Conecte-se agora

O piloto sumiu

Publicado

em

Aperte o cinto, o piloto do avião da oposição sumiu. Ontem, o deputado Walter Prado (PDT), elogiou a “nova aliança política” entre o governador Tião Viana e o prefeito de Feijó, Dimdim, e avisou aos tucanos:
– “a base do governo vai defender que o PSDB dê legenda ao Dindim”.

Sem perseguição
Prado alertou ao PSDB para que, deixe urgente de “perseguir” o prefeito Dindim.

Novo xodó
Nos últimos dias, o Dindim passou a ser o novo “xodó” da cúpula do PT que, a ele se referem de forma elogiosa, o mesmo ocorrendo com o governador Tião Viana.

Avião sem rumo
Deu a louca no PMDB. A deputada Antonia Sales (PMDB) fez ontem, uma defesa apaixonada na Aleac, da candidatura da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) à PMRB.

De mulher para mulher
Antonia Sales disse que se o PT tiver juízo coloca uma mulher, a Perpétua, como candidata á PMRB, para quem prometeu pedir votos se ela for a escolhida.

Só prejudica
O elogio vindo da oposição, só prejudica a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB).

Jacaré sem rabo
Cortaram o rabo do Fernando Melo (PMDB), o “Jacaré”: se ele não tem o apoio da parlamentar mais influente do PMDB, melhor é mergulhar, pois, nessa lagoa não tem peixe para sua boca.

Não acreditaria
Não tivesse eu visto o Walter Prado, da base do governo, exigindo do PSDB dar legenda ao Dimdim (PSDB), e Antonia, da oposição, lançando a Perpétua (PCdoB) à PMRB, não acreditaria.

Ramadã
O Lhé está cumprindo um período Ramadã, reza voltado para Meca, faz jejum e não fala.

Acordão em Tarauacá
O governador Tião Viana está coordenando a formação de uma frente política em Tarauacá, integrada pelo PT-PCdoB-PDT, com o nome mais viável desses partidos saindo candidato único.

Nome em discussão
Entre os nomes em discussão estarão o de Moisés Diniz (PCdoB), Rodrigo Damasceno (ainda sem filiação), Chico Batista (PDT) e Jasone (PT).

Sem dúvida
Destes nomes postos o de maior visibilidade eleitoral é o do deputado Moisés Diniz (PCdoB).

Ameaça jurídica
O deputado Werles Rocha (PSDB) prometeu ontem interpelar judicialmente o governador Tião Viana para que prove a afirmação de ser ele “ladrão”, feita ontem em um ato do governo.

Bumbo furado
Foi chumbo trocado. No contexto, o que o governador Tião Viana disse ontem foi que, se o deputado Rocha (PSDB) o chama o “ladrão”, lhe dá o direito de chamá-lo também de “ladrão”.

Basicamente isso
“Analisando o episódio, em dezenas de vezes o Tião Viana já foi chamado de desonesto pela oposição na Aleac, apenas devolveu a acusação, o que é justo”. Deputado Walter Prado (PDT).

Acusação injusta
Sobre o episódio, o secretário de Comunicação, Leonildo Rosas, lembrou que, Tião Viana desde que assumiu é chamado por Rocha de desonesto, e que apenas reagiu no mesmo tom.

Pau para comer sabão
Completou Leonildo que, Rocha tem “telhado de vidro” e que, daqui para frente qualquer ataque que fizer à honra do governador Tião Viana terá revide á altura do governo e sua base.

Vice-versa
Não vejo nem um fim do mundo na fala do governador Tião Viana, apenas reagiu, não podia ficar como cachorro de índio, apanhando diariamente sem reagir. Assim é o jogo político.

Conversa noturna
O ex-prefeito Celso Ribeiro (PR) conversou na noite da última quarta-feira com o ex-deputado Zé Carlos (PHS), a quem propôs uma aliança para disputar a prefeitura de Senador Guiomard.

Articulando bem
Celso Ribeiro vem articulando bem sua candidatura a prefeito nos bastidores.

Carta-branca
Por bem pouco o vereador Lacerda (PCdoB) não deixou o partido e só ficou por a cúpula do PCdoB o deixar livre para fazer a aliança que bem entender em Brasiléia.

Sem conversa
Hoje (pode até mudar amanhã) o Lacerda não quer conversa com a prefeita Leila Galvão.

Oposição confiável
Comentário de ontem de uma alta figura do PT:
– “o Márcio Bittar é um exemplo de oposição, sem ranço, dialoga, enfim, uma oposição confiável, ao contrário do Bocalon e companhia”.

Sem racha
O presidente do diretório municipal, André Kamai, mandou nota à coluna garantindo não haver racha no PT por conta da escolha do candidato à PMRB e sim o exercício da democracia.

Também não creio
Também não creio em “racha”, as brigas no PT sempre findam num forró com o Monteirinho.

Comemoração efusiva
O deputado Luiz Tchê (PDT) comemorava ontem com champanhe: com as novas filiações, o PDT já enche uma Kombi.

Dá qualidade
A candidatura do ex-deputado Luiz Calixto (PSL) a prefeito de Rio Branco já entra como uma credencial: pela sua competência (foi o melhor parlamentar da última legislatura na Aleac) vai dar qualidade aos debates durante a campanha política. E isso é bom para a política.

Disputa interessante
É em Tarauacá, aonde deve acontecer uma das disputas mais ferrenhas e interessantes nas próximas eleições pela disputa da prefeitura. A FPA contra a prefeita Marilete Vitorino (PSD) e contra o grupo do ex-prefeito Wando Torquato. Como lá não se disputa, mas, se briga nas eleições, na base do pescoço para baixo, vai ter muita matéria para a imprensa.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Blog do Crica

Não estamos escolhendo o Dalai-lama 

Publicado

em

NÃO ESTOU entre os que se enchem de pruridos moralistas com o fato do programa eleitoral ter descambado para um tom mais crítico de cobranças. Não estamos numa eleição de monges budistas para se escolher quem será o futuro DALAI-LAMA ou quem será o Coroinha que vai ser o ajudante da próxima missa do Padre Mássimo Lombardi. Os candidatos da oposição não só podem, mas devem trazer para o debate na televisão o que não foi feito na cidade, os seus pontos carentes. E os candidatos que orbitam em torno do poder fazer a defesa das conquistas. É assim que funciona uma eleição num processo democrático. Não se pode é cair para o ataque pessoal, mas cobrar, mostrar as relações políticas de cada candidatura, é do jogo da política. Quem não quiser ser questionado não entre numa eleição majoritária, porque quem entra na chuva tem de se molhar. E ponto final. O debate tem de ser livre, aberto, sem censura alguma. Campanha existe para o debate, o resto é firula.     

VOTO SE CONQUISTA

VOTO DO SERVIDOR se conquista com conversa. E não pondo num cercado para pressionar. O PT fez isso com as candidaturas do Angelim e do Marcos Afonso, na disputa da PMRB. E na época, ambos foram derrotados. Alguns secretários precisam aprender esta lição simples.

CONHEÇO AMBOS

NESTA CAMPANHA na mídia contra o vice-governador Rocha estão atribuindo falsamente a uma coordenação da secretária Silvânia Pinheiro e do chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade. Nada a ver. Conheço ambos, são pelo diálogo, pela paz, não tem nenhum sentido a acusação.

MARIA OU MARICOTA

RECEBO uma nota do presidente do PP de Brasiléia, Vagner Galli, perguntando se a senadora Mailza Gomes (PP) foi ética ao apoiar a Leila Galvão (MDB), por existir uma Ata que decidiu por o PP ficar com a candidatura da Fernanda Hassem (PT). Democraticamente, registrado.

VAMOS POR PARTES

COMO DIRIA JACK O ESTRIPADOR: vamos por partes. Em Brasiléia, para este BLOG, pode ganhar a Maria ou a Maroca. Não tenho emprego na prefeitura e nem no governo. A surpresa que comentei foi em ver o presidente de uma direção municipal provisória atacar a honra de uma presidente regional. Se a Mailza não reagir, é problema dela. Mas este é assunto de vocês. O problema do PP é ser um partido de vários donos.

FIM DE PAPO

E FIM de papo, este assunto paroquial já ocupou muito espaço no BLOG. 

INDO LONGE DEMAIS

ESTA BRIGA entre o governador Gladson Cameli e o seu vice Major Rocha está indo longe demais e não sei como é que vai terminar. Uma coisa tenho certeza: ninguém vai ganhar e é ruim para a imagem de ambos,

TIÃO BRUZUGU

COMO A FONTE DO PV não colocou o candidato a vereador Tião Bruzugu entre os mais fortes do partido para a disputa de vaga na Câmara Municipal de Rio Branco, faço o contraponto e ponho o Bruzugu na lista.

O PODER É AFRODISÍACO

A FRASE acima era sempre citada pelo saudoso ex-deputado Hermelindo Brasileiro (PDS). O até bem pouco todo poderoso PT, sente na pele o que é a perda do poder. Só conseguiu montar uma chapa com 11 candidatos a vereador de Rio Branco, nem a metade do teto estipulado pela lei.

OUTRO PANORAMA

ESTA ELEIÇÃO está com outro panorama nos bairros completamente diferente do que anda sendo divulgado. Nada mede mais o termômetro de uma campanha do que o candidato a vereador, é quem faz o contato.

O QUE MAIS SE APROXIMOU

APENAS uma ampla pesquisa interna de um partido, cujo resultado nem beneficia o seu candidato, foi das várias que vi até hoje, a que mais se aproximou da realidade nos bairros e da opinião dos vereadores.

DEUS NOS ACUDA

A CAMPANHA ENTROU na fase de Deus nos acuda por parte dos candidatos a vereador. Candidatos a vereador de vários partidos que se sentem preteridos no recebimento de recursos, já batem em outras portas. Esta semana, diversos, foram conversar com o Petecão (PSD).

ZÉ DO POSTO DISSE “NÃO”

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD) mandou fazer um jingle em Goiânia para a campanha do seu candidato a prefeito de Assis Brasil, Zé do Posto (PSD). Zé ouviu várias vezes o som embalado e disse “não”. Petecão ficou furioso.

PODE ANOTAR

A NOVA música da campanha do Bocalom (PP) que começou  rodar vai cair na simpatia popular, pelo refrão fácil de guardar na memória e gostoso de ser ouvido. No mesmo caminho da música do Petecão que virou febre na última campanha para senador e governador.

QUEM MUITO SE ABAIXA…..

O SENADOR Márcio Bittar (MDB), pelo que li, atribuiu a sua vitória a uma intervenção do Ministro Onyx Lorenzoni para lhe aproximar do Bolsonaro. O Bittar deve a sua eleição ao mutirão do Gladson e do Petecão nos últimos 15 dias, porque estava perdido. Em relação à sua paixão pelo Bolsonaro, diz o ditado que: “quem muito se abaixa, o fundo aparece”.

TERIA SIDO ELEITO

FOSSE VERDADEIRA a sua tese de que, o candidato se mostrar ao eleitor como bolsonarista rende votos, o governador hoje seria o Coronel Ulysses.

COISA VERGONHOSA

QUE coisa mais vergonhosa! O ministro Onyx Lorenzoni se deslocou de Brasília para deixar 1 milhão de reais para o Governo do Estado. E ainda foi recebido com salamaleques e elogios. Sucupira está perdendo! 

CÁSSIO HASSEM

ALÉM de ter competência para ser vereador, ter curso superior, o dentista Cássio Hassem (PSDB) está entre os melhores nomes para representar Epitaciolândia na Câmara Municipal. Um mandato exige qualificação.

A COR É CINZA

O BLOG tem informação de que o programa eleitoral do deputado Daniel Zen (PT) vai sair da fase romântica e partir para as cobranças sobre a realidade cinza da cidade. Ou seja, vai jogar pimenta na sua campanha.

ESTE CONHEÇO

DESDE cedo foi um lutador. Falo do Janes Peteca, candidato a vereador pelo AVANTE. Quando criança procurava ganhar uns trocados carregando sacolas dos clientes no mercado. Se formou, e é um cidadão de bem.

NÃO PODE SER QUALQUER UM

UM VEREADOR vai legislar, criar leis, precisa ser preparado para exercer um mandato. Chega de se colocar despreparados nos parlamentos.

JOGO ABERTO

NA PRÓXIMA segunda-feira começa no ac24horas a rodada de entrevistas com os candidatos a prefeito da capital. Será um jogo aberto ao vivo, onde não há tema proibido de ser tocado. Serão 50 minutos para cada candidato, tempo que dá para o entrevistado se soltar. Milhares de internautas estarão acompanhando o programa, é só saber tirar proveito.

SOMA VOTOS

A MARFISA GALVÃO (PSD), vice do Bocalom, foi uma escolha que rende votos. Se o vice não atrapalhar é bom, se ajudar, melhor ainda.

UMA VANTAGEM

QUANDO comparadas as estruturas de apoio da prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem (PT) e da ex-deputada Leila Galvão (MDB), a prefeita leva vantagem. A Fernanda tem 92 candidatos a vereadores contra 31 candidatos da Leila. Mas o que vai decidir mesmo é o furor da campanha.

FRASE MARCANTE

“Ame seu inimigo, mas não ponha uma arma em suas mãos”. Ditado mexicano

Continuar lendo

Blog do Crica

Não há encruzilhada no caminho

Publicado

em

A senadora Mailza Gomes (PP),  foi atacada na sua honra pelo presidente do diretório municipal de Brasiléia, Vagner Galli, de faltar com a ética por resolver apoiar a candidatura da Leila Galvão (MDB) a prefeita do município. 

PARA NÃO CONFUNDIR

A direção do ac24horas tomou uma medida acertada. Só vai publicar pesquisas sobre a eleição para a prefeitura de Rio Branco, de institutos nacionais. É que, como está uma enxurrada de institutos regionais com resultados antagônicos, confunde o eleitor. Publicará sexta-feira mais uma pesquisa da BIG DATA RECORD. E vai aguardar uma nova rodada do IBOPE.

NADA CONTRA A CREDIBILIDADE

Nada contra a credibilidade dos institutos regionais. Isso não entra em discussão. A medida diz apenas a proliferação desses institutos. Se só se publica resultado de um, vai se dizer que o site toma partido. Melhor não! 

EM RESPEITO AO LEITOR

Não tem como explicar ao leitor a publicação na mesma semana de quatro pesquisas, cada uma dando um candidato na frente. Vira uma zorra total. E dar voz a isso acaba sobrando para o Site, que não fez as pesquisas.

NÃO DECIDE ELEIÇÃO

É pesquisa não é o que vai decidir a eleição para prefeito de Rio Branco. Não pode se dar a ela a relevância decisiva que não tem. Estou cansado de dizer que, retrata um momento, virou a página e já perde a validade.

ANOTEM PARA CONFERIR

Depois de conversar com dezenas de candidatos a vereadores, dos mais diversos partidos, com cabos-eleitorais, porque este é o meu trabalho, posso alertar que, não tirem o candidato Tião Bocalom (PSDB) deste jogo.

TUDO EMBOLADO

Conversei ontem com vários políticos de Cruzeiro do Sul sobre a eleição a prefeito. E todos unânimes em dizer que, os três candidatos, Fagner Sales (MDB), Sargento Adonis (PSL) e Zequinha (PP), estão hoje embolados.

COMPONENTE QUE PESA

Dois componentes devem pesar na reta final na disputa em Cruzeiro do Sul: manter o maior volume de campanha, e os votos dos ribeirinhos e dos ramais. Nas campanhas passadas o eleitorado rural sempre decidiu a favor dos candidatos apoiados pelo grupo do ex-prefeito Vagner, o que em tese, é um trunfo do candidato Fagner Sales (MDB). Não sei se será bisado.

NÃO QUER CONVERSA

A informação que este BLOG tem é que o governador Gladson não quer conversa política com o vice-governador Major Rocha. As demissões de membros do grupo do vice – ontem saiu mais uma – é uma maneira de ficar mais afastado. Os governistas dizem que Gladson “cansou” de brigas.

MAIS REAL QUE REI

Assessor próximo do governador Gladson está sendo considerado nos meios palacianos como “impertinente,” querendo ser mais real do que o rei, e após a eleição será remanejado para longe do centro do poder.

FONTE NÃO E REVELA

Como é que soube, não posso dizer porque, fonte não revela, nunca!

MUITO PROFESSORAL

O programa do candidato a prefeito de Rio Branco, Minoru Kinpara (PSDB), está muito professoral. Não está falando para um público de doutorados da UFAC. O eleitor que elege é o dos bairros da periferia.

DISPUTA DURA

Uma das disputas mais duras desta eleição é para a prefeitura de Tarauacá. Junior Feitoza (MDB), Abdias da Farmácia (DEM), Chagas Batista (PCdoB) e Néia (PDT), brigam voto por voto. É a informação que recebo.

CUIDADO COM A CADEIA!

Dinheiro do Fundo Eleitoral é o recurso mais perigoso para os candidatos. Se não for aplicado no fio da navalha da norma legal, o candidato acaba sendo indiciado pela Polícia Federal e vai responder na Justiça Federal.

TRANSFERÊNCIA DE VOTOS

O ex-deputado federal Chicão Brígido mandou uma observação pertinente ao BLOG, sobre vídeos de políticos e personagens de fora do Acre, pedindo votos para candidatos a prefeito. Quem mora aqui já difícil transferir votos, imagine quem nunca fez nada pelo Acre, observa Chicão.

NOME QUALIFICADO

Entre nomes qualificados de mulheres para disputar uma vaga na Câmara Municipal de Rio Branco pelo MDB, está o da médica Wilianne Derze (MDB). A mulher está cada vez mais buscando o seu espaço na política.

EM PRIMEIRA MÃO

Já tinha publicado aqui neste espaço em primeira mão de que a candidata a prefeita de Mâncio Lima, Silene (PP), poderia ter a sua candidatura impugnada por ser cunhada do prefeito Isaac Lima (PT), e se confirmou.

DIFÍCIL REVERTER

Um especialista em direito eleitoral comentou ontem com o BLOG que, será difícil a candidata Silene (PP), reverter a impugnação da sua candidatura em grau de recurso. O prefeito Isaac não se afastou 6 meses antes do cargo, o que garantiria o registro da candidatura.

EXEMPLO EMBLEMÁTICO

Mesmo que consiga disputar a eleição sub judice e ganhar, correria o risco da impugnação ser mantida em instância superior e não assumir. O Deda se elegeu sub judice para prefeito de Rodrigues Alves, mas não assumiu.

ELEIÇÃO POLARIZADA

Delegado Sérgio Lopes (PSDB) e Everton Soares (PSL), a eleição para a prefeitura de Epitaciolândia polarizou entre ambos. O mesmo ocorre em Brasiléia entre a Fernanda Hassem (PT) e Leila Galvão (MDB). 

VERDES SE ENGALFINHAM

Fonte do PV aponta Shirley Torrs, André Borges e Zé Luiz da Auto Escola, disputando a única vaga prevista para a Câmara Municipal de Rio Branco.

Continuar lendo

Blog do Crica

Sarapatel de pesquisas 

Publicado

em

NO AFUNILAMENTO da reta de chegada da eleição temos um sarapatel de pesquisas. E todas elas contestadas pelos candidatos. São pesquisas acusadas de serem montadas para quem se encontra no poder aparecer na frente. Outras acusadas de beneficiar um candidato porque os contratantes são os partidos ou os patrões. Nem as pesquisas feitas por um instituto de renome nacional como o IBOPE, escapam da acusação de favorecimento ou de prejudicar uma candidatura. Não conheço uma pesquisa que tenha sido acatada 100% por candidatos a um cargo eletivo. Por isso é que não brigo com pesquisas, mesmo duvidando da isenção de algumas delas. O que deve ficar muito claro é que, pesquisa não ganha eleição. Se ganhasse, não precisaria de campanhas eleitorais. Pesquisa retrata apenas um momento, sua validade é como a nuvem que passa, porque a campanha não é estática, os fatos mudam de um dia para o outro. Por isso, os candidatos não abram a cerveja para comemorar porque apareceram em primeiro lugar numa pesquisa. Nem os que aparecem embaixo se desesperem. O que vai decidir a eleição é o candidato conseguir a empatia com o povão. Cair na graça do eleitor. Isso só se consegue na comunicação. Aquele que melhor se comunicar, seja pelas mídias sociais, sites, ou no contato direto com os moradores dos bairros, é quem vai ganhar a eleição. Se comunicar bem numa campanha de tiro curto é essencial. E nestes 27 dias que faltam da eleição muita coisa pode mudar. Então, devagar com o andor que o santo é de barro, e pode quebrar.

NÃO SE ADMIRE

E NINGUÉM se admire se nestes poucos dias que faltam para as eleições aparecer a Socorro Neri (PSB), na liderança; no outro dia surgir nova pesquisa retornando o Minoru Kinpara (PSDB) ao primeiro lugar; aparecer uma terceira mostrando o Tião Bocalom (PP) na frente, ou o Roberto Duarte (MDB)  e o Zen (PT) batendo todos eles. Haverá pesquisas para todos os gostos.

BONS VEREADORES

MARCOS LUZ (MDB), Emerson Jarude (MDB), Rodrigo Forneck (PT), Eduardo Farias (PCdoB), Lene Petecão (PSD), estão entre os bons vereadores da Câmara Municipal de Rio Branco.

PROBLEMA SÉRIO

UM FATO que deve ser visto com seriedade nas pesquisas é a Rejeição de um candidato. Se o candidato sempre aparecer com uma Rejeição alta, é para ficar preocupado e procurar moldar a campanha para se tornar mais simpático. Rejeição é um perigo numa campanha, puxa para baixo. E não é fácil de ser mudado, porque é um componente pessoal do candidato.

FRASE CIRÚRGICA

DE TUDO o que se falou até hoje sobre a briga entre o governador Gladson Cameli e o seu vice Major Rocha, quem resumiu tudo sabiamente numa frase, foi a mãe do Gladson, Linda Cameli: “Não foram eleitos para isso”. E não foram mesmo. É uma briga em que perdem os dois.

NA CAMPANHA

Hoje integrante do grupo do senador Sérgio Petecão (PSD), quem está em campanha nos recônditos da zona rural pedindo votos para o Tião Bocalom (PP) a prefeito de Rio Branco, é a presidente do SINTEAC, Rosana Nascimento. Uma boa aquisição política do Petecão.

BEM COMPORTADA

PARA uma campanha majoritária a disputa pela prefeitura de Rio Branco está muito comportada no horário eleitoral. Os candidatos parecem uma Freira e vários monges.

VELHA FORMA

O PT está começando a campanha do zero. Os bajuladores fugiram todos. Na foto enviada ontem sobre a visita ao bairro São Francisco, pedindo votos para o candidato Daniel Zen (PT), estavam apenas o Jorge Viana, Marcus Alexandre, Claudio Ezequiel, e o próprio Zen.

ELEITOR NÃO É BESTA

O SENADOR Sérgio Petecão (PSD), especialista em periferia, diz ser bobagem candidato que passa quatro anos distante dos bairros só visitar em tempo de eleição, porque o povo não é besta. Sou recebido bem em todos os bairros, porque estou presente fora do período eleitoral, destaca o popular Petecão. E com isso, ele se torna figura integrante destas comunidades.

CANDIDATURA EMBALADA

TODAS as informações que recebo de Mâncio Lima é de que a candidata Wilsilene Gadelha (PP) está dando uma suadeira danada na campanha no prefeito Isaac Lima (PT), é conseguiu dar uma embalada na candidatura, que a coloca com chance de ganhar a eleição, e se tornou ameaça séria à permanência do PT, no poder.

APOSTANDO NA IMPUGNAÇÃO

A aposta dos adversários é que a candidatura da Wilsilene venha a ser brecada por uma impugnação da justiça eleitoral. O argumento é de que, ela é cunhada do atual prefeito.

CONTAS DO PT

COMO passou de uma pesquisa para outra de 3% para 5%, na contabilidade dos petistas, o candidato Daniel Zen (PT) pode chegar nos 15%, e com o sonho de ir ao segundo turno. Estamos perto de saber.

NEM RECEBE

O EMPRESÁRIO Badate, que estava na linha de frente do PT no tempo das vacas magras, em que se vendia camisetas pintadas com o 13 para arrecadar fundos, se afastou por completo do partido. – O único petista que abro a porta para receber é o Jorge Viana, o restante nem recebo, diz.

 MINORU DESCOLADO

OS TUCANOS estão eufóricos com o resultado das pesquisas internas, que mostram o candidato Minoru Kinpara (PSDB) em crescente e descolado dos adversários.

DERRUBA OS CACIQUES

O RADIALISTA Raimundo Fernandes, coordenador da campanha do jornalista Evandro Cordeiro (PP) a vereador de Rio Branco, está entusiasmado ao ponto de crer que, Evandro será o mais votado dentro do partido.

BRIGA MAIS ACIRRADA

NAS CHAPAS DE CANDIDATOS que brigam por uma vaga de vereador na Câmara Municipal de Rio Branco, onde acontece a disputa mais acirrada é dentro do PSB, com cinco candidatos que são potencialmente fortes.

É QUEM ESTÁ MAIS DIRETO

COSTUMO ouvir sempre os candidatos a vereador sobre o panorama eleitoral. Não existe nenhum indicador mais preciso que suas visões, pois, são os que estão diariamente nos bairros em contato com os moradores.

NEM FEDE E NEM CHEIRA

O MDB está exibindo um vídeo do polêmico Pastor Silas Malafaia pedindo votos para o candidato a prefeito Roberto Duarte (MDB). É o tipo de apoio que, se não ajuda, também não prejudica.

SÓ UM FATO NOVO

O que ouço sobre a eleição para a prefeitura de Xapuri é que só um fato novo na campanha poderá brecar a reeleição do prefeito Bira Vasconcelos (PT). Mas é cedo para cantar vitória, ainda temos 27 dias de campanha.

CARREATA REPRESENTATIVA

Quem fez ontem uma carreata bem representativa foi o candidato a prefeito de Rio Branco, empresário Jarbas Soster (AVANTE). O Jarbas tem mostrado ousadia e organização nesta sua campanha á prefeitura.

ZÉ BUCHIM

Quem está confiante é o empresário Zé Buchim (PSD), com a sua candidatura a vereador de Rio Branco. Há segmentos fortes na sua campanha, no nicho dos votos esclarecidos. Tem muitos amigos.

ABDIAS ESTÁ NO JOGO

A campanha para a prefeitura de Tarauacá está acirrada. Segundo quem conhece bem o eleitorado do município não dá ainda para apontar um favorito, mas dá para a citar o Abdias da Farmácia (DEM) bem no jogo.

FRASE MARCANTE

“Use palavras leves e argumentos pesados”. Ditado inglês.

Continuar lendo

Acre

Uma briga sem vencedores 

Publicado

em

É UM BOBALHÃO quem pensar que nesta briga escancarada entre o governador Gladson Cameli e o vice-governador Major Rocha, algum deles vai sair vencedor. Perdem os dois, não importa quem estiver com a razão, porque a imagem que é passada à opinião pública é de um governo em convulsão, envolto em discórdias. É essencial em um governo a paz para se governar. A demissão de assessores mais próximos do vice Major Rocha não vai levar a esta paz que o governador precisa para administrar um estado, com uma série de problemas. E mesmo porque mexe com a unidade da base do governo. Conversei ontem com quatro deputados estaduais da base governista na ALEAC, e todos preocupados aonde é que vai chegar esta confusão.  Não sei se uma conversa entre ambos vai resolver um problema que já se arrasta por dois anos. A briga envolve ocupação de espaços. Se nenhum ceder, é briga até o fim do governo. A campanha eleitoral na capital colocou mais lenha nesta fogueira, pelo fato de ambos estarem em palanques diferentes. Situação que, com bom senso, teria sido evitada.

QUEIXAS DO GOVERNO

ASSESSORES do governo se queixam que, o que foi pactuado na campanha sobre a Segurança foi cumprido, sem contar a Fundação Cultural, Agricultura, e vários cargos comissionados, indicados pelo Rocha e a irmã e deputada federal Mara Rocha (PSDB). “O que o Rocha quer mais? Ele tem de entender que, vice não é governador”. Foi o comentário feito ontem por assessor dos mais próximos do Gladson Cameli. Não sei se vão conseguir afinar este caldo.

CONSELHO DE RÁBULA

O GOVERNADOR Gladson está equivocado com a tese de que, quando o vice Rocha assumir o governo não pode demitir ninguém, porque o Diário Oficial é digital, e o código está com um militar da sua confiança. Não sei quem foi o rábula que lhe falou isso. O Decreto pode ser baixado; e feita uma publicação extra do Diário Oficial sem ser on line, com a mesma validade.

 EMPURRANDO PARA BRIGA

É O TÍPICO CONSELHO de quem está querendo lhe empurrar ainda mais para a briga. Não existe a obrigação legal de que os decretos de demissão ou exoneração devam ser via meio digital. E, não estando na lei, não é lei, ora, ora dona Aurora!

BOMBEIROS EM CENA

ONTEM, os assessores do governo Moisés Diniz e Ney Amorim entraram em campo. Foram até o vice-governador Major Rocha para tentar um reatamento das relações com o Gladson.

NADA DE NOVO NO IBOPE

A PESQUISA DO IBOPE não trouxe nada de novo. Repetiu o que registraram todas as pesquisas regionais sérias, que dão o candidato Minoru Kinpara (PSDB) na frente, nesta com 29%. A Socorro Neri (PSB) vir em segundo; também é rotineiro, apareceu com 26%. O Tião Bocalom (PP) manteve o terceiro lugar com 16%, e o Roberto Duarte (MDB), com 11%, na quarta colocação. São resultados que poderão ou não, sofrerem mudanças nos 28 dias que restam.

O FANTASMA DA SOCORRO

O FANTASMA que persegue a prefeita Socorro Neri (PSB) voltou a lhe assombrar nesta pesquisa do IBOPE. A maior Rejeição é a sua, com 39%. E pesquisa se começa ler pela Rejeição do candidato. Terá que dar uma bela de uma recuperada, a Rejeição puxa o candidato para baixo.

MINORU FAVORECIDO

JÁ O PROFESSOR Minoru Kinpara (PSDB) é favorecido com uma baixa rejeição ao seu nome, de apenas 12%. Contra 36% do candidato Daniel Zen (PT), e 33% do Tião Bocalom (PP).

SÓ COM UM FATO NOVO

SÓ o surgimento de um fato novo pode tirar a disputa pelo segundo turno nesta reta final entre Minoru Kinpara (PSDB), Socorro Neri (PSB) e Tião Bocalom (PP). Mostram as pesquisas.

PODE REPETIR A SINHASIQUE

O FATO DO MDB ser um partido estruturado não tem ajudado a candidatura do deputado Roberto Duarte (MDB), que parece seguir as pegadas da ex-candidata Eliane Sinhasique (MDB), que, como Roberto Duarte, foi bem na ALEAC, mas não decolou para a PMRB.

NÃO SEI QUEM É

NÃO SEI quem é o marqueteiro da candidata Socorro Neri. Mas deveria usar bordões na sua fala mais populares, que sejam assimilados facilmente por quem mora nos grotões, que não é o caso do verbo “esperançar”. Pode chegar num bairro periférico e perguntar o que é “esperançar; e será uma raridade achar alguém que saiba interpretar. A elite é minoria.

ESTIGMA DO PT

VEJO no sentido figurado o candidato à PMRB, deputado Daniel Zen (PT), nesta campanha de prefeito, como alguém puxando um trator D-8 desligado numa ladeira acima de tabatinga molhada, que no caso é o PT, com todo o estigma deixado da última derrota nas urnas.

 NÃO É O CANDIDATO

Os 5% do candidato a prefeito da capital, Daniel Zen (PT), não devem ser atribuídos à sua figura. É um dos nossos melhores deputados. A baixa aceitação deve ser debitada ao PT. Tudo indica que ainda não será nesta eleição que a imagem negativa da perda do poder vai sumir.

NADA DESABONADOR

O JUIZ Giordane Dourado está acima de qualquer suspeita. O seu afastamento da função de Juiz Eleitoral não se deu por ato desabonador, foi na base da subjetividade. De que a sua mulher, por estar na campanha de um candidato, poderia interferir. Antes de sair proferiu uma bela sentença detonando a abertura da temporada da indústria do Direito de Resposta.

CUTUCOU A FERIDA

O senador Sérgio Petecão (PSD) pegou o mote, e cutucou a ferida: “E os familiares de outros juízes, desembargadores, procuradores, promotores, que hoje estão pendurados no governo estadual e no governo municipal? O que é isso?” Foram indagações ferinas feitas pelo Petecão em entrevista ao ac24horas.

NÃO PODE SER NA BASE DA CARETA

O QUE se espera do novo Juiz Eleitoral Robson Oliveira é que também meta a chave na concessão graciosa de Direito de Resposta, que na campanha passada acabou com o horário eleitoral. A concessão se dá por ofensa pessoal. E não porque um candidato fez careta ao outro.

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

A LIBERDADE de expressão tem que prevalecer no horário eleitoral. A crítica da população não pode ser entendida como ofensa pessoal. O povo tem que falar sim, tem que cobrar e muito. A democracia implica em ter o contraditório, não existe democracia do amém e sim senhor. 

BASTIDORES FERVENDO

FALA-SE num documento que foi entregue a um ex-deputado federal envolvido numa campanha municipal, que pode implodir uma candidatura. Quero passar longe! Aliás, bem longe, e se possível dentro de um tanque de guerra blindado para escapar dos estilhaços.

PREJUDICANDO O GOVERNADOR

O PRESIDENTE de um órgão estatal tem aberto a boca nas reuniões com cargos de confiança e secretários e pregado que, quem não votar na candidata a prefeita do governador tem de ser demitido. Esqueceu que celular grava. E ao invés de ajudar, queima o governador Gladson Cameli, lhe vestindo um terno de perseguidor que não lhe cabe. O Gladson é um democrata.

A CARA DO PETECÃO

A PROPAGANDA de ontem do senador Sérgio Petecão (PSD) apresentando o candidato à PMRB, Tião Bocalom (PP), foi a melhor das peças publicitárias apresentadas até aqui na campanha. Muito bem humorada, simples, direta, sem arrodeios, a cara das campanhas do Petecão.

TEM QUE CAIR NA GRAÇA DO POVÃO

PENSAR de que por ter aliados com votos ou por estar no poder significa a vitória de um candidato a prefeito de Rio Branco é uma idiotice gigante. O povo elege aquele que no decorrer da campanha cair na sua simpatia. Caiu na graça do povão, é vitória certa.

UMA LIÇÃO DO LULA

OS IRMÃOS Vianas, depois de uma derrota para a prefeitura da capital, numa conversa com o ex-presidente Lula, se queixaram não entender o resultado depois de tantas obras feitas na cidade. O Lula deu uma aula política: “vocês esqueceram de se aproximar do povo, obra não vota”.

DEIXOU TODOS BABANDO

A CAMPANHA à reeleição da vereadora Elzinha (PDT) se mostra na rua com uma estrutura que não deve ter seu custo barato, com visual mais ostensivo que a da própria prefeita Socorro Nery. Uma campanha de deixar os candidatos a vereadores do PSB e da coligação babando.

NÃO PERDEU O HUMOR

O GOVERNADOR Gladson Cameli não perdeu o seu humor com a entrada de um pássaro na turbina do avião que vinha para o Acre. “Foi um tucano”, contou rindo a um amigo em comum.

CARIMBO NA TESTA DO BITTAR

O SENADOR Márcio Bittar (MDB) entrou de cabeça na campanha do candidato a prefeito de Rio Branco, Roberto Duarte (MDB). Agora não tem mais volta, e se o Roberto não ganhar, o Bittar vai voltar para Brasília com um carimbo na testa de derrotado. Disso não vai escapar.

SÓ TEM LEVADO LOBA

ALIÁS, o senador Márcio Bittar (MDB) só tem levado loba nesta eleição municipal. Tentou emplacar o governador Gladson nas campanhas do MDB em Cruzeiro do Sul e Brasiléia e não conseguiu. Restou ao Bittar arrastar a candidatura do Duarte, até aqui se revelando um trator.

FRASE MARCANTE

“O zumbido de um mosquito às vezes esconde o barulho do mar”. Ditado mexicano.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2020 ac24Horas.com - Todos os direitos reservados.