Conecte-se agora

Denúncia de irregularidades em manejo florestal apresentada por Petecão nos EUA pauta debate na Aleac

Publicado

em

A reportagem de ac24horas mostrando denúncia de exploração de madeira na Floresta do Antimary, relatando que o senador acriano Sérgio Petecao (PSD-AC), entregou relatório ao ativista ambiental Al Gore, pautou o debate na manhã desta terça-feira, 11, na Assembléia Legislativa. Os parlamentares de oposição e situação voltaram à carga com o assunto, que motivou novas trocas de acusações e até mesmo ataques a Sérgio Petecão.

O debate se intensificou com as afirmações de Major Rocha (PSDB), que afirmou que os políticos de situação teriam tentado afastar os oposicionistas da discussão com as 40 famílias que apontam as supostas irregularidades no projeto de manejo florestal, na Floresta Pública do Antimay. “Mudaram o local de realização da audiência, numa clara tentativa de afasta a oposição da discussão do assunto. Ontem um assessor do governo, suspendeu a audiência para que a empresa saísse. É uma forma de desequilíbrio generalizado dentro deste governo” , destacou Rocha.

Segundo o parlamentar tucano, ele teria levantado o assunto, trazendo a público as denúncias dos moradores do Antimary. “Para nossa surpresa, os parlamentares da base de governo, foram avisados da mudança, mas nós que fomos lá e ouvimos a população e trouxemos o problema, sequer fomos comunicados dessa mudança. Foi uma tentativa clara de esconder o problema e fazer mais uma negociação para maquiar o problema”, afirmou.

O deputado Gilberto Diniz (PT do B), também repercutiu o assunto. Segundo Diniz, os políticos de oposição não são contra a distribuição de renda e benefícios aos povos da floresta, mas que os projetos precisam ser feito com transparência, além de agregar valor à madeira que é levada para ser beneficiada fora do Estado. Diniz diz ainda, que a luta dos oposicionistas é para levar os benefícios que são prometidos no ato da assinatura dos contratos de exploração da madeira, mas “são esquecidos tão logo comece a extração”.

“A nossa preocupação não é com o projeto de manejo e, sim em relação à sustentabilidade. Quais os benefícios e quais as benfeitorias  que o produtor rural vai tirar desta sustentabilidade? Porque sabemos que o homem do campo não tem renda alguma, a renda é mínima. E depois que a madeira é extraída, ele não tem mais o que negociar, ficando numa situação preocupante, já que o projeto de manejo é para ter envolvido um projeto que leve o social para essas pessoas, que possa levar uma boa escola, um posto de saúde” questiona Gilberto Diniz.

GOVERNISTA DEFENDE GOVERNO E ACUSA PETECÃO
O líder do governo, deputado Moisés Diniz (PC do B), apontou o plano de manejo florestal, na Floresta Pública do Antimary, como modelo mundial de projeto sustentável. De acordo com o comunista, o que deveria ser debatido seria os ajustes do projeto, não tratar a questão como palanque político e alvo de denúncias infundadas nos benefícios concedidos as pessoas que residem nas áreas de exploração de madeira de forma sustentável.

“O que deveria ser discutido seria o problema de acesso, o problema de saúde e educação, mas a reserva do Antimary é o modelo para a Amazônia. O nosso manejo madeireiro tem sido citado em todas as partes do planeta, como um modelo a ser seguido aonde existe florestas nativas. Esse é o esforço de substituir o santuarismo da floresta 100% em pé, e o homem morrendo dentro dela, pela retirada organizada e cientifica da madeira, corrigindo os problemas”, enfatiza Moisés Diniz.

O líder do governo afirmou que não teria sido correto, o senador Sérgio Petecão apresentar a denúncias. “Uma pessoa que fez parte de 12 anos, de nosso governo. Ele [Petecão] foi o segundo homem mais importante desse governo. Durante oito anos, ele foi o presidente da Assembleia Legislativa do Acre, e durante esses oito anos, já existia o manejo na reserva do Antimary. Nos deixa triste porque isso pode prejudicar a economia acreana. Nós vamos enfrentar este debate, na forma que foi feito, de forma aberta, de forma franca”, disse Diniz.

Segundo o líder do governador Tião Viana (PT), as soluções serão encontrada pela administração. “Nós vamos encontrar uma boa solução para essas famílias, porque é essa nossa tradição. Queremos apenas lamentar essa decisão do senador Petecão, porque ela não ajuda o Acre, porque os problemas são isolados e específicos, nas várias áreas onde se constrói o manejo. O manejo é nossa única esperança, nós não temos outra, a não ser a de longo prazo que é discutir o seqüestro de carbono, pela manutenção da floresta”, acrescenta Diniz.

De acordo com Moisés Diniz, a discussão do seqüestro de carbono é um projeto muito longo, “e talvez nossa geração não consiga ter acesso a esse novo patrimônio. A nossa alernativa é o manejo. atacá-lo de forma frontal, de qualquer jeito é agredir o que nós estamos gerando a muitos anos. O senador Sérgio Petecão defendeu publicamente o manejo, e agora vai na ONU como um senador da república do Brasil se posicionar de forma diferente. Isso é incoerente, é injusto, é desleal”, finaliza Diniz.

Ray Melo, da redação de ac24horas – raymelo.ac@gmail.com

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Acre tem 100 novos casos e 3 óbitos por Covid-19 nesta terça-feira

Publicado

em

Foto: Júnior Aguiar/Secom

Após dias de queda no registro de novos casos, o Acre voltou a confirmar alto número de pessoas contaminadas em 24 horas. Nesta terça-feira, 20, a Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), contou 100 novos casos de contaminação pelo coronavírus no estado. Assim, o número de infectados subiu de 29.765 para 29.865.

De acordo com o Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), também foram notificados mais três óbitos por Covid-19 nesta terça-feira, fazendo com que o número oficial de mortes pela doença suba para 682 em todo o estado.

As três vítimas recentes do sexo masculino são: J.G.C., de 72 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no dia 27 de setembro no Hospital Santa Juliana, e veio a óbito no dia 17 de outubro. O outro é O.P.S., de 79 anos. Morador de Rio Branco, deu entrada no dia 10 de setembro no Hospital Santa Juliana e veio a óbito na última segunda-feira, 19 de outubro.

Já a paciente do sexo feminino que faleceu trata-se de N.M.S., de 74 anos. Moradora de Cruzeiro do Sul, deu entrada no dia 6 de setembro no Hospital Regional do Juruá, e veio a óbito neste terça-feira, 20 de outubro.

Até o momento, o Acre registra 78.226 notificações de contaminação pela doença, sendo que 48.346 casos foram descartados, enquanto 15 amostras de RT-PCR estão em análise pelo Laboratório Central de Saúde Pública do Acre (Lacen) e pelo Centro de Infectologia Charles Mérieux. Pelo menos 27.732 pessoas já receberam alta médica da doença, enquanto 68 seguem hospitalizadas.

Continuar lendo

Acre

Acre é o 5° estado em Qualidade da Informação Contábil e Fiscal

Publicado

em

Com nota 220, o Acre ocupa o 5° lugar no Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal, uma iniciativa da Secretaria do Tesouro Nacional criada para avaliar a consistência da informação que o Tesouro recebe por meio do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro e, consequentemente, disponibiliza para acesso público.

Pernambuco lidera com 226 pontos. Não há limite de pontuação na escala. O último do Ranking é o Estado de Roraima, com 41,5 pontos.

A intenção do Ranking é fomentar a melhoria da qualidade da informação contábil e fiscal que é utilizada tanto pelo Tesouro Nacional quanto pelos diversos usuários dessa informação.

Os dados foram divulgados recentemente e não trazem os resultados por município em respeito ao período eleitoral.

No Ranking da Qualidade da Informação Contábil e Fiscal de 2020, que analisa os dados de 2019, foram introduzidas várias inovações, como a criação de novas verificações mais complexas, a inclusão da Dimensão I e a introdução do Ranking Municipal. As bases de dados foram extraídas no dia 03/06/2020 e considerou as declarações homologadas até o dia 02/06/2020.

Continuar lendo

Acre

Quase 20 mil munições e arma são apreendidas com advogado pela PM

Publicado

em

O Advogado e Auditor de Controle Externo do Tribunal de Contas do Estado do Acre, Jaime Fontes Vasconcelos, de 37 anos, foi preso pelo crime de porte ilegal de arma de fogo e munição na tarde dessa segunda-feira, 19. A prisão aconteceu no posto de fiscalização do município de Senador Guiomard, na Rodovia AC-40, interior do Acre.

De acordo com a polícia, Jaime estava trafegando com veículo modelo Pagero de cor branca quando foi abordado pelos policiais no posto de fiscalização do município vizinho à capital acreana. Após revista no carro, a polícia encontrou em posse do advogado uma pistola 9 milímetros municiada com 16 munições intactas. Durante a revista no porta-malas do veículo, foi encontrado também oito caixas contendo 14 mil munições de 9mm, 2 mil munições de calibre 380 e 1 mil de calibre não especificado.

Perguntado sobre a arma de fogo e os projéteis, Jaime relatou ser praticante de tiro esportivo e que o estande em que participa fica localizado na zona rural de Senador Guiomard. Segundo a polícia, o condutor apresentou no seu celular o documento comprobatório de porte de trânsito/guia de tráfego com validade até 11 de agosto de 2023, que cuja a finalidade do documento é controlar os produtos e objetos da presente guia autorizando a ser transportado para autorização em treinamento ou competições de tiro desportivo do local de origem para estandes de tiros.

A polícia informou ainda que o veículo foi abordado em um trajeto que não está de acordo com o documento apresentado, pois Jaime alegou se deslocar do município de Epitaciolândia (área de fronteira do Acre-Bolivia), disse que estava em uma propriedade rural de um amigo localizado na BR-317.

Foi informado ainda que as notas fiscais apresentadas para justificar os transportes dos projéteis não conferem com a quantidade e nem as especificações.

Diante dos fatos, foi dada voz de prisão ao advogado, que foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil de Senador Guiomard, juntamente com a arma e as munições e o seu veículo para os devidos procedimentos.

Continuar lendo

Acre

Sem peças de reposição, Depasa vive em colapso, diz Edvaldo

Publicado

em

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) disse nesta terça-feira (20) durante sessão remota da Assembleia Legislativa que apresentou requerimento pedindo informações sobre o estoque de peças de reposição de bombas e sucção de água no Depasa.

Em Plácido de Castro há problemas desde sexta-feira passada na bomba de sucção. “Se tivesse materiais básicos, estaria funcionando no dia seguinte”, explicou Magalhães que já foi diretor-presidente da autarquia na gestão do PT.

Os equipamentos trabalham o dia inteiro e, portanto, quando quebrados não é surpreendente. “No entanto eles quebram sempre e é preciso ter estoque de manutenção de peças”, disse o deputado. “Não temos em estoque o mínimo de material básico de manutenção”, disse.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas