Conecte-se agora

Presidente da Câmara de vereadores de Acrelândia rebate denúncia sobre falta em sessão

Publicado

em

O presidente da Câmara Municipal de Acrelândia, vereador Dermival Vilas Boas (PP),  disse nesta sexta-feira, 14, que pode comprovar com documentos que o vereador Humbertino de Jesus Moura (PMN), líder do ex-prefeito, Carlos César Nunes de Araújo, que teve seu mandato cassado por improbidade administrativa e que está recolhido aguardando julgamento no presídio Francisco de Oliveira Conde, sob suspeita de ser o mandante da execução do ex-presidente da Câmara de Acrelândia, Pinté, não tem respaldo moral para atacar nenhum cidadão de bem e propagar inverdades sobre a sua pessoa.

Dermival respondeu as acusações de Humbertino de que ele como presidente da Casa estava faltando as sessões e sumido com as chaves do prédio da instituição. Segundo Vilas Boas, foi realizado um levantamento até o dia 03 de outubro de todas as sessões plenárias ordinárias do exercício de 2011 e, segundo consta no livro de presença o vereador Humbertino faltou 7 das 21 sessões, sendo que Dermival não tem registro de nenhuma ausência.

“Esta atitude mostra claramente a falta de compromisso do vereador Humbertino com o legislativo mirim do nosso município”, disse Dermival.

De acordo com Dermival, vale ressaltar que o vereador Humbertino foi nomeado líder do prefeito Carlinhos na Câmara através do Ofício/GAB/ nº 013/2009, e de lá para cá nunca renunciou o seu posto de líder do prefeito, o qual defendia em todas as sessões e nunca fez qualquer acusação ou denúncia contra o prefeito, por fazer parte do grupo.

“Quero também enfatizar que, primeiramente não sumi com as chaves da Câmara, porque as mesmas ficaram em poder da Coordenadora de Serviços Gerais do Poder Legislativo Municipal. A minha ausência na última sessão ordinária não culmina em hipótese nenhuma com sua não efetivação, visto que a Câmara é composta por uma Mesa Diretora, de presidente, vice-presidente, primeiro secretário, segundo secretário e demais vereadores que tem autonomia de iniciar e encerrar as sessões ordinárias, conforme dispõe o Inciso VIII do Artigo 20, Incisos I e II do Artigo 21, § Único e Caput do Artigo 22, Caput do Artigo 23, Parágrafo Único e Caput do Artigo 24 do Regimento Interno da Câmara Municipal de Acrelândia”, explicou o presidente.

Ainda segundo Vilas Boas, quanto ao que o vereador acusa sobre a questão financeira da Câmara,existe um saldo orçamentário atualmente de aproximadamente 78 mil reais. As despesas com pessoal nos últimos 03 meses será aproximadamente de R$ 59.668,48 (-). No ano em curso o vereador Humbertino contraiu adiantamentos de salários no valor de R$ 9.000,00 a ser devolvido aos cofres públicos em suaves parcelas ao longo do ano, adiantamento este que vem repercutindo e onerando o orçamento atual.

Todas as notas fiscais inerentes as despesas efetuadas por esta Casa, estão anexas as notas de empenhos, e os cheques emitidos destinados ao pagamento de credores, estão assinados por Dermival, e pelo o primeiro secretário da Casa.

“Gostaria imensamente que o vereador Humbertino apresentasse aos veículos de comunicação a documentação que trata da sua viagem a tratamento de saúde fora do estado do Acre tais como bilhetes de passagens, procedimentos médicos adotados em sua estada nas clínicas pelas quais passou visto que o vereador Humbertino protocolou nesta Casa Legislativa, o Requerimento nº 03/2011, datado de 15 de agosto de 2011, que versa sobre licenciamento a seu favor pelo o período de 45 (quarenta e cinco dias) com ônus para este poder, para submeter-se a tratamento de saúde fora de domicílio, mas pelo visto, este procedimento não acontecera. Para agravar a situação o vereador supramencionado pressionou seu suplente de vereador para substituí-lo. Penso eu que fora acerto político, não posso afirmar”.

Para concluir, Dermival acrescentou: “Não tenho conhecimento formal de tal denuncia que falou o vereador Humbertino contra a minha pessoa por que até a presente data não recebi e nem assinei nenhum documento pertinente a denúncia epigrafada. Acrescento ainda que dos R$ 6.900,00 que teria direito a receber destra Casa o vereador Humbertino, receberá apenas R$ 2.482,11 em decorrência de requerimentos de adiantamentos de salários, mais consignações bancárias. Finalmente quero ressaltar que a composição da Mesa Diretora desta Casa tem tratado a coisa pública com muita seriedade e transparência, e gostaria de registrar meus agradecimentos aos nobres vereadores Guimarães-PSB, Vice-presidente; Djalma-PP, 1º Secretário; e Agrecino de Souza-PT, 2º Secretário”.

Silvania Pinheiro

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas