Conecte-se agora

Gilvandro perde o controle e tenta blindar o governo cerceando a imprensa

Publicado

em

O assessor especial do governo, Gilvandro Assis, bem que poderia ter passado despercebido durante a audiência pública que tratou de resolver a situação de 40 famílias consideradas invasoras do Projeto da Floresta Estadual do Antimary, que aconteceu hoje pela manhã no auditório da Secretaria de Produção no bairro do Aviário. Poderia, mas na tentativa de blindar o governo exigiu a retirada dos poucos jornalistas que estavam fazendo a cobertura do evento.

– Só vamos continuar o debate depois que a imprensa desligar a câmera e sair do recinto – disse Gilvandro em visível estado de nervosismo.

Com o microfone na mão, Gilvandro tentava evitar que o desabafo dos produtores rurais fossem registrados. Além do site ac24horas estavam presentes jornalistas da assessoria de imprensa do governo e do CQC Acre. Esquecendo que participava de uma audiência pública, Gilvandro ainda disse em alto e bom tom “que era comum nas reuniões do governo, a imprensa sair após o registro preeliminares”, acrescentou.

A peça pregada por Gilvandro foi mais um ato estranho na realização da reunião. O evento que estava marcado para a sede do projeto Antimary, localizada no ramal do Ouro, foi mudado de endereço durante o final de semana sem a publicidade exigida para o ato que contaria com a participação de membros da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. Mais cedo, o deputado Walter Prado afirmou que soube da transferência de endereço somente no domingo.

A liberdade de informação é princípio de direito público, que deverá ser interpretado em perfeita e recíproca consonâncias com a liberdade de acesso à informação assegurada a todos os cidadãos, por força do estatuído no inciso XIV, do art. 5º do Texto Supremo: “assegurado a todos o acesso à informação…”

Os produtores ameaçaram sair do auditório da Secretaria de Produção se os cinegrafistas não fossem autorizados a filmar as falas. Depois de muita polêmica, com a intermediação do deputado Eduardo Farias, do PCdoB, a reunião continuou com a presença dos cinegrafistas e do site ac24horas.

– Eles querem que a imprensa se retire do local para anunciarem depois aquilo que lhe interessa – disse Shirley Souza uma das produtoras presentes no auditório.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas