmara Federal tem atuado sempre pensando no desenvolvimento do Acre, olhando para a realidade do nosso país”, conclui.

Transcrito do Jornal A Gazeta

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Fagner Sales diz que seu valor de bens é de R$ 1,3 milhão

Publicado

em

O candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul, Fagner Sales (MDB), afirmou que houve um erro de digitação na declaração de bens que ele encaminhou ao Tribunal Regional (TRE) e que o valor informado, de R$ 105 mil, incluindo quotas de capital de uma firma, de R$ 60 mil, uma casa de alvenaria no valor de R$ 45 mil e um terreno de R$ 900, está errado. O valor real, segundo ele, é de R$ 1,3 milhão.

A casa, ao invés de R$ 45 mil, custa R$ R$ 450 mil. O terreno, em vez de R$ 900, vale R$ 900 mil. Só o valor das quotas foi informado certo. Fagner disse que vai encaminhar a correção do valor ao Tribunal. “Todos sabem que aqui em Cruzeiro do Sul não há casa de alvenaria de R$ 45 mil, mas estamos corrigindo no TRE”, afirmou.

O ac24horas fez levantamento do patrimônio declarado dos 3 candidatos a prefeito de Cruzeiro do Sul, que somava quase R$ 2 milhões. Com a retificação do valor junto ao Tribunal Regional Eleitoral, o valor passou para R$ 3,1 milhões.

O sargento Adonis Souza, policial e comerciante declarou ter patrimônio de R$ 1,1 milhão em terrenos e 90 cabeças de gado. Na declaração de Zequinha Lima contam R$ 705 mil de bens em carros, um terreno, uma casa de pouco mais de R$ 430 mil.

Em 2016, quando foi candidato a vice de Ilderlei Cordeiro e foi eleito para comandar Cruzeiro do Sul por 4 anos, Lima declarou ter uma casa apenas de R$ 250 mil, um veículo Siena de R$ 28 mil e uma Honda Biz no valor de R$ 3 mil, totalizando R$ 281 mil, ou seja, em um mandato o candidato quase triplicou o seu patrimônio. O único candidato que afirmou ter erro na declaração de bens foi Fagner Sales.

Continuar lendo

Acre

“Candidato que ataca adversários não deixará de enganar as pessoas”, diz Minoru em discurso na PF

Publicado

em

Após assinar o termo de compromisso elaborado pela justiça eleitoral em combate à desinformação (fake news) durante as eleições 2020, na manhã desta terça-feira, 29, o candidato à prefeitura de Rio Branco, Minoru Kinpara (PSDB), foi às redes sociais criticar, sem citar nomes, o modo como vem sendo conduzida a campanha de outros candidatos à prefeitura da capital acreana.

O tucano afirma: “mais do que qualquer outro candidato, tenho sido constantemente atacado nas redes sociais por meio das Fake News”

Ele destacou que “o modo como um candidato ganha uma eleição define como será o mandato. Um candidato que mente, trapaceia e ataca os adversários, quando eleitos não passará a falar a verdade e não deixará de enganar as pessoas. Nossa postura será sempre propositiva. Como eu sempre digo: os meus inimigos são os problemas da cidade”, argumentou.

Kinpara garantiu que sua equipe e apoiadores estarão nessa campanha dentro da legalidade. “Em hipótese alguma abriremos mão dos nossos princípios”.

O documento contou com a anuência da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público e Tribunal Regional Eleitoral. E foi assinado por Socorro Neri (PSB), Minoru Kinpara (PSDB), Roberto Duarte (MDB), Tião Bocalom (Progressistas), Jarbas Soster (Avante), Jamyl Asfury (PSC) e Daniel Zen (PT) em ato realizado na Sede da PF, em Rio Branco.

Continuar lendo

Acre

Candidatos a prefeitura assinam Termo de Compromisso

Publicado

em

Foto: ac24horas/Sérgio Vale 

Os sete candidatos a prefeitura de Rio Branco assinaram na manhã desta terça-feira, 29, o termo de compromisso elaborado pela justiça eleitoral em combate à desinformação (fake news) durante as eleições 2020. O documento, que contou com a anuência da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Ministério Público e Tribunal Regional Eleitoral, foi rubricado por Socorro Neri (PSB), Minoru Kinpara (PSDB), Roberto Duarte (MDB), Tião Bocalom (Progressistas), Jarbas Soster (Avante), Jamyl Asfury (PSC) e Daniel Zen (PT) em ato realizado na Sede da PF, em Rio Branco.

Este slideshow necessita de JavaScript.

De acordo com o conteúdo, os candidatos, partidos ou coligações, ao tempo que reafirmam o compromisso com a democracia, os princípios republicanos e o Estado de democrático de direito, comprometem-se em comunhão de esforços entre si e com a justiça eleitoral, zelar pela lisura do processo eleitoral, observando as regras e limites estabelecidos na legislação, bem como orientar e fiscalizar a atuação de seus colaboradores, filiados e militância, de forma a garantir eleição municipal segura, hígida e paritária para todos os agentes envolvidos.

Além disso, os prefeituráveis se comprometem a abster-se de reproduzir, replicar ou estimular a disseminação, por qualquer canal de comunicação, sobretudo na internet e nos aplicativos de mensagens, de notícias e conteúdos falsos, manipulados ou que, manifestados fora do contexto, imputem a qualquer pessoa a prática de ilícitos. Além disso, os candidatos terão que promover durante os atos de campanha a conscientização dos eleitores e da sociedade em geral sobre a relevância do combate a desinformação.

Veja o documento aqui.  

Documentos Escaneados
Continuar lendo

Acre

Mulheres são as mais acometidas pela Covid-19 em Rio Branco

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco divulgou um novo Boletim Epidemiológico nesta terça-feira, 29, onde revela que atualmente a faixa etária mais acometida pelo novo coronavírus é a que compreende indivíduos de 20 a 49 anos, somando 7.297 casos dos 10.542, refletem 69% dos casos confirmados em nossa capital.

As mulheres continuam sendo as mais acometidas pela Covid-19, representando 53%, enquanto os homens somam 47%.

Os bairros com maiores números de infectados pelo novo coronavírus são: Bosque, Belo Jardim, Calafate, Vila Acre e Estação Experimental. Já os bairros: Defesa Civil, Canaã, João Paulo, Palheiral e Pista registraram o menor índice de casos da doença.

Todo o Estado do Acre registrou nessa segunda-feira, 28, 11 novos casos de contaminação pelo novo coronavírus, subindo para 27.885. O número oficial de mortos permanece em 657. Até o momento, o Acre registra 71.655 notificações de contaminação pela doença, sendo que 43.762 casos foram descartados. Ainda, 8 testes de RT-PCR seguem aguardando análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 24.944 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 75 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas