Conecte-se agora

Projeto antimary

Publicado

em

Não se pode discutir o projeto de desenvolvimento sustentável “Antimary “ apenas com componentes políticos partidários. Desconheço outro método mais preservacionista que o manejo sustentável. Não é predatório. Pelas mais diversas correntes de opiniões, o engenheiro João Paulo Mastrângelo vem sendo um bom gestor do projeto. Creio nisso. O seu destempero pontual contra um contestador não lhe tira o mérito profissional. Quem nunca destemperou? Mas, há um ponto que precisam ser melhorado: a “Laminados Triunfo” enche o seu cofre de dinheiro com a exploração das árvores e paga muito pouco por cada árvore retirada. Tem que lucrar? É lógico, ninguém trabalha de graça, há custos. Essa é uma distorção que precisa ser avaliada e corrigida. Outro ponto negativo é em relação ao senhor João Paulo: disse em recente entrevista que os recursos a serem repassados aos moradores ele dividiu os valores em “12 vezes para os moradores não gastarem tudo em bebida”. Isso é autoritarismo! Você não tem esse direito, mesmo sendo boas as suas intenções, porque o dinheiro não lhe pertence. E nem você é tutor dessas famílias para dizer o que devem ou não devem fazer com seu dinheiro. Devolva de uma vez o que não é seu. No mais, sou um defensor  do seu trabalho e do projeto de manejo sustentável, que substituiu a exploração predatória. Discutir o “Projeto Antimary”, sim, mas, sem politicagem.

Três nomes
Pelo que tenho acompanhado, na minha visão, citaria três secretários do Tião Viana como destaques: Edvaldo Magalhães (Indústria), por seu belo trabalho de tocar do zero os projetos da ZPE e de Piscicultura; o Gildo César (DEAS), por conduzir bem o programa “Rua do Povo”, e, entre as mulheres, disparada, como a mais criativa e produtiva, a Sawana Carvalho (Detran).

Trapalhada na fronteira
O vereador Jonas Bandeira (Brasiléia) em menos de 24 horas saiu do PSB, filiou-se ao PSD, e,  voltou ao PSB.Não é sem razão que os políticos aparecem no IBOPE como desacreditados.

Conselho do padrinho
A volta de Jonas aconteceu após uma longa conversa com o deputado Astério Moreira (PRP), com quem começou na política, que o convenceu que perderia votos indo para a oposição.

Bom articulador
Astério Moreira tem se mostrado também um bom articulador da FPA nos bastidores, de uma reaproximação da FPA com a comunidade evangélica, hoje bem mais próxima da oposição.

Festa do abacaxi
O governador Tião Viana vai anunciar na segunda quinzena do mês, em Tarauacá, os nomes de Moisés Diniz (PCdoB), Jasone (PT) e Chico Hulk (PDT) como pré-candidatos da FPA a prefeito.

Bem possível
Apesar do meu ceticismo, uma boa fonte garantiu ontem ser a candidatura do Diniz para valer.

Depois que ver
Dirigentes do PMDB dão como certo que Fernando Melo (PMDB) baterá Tião Bocalon (PSDB) e chegará ao segundo turno para enfrentar o candidato do PT. Só creio no milagre depois de ver.

Pode até mudar
Quando se fala em PMRB, o quadro pode até mudar, estamos a um ano da eleição, na oposição, a cada dez citações de Tião Bocalon (PSDB) ouve-se uma do Fernando Melo (PMDB).

Pedra interna
A disputa interna no PT é mais séria do que possa parecer, o deputado federal Sibá Machado (PT), embora ele saiba serem reduzidas as suas chances de ganhar a PMRB, está intransigente.

Este é o problema
Se o Sibá Machado fosse detentor de uma grande densidade eleitoral na Capital até se entenderia esta ânsia em sua em disputar a PMRB, só que, o próprio sabe que não é.

Nem assim
O senador Jorge Viana (PT) chegou a mostrar ao Sibá que, ele tinha acabado de sair de uma eleição de deputado federal e não seria producente entrar em outra, mas, não o convenceu.

Vai demorar
Por conta da intransigência não esperem para de imediato o anúncio do nome.

É partidária
Perguntei ontem a importante liderança do PT sobre a candidatura da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) à PMRB. A resposta: “ele é partidária, vai recuar pela unidade”.

Nome preferido
A depender do vice-governador César Messias (PSB), no atual contexto, o candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul seria o vereador Zequinha (PCdoB), por ele já possuir memória eleitoral.

Não se furta
César Messias tem defendido abertamente a tese nas altas esferas do PT.

Revoada geral
Com o PTC passando para o controle da deputada federal Antonia Lucia (PSC) – ela já tem o PRTB- houve uma revoada geral dos dirigentes do PTC (sairá da FPA), para o PRP.

Segurando pincel
Da antiga direção do PTC o único que não saiu foi o vereador Cabide (PTC).

Conversa em Brasília
Esta engatada também uma conversa em Brasília, pela parlamentar, para o PTB se somar à frente de oposição na eleição municipal do próximo ano.

Chapa de peso
O candidato a prefeito de Epitaciolândia, André Hassem (PSDB), deu um passo importante na sua campanha, com as suas alianças terá 47 candidatos a vereadores trabalhando seu nome.

Tendência natural
As coisas caminham para que seja o único candidato da oposição a prefeito do município.

Sólida como um isopor
A candidatura do Apóstolo Ildson (PP) à PMRB tem a solidez de um isopor, na verdade, cava para ser novamente o vice na chapa de Tião Bocalon (PSDB).

Entre os que escapam
O prefeito de Rodrigues Alves , Burica (PT), deixou a cidade bem arrumada, fato reconhecido até pela oposição, e é um dos poucos prefeitos do PT que faz uma boa gestão.

PSDC
Rodrigo Beirute, apoiado pelo deputado Edvaldo Sousa, se filiou ao PSDC, por onde será candidato a vereador. Rodrigo está entre os que podem se eleger.

Fogo centrado
Com a prefeitura de Cruzeiro do Sul, dada como “muito difícil” de ser conquistada, na eleição de 2012, os dirigentes do PT vão jogar tudo para manter a prefeitura da Capital, dentro do princípio de que, aqui é um referencial e um pólo importante à reeleição do governador Tião Viana. E até porque, perdendo em Cruzeiro o PT não perde nada, pois, a prefeitura é do PMDB.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Leia Também

Mais lidas