Conecte-se agora

Dia das crianças promete aquecer o mercado de compras e venda do varejo

Publicado

em

O dia das crianças representa uma oportunidade de aquecimento do mercado de compra e venda do varejo, especialmente para os estabelecimentos especializados em produtos específicos para o público infantil.

Para verificar a perspectiva de vendas das lojas de varejo de Rio Branco para essa data, o Instituto Fecomércio de Pesquisas Empresariais do Acre (Ifepac) contatou 145 empresários do comércio varejista, no período de 14 a 26 de setembro. Simultaneamente, o Ifepac ouviu a opinião de 180 consumidores rio-branquenses.

De acordo com a pesquisa, embora 54% dos empresários demonstrem expectativa de aumento de vendas, com relação ao Dia das Crianças do ano passado, 85% não pretendem abrir vagas para emprego temporário para a data, este ano.

Dos 14% que manifestam interesse em ofertar vagas para emprego temporário, 8% deve contratar, no máximo, duas pessoas. A principal exigência dos empresários que irão oferecer vagas para emprego em regime temporário é que os interessados possuam habilidades para a área de vendas.

Quanto à expectativa de vendas para o próximo Dia das Crianças, 79% dos empresários do comércio do varejo, voltados para o segmento de artigos específicos para o público da menor idade apostam em vendas superiores no mesmo período, com relação ao ano de 2010. Destes, 33% acreditam que o volume de vendas neste ano deve superar as do ano passado em até 10%.

Ainda com relação à expectativa de vendas, 30% dos empresários que apostam em maior volume de vendas para este ano, acreditam que o sistema de crédito facilitado ao consumidor é o fator responsável pelo aumento esperado. Outros 15% dizem que as vendas irão aumentar devido o incremento do meio circulante local, decorrente da geração de mais empregos na economia.

A expectativa de aumento das vendas no período do Dia das Crianças é compatível com o interesse de 71% dos 180 consumidores entrevistados, que expressam desejo em presentear neste dia, com brinquedos (42%) e roupas (29%), afora os demais, favoráveis a outros tipos de presentes.

A pesquisa observa ainda que os consumidores se mostram mais controlados quanto aos níveis de gastos para o dia das crianças. Dos 180 contatados, 78% devem gastar até R$ 160,00. Outros 49% estão propensos a gastos que vão de R$21 a R$80.

Dentre os consumidores entrevistados, 71% deve gastar, em 2011, cerca de R$20 ou R$30 a mais do que em 2011 com presentes para o dia das crianças. Outros 24% demonstram disposição contrária, com valores reduzidos em R$ 10,00 e R$ 20,00.

Para estimular o consumo no Dia das Crianças, 81% dos empresários deve investir em vendas à vista com descontos, vendas a crédito com preço de a vista, e vendas parceladas com custos adicionais de juros. Dos 145 empresários contatados, 58% mostram disposição em conceder descontos entre 10% a 50%, para pagamentos à vista – com cartão ou dinheiro. Outros 9% estão propensos a realizar vendas a crédito, via cartão, com o preço de à vista.

Por parte dos consumidores, 65% estão dispostos pagar suas compras à vista. Outros 16%, preferem o parcelamento sem juros. No caso de compras com pagamentos parcelados, 30% dos consumidores diz ser melhor para o respectivo fluxo de caixa.  Enquanto outros 22% prefere o pagamento parcelado por já possuír muitas outras obrigações financeiras.

(Da Assessoria)

 

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas