Conecte-se agora

Ficha limpa já é exigida em quatro estados e dez cidades

Publicado

em

O Globo

Manchete: Ficha limpa já é exigida em quatro estados e dez cidades

Leis proíbem que condenados sejam nomeados para cargos de confiança

Inspirados pela Lei da Ficha Limpa, vereadores e deputados de dez cidades, incluindo Belo Horizonte e Manaus, e quatro estados (Minas, Santa Catarina, Paraíba e Pernambuco) já aprovaram legislação proibindo que cargos de confiança sejam ocupados por pessoas condenadas na Justiça. Em outras 12 cidades, entre elas o Rio, projetos semelhantes estão sendo analisados. (Págs. 1 e 9)

Não à corrupção de novo nas ruas

Em pelo menos 12 capitais, novas marchas contra a corrupção reuniram ontem cerca de 28 mil pessoas. Presidente da CNBB, dom Raymundo Damasceno pediu que o povo fiscalize os governos. (Págs. 1 e 9 a 11)

Foto legenda: Manifestantes contra a corrupção ocupam as ruas de Brasília, onde ocorreu o maior protesto no país, com cerca de 20 mil pessoas.

 

CNJ quer fim do Instituto Padre Severino

Maus-tratos, como uso de gás pimenta, e superlotação são as razões que levaram o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), após vistoria, a recomendar ao governo do Rio que feche o Instituto Padre Severino, para jovens infratores. (Págs. 1, 3 e 4)
Bolsas sobem com medidas para bancos

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso Durão, propôs medidas para reforçar o sistema bancário da zona do euro. O anúncio, somado ao acordo na Eslováquia sobre o fundo de resgate europeu, impulsionou as bolsas. (Págs. 1 e 19)
EUA em guerra diplomática com o Irã

Um dia após anunciar ter desbaratado um complô iraniano para matar o embaixador saudita e explodir embaixadas em Washington, os EUA iniciaram uma ofensiva diplomática em todo o mundo para isolar o Irã, que nega as acusações. (Págs. 1 e 26)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Rota Anchieta-Imigrantes tem escalada de vítimas

Total de feridos é recorde em 13 anos; número de mortos sobe 19% em 2011

Nos nove primeiros meses de 2011, o total de mortos no sistema Anchieta-Imigrantes subiu 19%, e o de feridos, 31%. No mesmo período, houve queda de 14% nos acidentes na ligação entre São Paulo e o litoral sul.

O total de feridos é recorde nos 13 anos em que a Ecovias gere o sistema – que inclui parte das rodovias Cônego Domênico Rangoni e Padre Manoel da Nóbrega. As áreas com mais acidentes ficam perto das cidades. (Págs. 1 e Cotidiano C1)

Foto Legenda: Ato contra corrupção em Brasília reuniu 20 mil, segundo a Policia Militar; houve manifestações em diversas capitais (Pág. 1)

 

Lixo hospitalar americano é achado em PE

A Receita Federal apreendeu anteontem, no porto de Suape (PE), um contêiner vindo dos EUA com lixo hospitalar. A documentação identificava o material como sendo “tecidos com defeitos”. Os nomes do exportador e do importador não foram divulgados. (Págs. 1 e Cotidiano C7)
Europa defende programa para injetar dinheiro em bancos

O presidente da Comissão Europeia defendeu plano urgente para injetar dinheiro em bancos e disse que o fundo de estabilidade só deve ser usado como último recurso. Os bancos que pedirem ajuda do fundo deverão ser proibidos de pagar bônus a seus diretores.

A ampliação do fundo deve ser aprovada amanhã pela Eslováquia. (Págs. 1 e Mundo A10)

Congresso dos EUA aprova livre-comércio com Colômbia (Págs. 1 e Mundo A13)

 

Arcebispo de São Paulo critica corrupção ‘por toda parte’

A mobilização contra a corrupção não foi só nas redes sociais. O arcebispo de SP, dom Odilo Scherer, disse que a corrupção “está por toda parte”. Segundo organizadores, 140 mil visitaram a basílica em Aparecida, e o padre Marcelo Rossi reuniu 70 mil em SP. (Págs. 1 e Poder A4)

Correios reabrem, mas só em 10 dias voltam ao normal

As agências dos Correios reabrem hoje, após decisão judicial que determinou o retorno ao trabalho dos funcionários em greve.

A empresa estima que levará de uma semana a dez dias para normalizar os serviços de entrega de cartas e de encomendas. (Págs. 1 e Mercado B1)
Foto Legenda: 80, em cores

Cristo Redentor recebe iluminação especial no dia em que completou 80 anos; dom Orani Tempesta, arcebispo do Rio, celebrou missa aos pés da estátua. (Págs. 1 e Cotidiano C9)

Editoriais

Leia “O Brasil está caro”, que relaciona problema a ineficiência e ao tamanho do setor público, e “Acordo possível”, sobre negociações no Oriente Médio. (Págs. 1 e Opinião A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Plano resgata governos e blinda bancos na Europa

Após apresentar projeto, Comissão Europeia diz que objetivo imediato é encontrar saída para Grécia

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, apresentou ontem um plano que inclui não apenas o resgate a governos, mas também a blindagem de bancos contra quebras. Barroso, porém, deixou claro que solucionar a crise grega é fundamental e fez um apelo para que o recém-criado fundo de € 440 bilhões para resgatar economias em dificuldade seja fortalecido. Na prática, ele quer a ampliação do mecanismo para que tenha US$ 2 trilhões, o que seria suficiente para resgatar não apenas Grécia ou Portugal, mas economias do tamanho da Itália. O projeto apresentado por Barroso foi dividido em cinco pilares de ação interdependentes: 1) uma resposta aos problemas na Grécia; 2) a conclusão das intervenções na zona do euro para conter a crise; 3) uma abordagem coordenada de reforço do sistema bancário; 4) a aceleração de políticas de crescimento e de estabilidade; e 5) a definição de políticas de governança sólidas e integradas para o futuro. (Págs. 1 e Economia B11 e B4)

Bolsas dos Brics fazem aliança

No acordo, investidores poderão aplicar nos principais índices de cada uma das bolsas. (Págs. 1 e Economia B8)

EUA agora acusam alto escalão do Irã por complô

Os EUA subiram o tom ontem com o Irã e acusaram o alto escalão do país de envolvimento no suposto plano para matar o embaixador da Arábia Saudita em Washington. A monarquia saudita também ameaçou Teerã, agravando a crise entre os dois países. Os iranianos rejeitaram veementemente a acusação americana, acrescentando que o governo de Barack Obama busca desviar a atenção do movimento de ocupação de Wall Street. (Págs. 1 e Internacional A12)
Sob Kassab, arrecadação com multas deve dobrar

Maior rigor na cobrança e aperto na vigilância nas ruas, aliados ao acréscimo de 1,2 milhão de veículos na frota, deve levar São Paulo a dobrar a arrecadação com multas de trânsito no final do mandato de Gilberto Kassab (PSD). Em 2008, as multas alcançaram R$ 386,1 milhões. A previsão para 2012 é de R$ 832,4 milhões. Nesse período, a cidade ganhou 354 radares eletrônicos, 800 policiais, 250 marronzinhos e 112 câmeras em faixas de pedestre. (Págs. 1 e Cidades C1)
Alckmin diz que emendas terão “transparência absoluta”

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) disse que dará “transparência absoluta” às emendas parlamentares feitas na Assembleia paulista por todos os deputados entre 2007 e 2010. A promessa ocorre após pressão de seu próprio partido cobrando que o governo divulgue as emendas de tucanos. A crise foi deflagrada em setembro, quando o deputado Roque Barbiere (PTB) revelou que seus colegas vendem emendas. (Págs. 1 e Nacional A4)
Demétrio Magnoli

Quanto vale a Europa?

Em meio à crise, o valor da Europa depende do eco que, tanto tempo depois, ainda puder gerar a menção dos sinistros nomes de Hitler e Stalin. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Ian Buruma

O problema de Obama em Israel

O que tem Israel que reduz o presidente dos EUA a uma massa inconsistente? Por que os políticos do país temem criticar a política de Israel? (Págs. 1 e Visão Global, A14)

Dora Kramer

Massa mansa

Talvez o brasileiro esteja bem menos interessado na corrupção do que supõe meia dúzia de motivados preocupados com a desmotivação geral. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações

A costumeira chantagem

O modelo é o da perversão que confronta o governante não com a oposição, mas com aliados. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: A arma da discórdia

Governador se diz surpreso com a compra de pistolas de choque para serem usadas no trânsito por agentes do Detran. ” Até porque não houve discussão comigo sobre o assunto”, afirma Agnelo Queiroz. “Vou conversar com as outras áreas e, se for o caso, podemos passar para a PM”. Especialistas ouvidos pelo Correio avaliam com cautela o emprego do equipamento que, em certas circunstâncias pode até matar. (Págs. 1 e 27)

Prevenção: Escola de olho em bactéria

O poder de contaminação da Streptococcus pyogenes, que causou pelo menos três mortes no DF, deixa em alerta instituições de ensino, que adotaram medidas preventivas para evitar o avanço do micro-organismo entre os alunos. (Págs. 1 e 32)

Servidores: PF sem gente para a Copa

A situação é crítica. Até 2016, 2.270 funcionários, um terço da Polícia Federal, estarão aposentados. Para piorar, a restrição a concursos públicos põe em risco a segurança do principal evento do futebol e também das Olimpíadas. (Págs. 1 e 12)

A arte veio da África

Exposição no Congresso Nacional reúne trabalhos produzidos em 15 países, como a peça da etnia Maasai intitulada Ancião. (Págs. 1 e Diversão & Arte, 3)
————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Marfrig faz reestruturação e corta custos

Sob pressão dos investidores para gerar caixa e reduzir seu endividamento, hoje em R$ 10,3 bilhões, a Marfrig vai reestruturar suas operações “à la Ambev”, com foco no corte expressivo de custos. As divisões de bovinos no Brasil, Argentina e Uruguai serão unificadas e será criado um centro de serviços compartilhado no país, que vai reunir em Itajaí (SC) áreas como RH, contas a pagar e a receber e compras de todas as divisões da companhia. Um centro de distribuição único em São Paulo substituirá os seis regionais existentes.

“O que o mercado quer agora é geração de caixa e que entreguemos os resultados para valorizar as ações. Nosso foco é gerar caixa. Não tem mais o que comprar. Agora é consolidar”, disse ao Valor o presidente da Marfrig, Marcos Molina. Segundo ele, as medidas foram definidas em estudo encomendado à Bain & Company em 2010 e não foram antecipadas em função do atual aumento de dificuldades da companhia” que desde o início do ano perdeu 54,5% do seu valor de mercado. A Marfrig está avaliada na BM&F Bovespa em R$ 2,4 bilhões, o equivalente a apenas 40% de seu patrimônio líquido – é a pior relação do setor. (Págs. 1 e D1)

Armadilhas para o Brasil no G-20

Enquanto o Brasil se alia aos EUA no G-20 para que os países desenvolvidos adotem uma política de estímulos à economia e não de contenção fiscal, ele fecha posição ao lado dos emergentes para desarmar algumas armadilhas que estão sendo colocadas para a discussão na reunião dos ministros das Finanças e presidentes dos bancos centrais do grupo, amanhã e sábado.

Os países emergentes foram pegos de surpresa no G-20 com uma proposta que surgiu de última hora para se comprometerem com maior liberalização da conta de capitais como meio de evitar crescente protecionismo comercial. Eles já tinham recusado proposta na mesma direção feita pela Alemanha para que o G-20 assumisse “compromisso de longo prazo por liberalização total da conta de capitais”. A irritação era visível entre negociadores desses países. (Págs. 1 e C10)

China teme crise bancária e vai socorrer empresas

A China anunciou planos para dar apoio emergencial a empresas privadas com problemas, em meio a temores de que falências num setor crucial, que tem sofrido com a queda nas exportações, podem ameaçar o sistema financeiro.

Um número crescente de empresas privadas chinesas está à beira da falência porque não consegue pagar credores do mercado negro que assumiram o lugar do crédito estatal, depois que o governo restringiu os empréstimos bancários para coibir a inflação. Os analistas dizem que o risco é que essa fonte ilegal de crédito seque e quebre até mesmo empresas sadias, com graves consequências no sistema bancário formal.(Págs. 1 e C6)

Crise faz Evo ceder e buscar novo traçado para estrada

Decidido a manter o pedido ao Brasil para que financie a estrada ligando a isolada região de Beni a Cochabamba, próxima ao centro do país, o governo Evo Morales detalhou a diplomatas de países amigos seu plano para aplacar os protestos contra a obra, que atravessa um santuário natural e uma reserva indígena. Morales fez aprovar no Congresso, na madrugada de segunda-feira, medidas que abrem caminho para um traçado alternativo à rota que corta o Território Indígena Parque Nacional Isiboro Sécure (Tipnis), razão dos protestos, que provocaram grave crise política.

Pela lei aprovada, foram suspensos os planos de construção do trecho da estrada que atravessa o parque (que não havia sido ainda iniciado) enquanto não for realizada consulta aos indígenas, que terão poder de determinar ou não sua realização. O governo comunicou aos diplomatas que estuda um traçado alternativo – o que deverá encarecer a obra, a cargo da brasileira OAS. (Págs. 1 e A9)

Foto Legenda: Trunfo eleitoral

Outdoor do governo exalta o crescimento argentino no paupérrimo município de La Matanza, com 1,8 milhão de habitantes e 142 favelas, que faz divisa com Buenos Aires: lá nasceu, em 2009, o “Bolsa Família” de Cristina Kirchner, trunfo da presidente para a reeleição. (Págs. 1 e A12)

Gradin investe em inovação e se associa a grupo italiano

Envolvido em disputa judicial com a Odebrecht, o empresário Bernardo Gradin começa a virar a página de sua vida profissional. À frente da GraalBio, do grupo Graal, a empresa recém-criada pelo ex-principal executivo da Braskem vai investir em inovação nas áreas de bioquímicos e biocombustíveis. “Estamos desenhando um projeto que se tornará uma plataforma para pesquisa, desenvolvimento e industrialização de biotecnologias, para converter biomassa em bioquímicos e biocombustíveis”, disse Gradin ao Valor.

A GraalBio, uma sociedade anônima, terá o controle de outras cinco empresas que deverão atuar em diferentes áreas de negócios, todas voltadas para inovação. A nova plataforma da GraalBio será construída por meio de aquisições e associações com empresas detentoras de tecnologia de ponta. Gradin deve anunciar hoje parceria com a italiana Mossi & Guisolfi (M&G) para dar início ao novo negócio. (Págs. 1 e B1)

Bolsas dos Brics se unem para oferecer negociação de índices em moeda local (Págs. 1 e C2)

 

Hitachi mira pré-sal e infraestrutura para crescer no Brasil, diz Mori (Págs. 1 e B3)

 

Porto do Rio sem postes

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai abrir concorrência para instalação de 12 mil km de cabos na região portuária, sendo 4 mil km de fibras ópticas. O vencedor da licitação poderá explorar a infraestrutura por 25 anos. (Págs. 1 e A2)

Antaq amplia usos de porto público

A Antaq baixou resolução ampliando as possibilidades de ocupação privada dos portos públicos, até então restrita aos contratos de arrendamento. A intenção é regulamentar desde demandas do pré-sal a eventos de curta duração. (Págs. 1 e A2)
Salários versus produtividade

De janeiro a agosto de 2011 a produtividade da indústria brasileira aumentou apenas 0,1% em relação ao mesmo período do ano passado, enquanto a folha salarial cresceu 5,2%. (Págs. 1 e A4)

Justiça libera venda da Schincariol

Decisão da Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo cassa liminar que impedia a Kirin de assumir o controle da Schincariol e enfraquece a posição dos minoritários na negociação com a companhia japonesa. (Págs. 1 e B5)

Suspensos leilões de bens da RFFSA

A Corregedoria-Geral da União (CGU) suspende a realização de leilões de equipamentos remanescentes da extinta Rede Ferroviária Federal (RFFSA) e determina investigação sobre possíveis irregularidades em vendas já realizadas. (Págs. 1 e B10)
Desequilíbrios canavieiros

Em uma safra marcada por forte quebra agrícola, o preço das terras e os ganhos de escala ampliam a distância entre os custos de produção em tradicionais regiões produtoras, como São Paulo, e as novas fronteiras canavieiras do Centro-Oeste. (Págs. 1 e B14)

Ideias

Ivan Netto Moreno

É imprescindível simplificar a arrecadação, tornando-a mais justa ao contribuinte e melhorando a competitividade brasileira. (Págs. 1 e A10)

Ideias

Martin Wolf

Enquanto não providenciarem financiamento e ajuste, governos da zona do euro não encontrarão solução para crise. (Págs. 1 e A11)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Mais chuva = Mais transtorno. Prepare-se

Temporal como o que parou BH, matou uma pessoa e deixou metade do estado no escuro é amostra do que está por vir, avisam meteorologistas

Combinação de altas temperaturas com a chegada de frentes frias provocará mais tempestades com ventos fortes, como a de terça-feira, até meados de novembro. Depois, as chuvas tendem a ser contínuas. É grande o risco de que se repitam os problemas, agravados por alagamentos e deslizamentos de encostas. Ontem, os estragos ainda eram visíveis, com árvores caídas, buracos e destroços nas ruas da capital. À tarde, 2,5 mil consumidores continuavam sem luz. A Cemig atendeu 157 chamados por rompimento de cabos, outro risco para a população. Um dos fios eletrocutou um motoqueiro, cujo corpo será enterrado hoje. (Págs. 1, 17 e 19)

Calote cresce no embalo da crise europeia

Mesmo sem sofrer ainda efeitos da turbulência mundial, número de endividados por mais de 90 dias aumentou em BH, turbinado pela inflação alta e pelas taxas de juros mais baixas nos últimos 16 anos. (Págs. 1 e 13)

Foto Legenda: Basta de roubalheira

Centenas de pessoas se reuniram ontem na Praça da Liberdade na marcha contra a corrupção. Os protestos se repetiram em várias capitais, principalmente em Brasília, onde cerca de 11 mil manifestantes ocuparam a Esplanada dos Ministérios. (Págs. 1 e 3)
Acordo: Europa desata nó para aprovar fundo da dívida

Último entrave, Eslováquia consegue acordo entre líderes políticos para referendar plano de resgate da Zona do Euro. (Págs. 1 e 11)

PBH destina 25% de seu orçamento para a Copa (Págs. 1 e 8)

 

Washington: EUA em alerta contra atentado a embaixador (Págs. 1 e 15)

 

Riquezas de Minas: Norte do estado aposta no minério e nas frutas (Págs. 1 e 16)

 

Aliança dos Brics: Bolsas dos 5 países terão índice conjunto de ações(Págs. 1 e 11)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Recife vai construir 15 edifícios-garagem

PCR aposta em saída vertical para desafogar o trânsito do Centro e vai fechar parcerias com empresas privadas para tocar o projeto. A cada vaga criada, uma será fechada no entorno dos prédios. (Págs. 1 e Cidades 3)

Governador beneficia os auditores fiscais (Págs. 1 e Economia 4)

 

Funcionários dos Correios voltam à ativa (págs. 1 e Economia 3)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Internet arrasta às ruas do país um basta contra a corrupção

Protestos em todo o Brasil mostram a força da mobilização via redes sociais, e nova rodada de manifestações está prevista para sábado em Porto Alegre. (Págs. 1 e 6)

Relatório dos EUA favorece soja brasileira

Estimativa de redução da safra americana gera alta no preço do grão na Bolsa de Chicago. (Págs. 1 e 24)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: “Nunca faltei com a ética em minhas funções”

Depois de 34 anos na Siemens, 10 deles como presidente da empresa, Adilson Primo é demitido sob acusação de cometer “grave contravenção”. Em entrevista exclusiva ao BRASIL ECONÔMICO, Primo disse que nunca faltou com a ética. (Págs. 1 e 18)

Sinal vermelho para bancos da China

Segundo a Fitch, o sistema do país, que movimenta US$ 14,5 tri, está sob risco. (Págs. 1 e 30)

Foxconn chega mais perto de São Paulo

Companhia terá encontro com Geraldo Alckmin para discutir nova fábrica. (Págs. 1 e 3)

Baixa renda traz alto lucro a construtoras

Em grupos como Rossi e Living, casas populares representam quase metade do faturamento. (Págs. 1 e 4)

Veteranas da Bovespa resistem desde 1968

Ações listadas na bolsa paulista desde sua criação têm melhor desempenho que o próprio índice em 43 anos. (Págs. 1 e 32)

Bolsas dos Brics terão índice único

A aliança formada ontem terá três etapas até a sua implantação final. Segundo Edemir Pinto, da BM&F, as empresas dos cinco membros poderão negociar suas ações nos pregões dos demais países. (Págs. 1 e 38)

Estatais investem apenas 44% do previsto no Orçamento

Dos R$ 108 bilhões autorizados para desembolsos em 2011, apenas R$ 47,6 bilhões foram utilizados. (Págs. 1 e 8)

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre gerou 577 empregos com carteira assinada em setembro

Publicado

em

Divulgado nesta quinta-feira (29) pelo Ministério da Economia, o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) registrou saldo positivo na geração de empregos com carteira assinada no Estado do Acre em setembro.

Naquele mês, o Acre contratou 2.209 novos trabalhadores com carteira e demitiu 1.632, o que produziu saldo de 577 vagas –ou 0,71% de admitidos a mais que demitidos.

Já entre janeiro e setembro de 2020, o Acre admitiu 20.569 e demitiu 17.621, o que gerou saldo positivo de 2.948 vagas. Em termos percentuais a variação é de 3,73%.

O saldo do emprego formal ficou positivo em 313.564 postos de trabalho em setembro, mês com melhor resultado de 2020.

O resultado, decorrente de 1.379.509 admissões e 1.065.945 desligamentos, é mais um que reafirma a retomada do crescimento econômico após a fase mais crítica da pandemia da Covid-19.

O quadro mostra o acumulado do ano. Veja:

 

Continuar lendo

Acre

Acre tem 93 novos casos e mais uma morte por Covid-19

Publicado

em

O boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre) informa o registro de 93 novos casos de contaminação pelo coronavírus no estado, O número total de infectados chega agora a 30.638 pessoas.

Até o momento, o Acre registra 81.727 notificações de contaminação pela doença, sendo que 51.044 casos foram descartados, enquanto 45 amostras de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 28.080 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 76 seguem hospitalizadas.

As mortes provocada pela doença se aproximam das 700 vítimas fatais, já que mais 1 óbito foi registrado nesta quinta-feira, 29, sendo do sexo masculino, cujas iniciais são A.B.R., de 69 anos. O idoso deu entrada no dia 7 de outubro, no Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into-Ac) vindo a falecer na última quarta-feira,28, fazendo com que o número oficial de mortes por Covid-19 suba para 692 em todo o estado.

Continuar lendo

Acre

2ª onda de contaminação por Covid-19 está chegando ao Acre

Publicado

em

Foto: Sérgio Vale/ac24horas

Durante a coletiva de imprensa que anunciou a nova classificação de risco da pandemia do novo coronavírus no estado, ocorrida nesta quinta-feira, 29, o médico Thor Dantas, que integra o Comitê de Acompanhamento Especial da Covid-19, revelou que uma segunda onda de contaminação do vírus está ameaçando o Acre.

Prova disso foi a regressão da regional Alto Acre para a Bandeira Laranja, devendo fechar estabelecimentos como restaurantes e pizzarias, conforme determina o decreto governo para o nível de alerta.

“Infelizmente não existe uma solução fácil. Uma segunda onda da Covid-19 está a caminho. Temos que exercitar nossa resiliência e ter responsabilidade coletiva com essa segunda onda que vai chegar ao Acre”, explicou o médico Thor Dantas, destacando a importância de se manter as medidas sanitárias que evitam a propagação do vírus, como higienização das mãos, uso de máscara e distanciamento social.

“Vamos intensificar as ações perante a população da região do Alto Acre para evitar ainda mais o aumento de casos”, disse o secretário estadual de Saúde, Alysson Bestene.

Até o momento, as regionais do Baixo Acre, Juruá e Tarauacá Envira continuam na Bandeira Amarela da pandemia, permanecendo com funcionamento dos estabelecimentos comerciais.

Continuar lendo

Acre

Erick Venâncio diz que investigação da PF não foca em fatos

Publicado

em

Advogado do presidente afastado da Aleac, Nicolau Júnior, afirma que semana passada foi apresentado a delegado da PF toda comprovação da origem lícita dos recursos que foram apreendidos na casa do deputado e também a movimentação bancária

O advogado Erick Venâncio, responsável pela defesa do presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Nicolau Júnior (PP), afirmou na tarde desta quinta-feira, 29, que o afastamento de seu cliente “é uma medida extrema, desproporcional e desnecessária, que agride a autonomia do próprio Poder Legislativo”.

Venâncio afirmou que Nicolau, desde que cientificado da investigação, se colocou à disposição da Justiça e da autoridade policial, comparecendo espontaneamente aos autos do inquérito. “Semana passada apresentamos ao delegado condutor da investigação toda a comprovação da origem lícita dos recursos seus que foram apreendidos e da sua movimentação bancária, e pedimos que fossem ouvidas testemunhas e o próprio deputado. O que vemos é que há uma investigação de pessoas, não de fatos”, frisou o advogado.

O jurista ressaltou ainda que a defesa não teve até o momento acesso aos autos da operação e que um advogado foi impedido de acompanhar o procedimento de busca no Juruá. “Não se dá acesso de nada à defesa. Um colega foi impedido de acompanhar o procedimento de busca hoje em Cruzeiro do Sul. É um procedimento verdadeiramente estranho, que agora levaremos ao STJ”, destacou.

A defesa de Nicolau frisou que vai o ingressar com um agravo pedindo que o caso seja analisado pelos demais desembargadores do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), já que a decisão da desembargadora-relatora, Maria do Carmo, foi monocrática.

ENTENDA O CASO

O presidente da Aleac, Nicolau Júnior, e os deputados Manoel Moraes (PSB) e Antônia Sales (MDB), além de servidores e empresários, foram alvos nesta quinta-feira, 29, da Operação da Polícia Federal batizada de Dirty Safe, que apura desvios de cerca de R$ 30 milhões. As diligências foram feitas em Cruzeiro do Sul, Rio Branco e na capital do Amazonas, Manaus, visando desarticular uma suposta organização criminosa que supostamente praticava os crimes de lavagem de dinheiro, peculato, corrupção passiva e ativa, no âmbito da Assembleia Legislativa do estado do Acre. A operação visou coletar novos elementos de provas que possam corroborar, ratificar ou alterar as hipóteses criminais traçadas no decorrer da investigação.

Mais de 60 policiais federais participam da operação no cumprimento de 22 mandados judiciais expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sendo 13 de busca e apreensão.

O nome da Operação Policial – DIRTY SAFE – faz alusão direta ao material apreendido no interior de COFRE na casa de um dos investigados, por ocasião da deflagração da Operação Acúleo em 11 de setembro.

Através da análise do conteúdo do cofre, foi possível identificar a atuação da suposta organização criminosa, com nítida divisão de tarefas entre seus integrantes e modo de agir sistematizado, que se utilizava da máquina pública e a interposição de pessoas para consecução de seus objetivos, incluindo a contratação de funcionários-fantasmas e do desvio de recursos públicos por intermédio de empresas privadas. Essa mesma estrutura também seria empregada na realização de atos de ocultação, dissimulação de movimentação, da origem e destino de valores, sendo chefiada, em tese, pelo atual chefe do Poder Legislativo do Acre.

De acordo com a investigação, um assessor parlamentar efetuou dezenas de depósitos em espécie na conta de uma das empresas investigadas, em valores que ultrapassaram R$ 10 milhões, a referida pessoa jurídica apresenta entre seus sócios um familiar direto do parlamentar ao qual o servidor é vinculado.

De igual modo, um dos sócios de uma outra pessoa jurídica investigada, que possui diversos contratos públicos, realizou mais de 250 depósitos em espécie na conta de sua empresa, grande parte de tais operações apresentam o valor de R$ 99 mil, caracterizando dessa forma, uma clara tentativa de se evitar que as transações fossem comunicadas a Unidade de Inteligência Financeira do Brasil (antigo COAF).

O total de depósitos em espécie durante o período analisado alcança o expressivo montante de aproximadamente R$ 30 milhões.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas