Conecte-se agora

Comarca de Rio Branco aplica provas no próximo domingo

Publicado

em

O Tribunal de Justiça do Acre, por meio do Diário da Justiça Eletrônico nº 4.531 (fls. 01 a 05), publicado nesta quarta-feira (05), torna pública a lista de candidatos com inscrições validadas para participar do processo seletivo voltado à formação de cadastro de reserva, na categoria de estudantes de nível superior, no âmbito da Comarca de Rio Branco.

As provas do certame serão aplicadas no dia 9 de outubro, próximo domingo, a partir das 8 horas, no bloco “D” (subsolo) da União Educacional do Norte (Uninorte), localizada na BR 364, Km 02, Alameda Hungria, nº 200, no Bairro Jardim Europa, em Rio Branco.

As inscrições aconteceram no período de 30 de agosto a 16 de setembro deste ano, com vagas para as áreas de Administração, Direito, Letras, Gestão Financeira, Gestão em Tecnologia da Informação, Tecnologia em Redes de Computadores, Sistemas de Informação, Tecnologia em Banco de Dados, Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Tecnologia em Processos Gerenciais, Tecnologia em Produção Audiovisual, Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos, Odontologia, Pedagogia, Secretariado Executivo e Serviço Social.

Foram permitidas as inscrições de estudantes de universidade e faculdades conveniadas com o TJAC e que estivessem regularmente matriculados e cursando a partir do segundo período do curso, com exceção daqueles que estivessem cursando o último ano da faculdade, de maneira que não pudessem cumprir, no ato da convocação, um ano de estágio.

Para validar as inscrições, os candidatos precisaram se dirigir ao Centro de Capacitação dos Servidores do Poder Judiciário (CECAP), no período de 19 a 30 de setembro, para fazer a entrega de alimento ou de kit de produtos de higiene pessoal, que, após a realização do certame, serão doados a entidades beneficentes da cidade.

 Ao todo, o CECAP registrou a inscrição de 849 estudantes, dos quais 574 validaram suas inscrições no período designado.

O estágio

No âmbito do Poder Judiciário do Acre, o estágio tem duração de, no mínimo, um ano, podendo ser prorrogado uma vez por igual período, a critério da Administração do Tribunal de Justiça.

A jornada de trabalho é de quatro horas diárias, ou seja, de 20 horas semanais. O TJAC assegura aos estagiários uma bolsa-auxílio, correspondente a um salário mínimo vigente no país, mais auxílio-transporte, a redução da jornada de trabalho pela metade nos dias de avaliação, desde que comprovadas previamente pela Instituição de Ensino.

Também é assegurado ao estagiário um período de recesso de 30 dias, além de acesso aos serviços do Centro Médico dos Servidores do Poder Judiciário, e de seguro contra acidentes pessoais.

Informações

Para mais informações, dúvidas e outros esclarecimentos, os interessados devem entrar em contato com a Secretaria do CECAP, por meio dos telefones (68) 3302.0379 e 3302.0380. 

AGÊNCIA TJAC

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Acre

Após suspensão de visitas, presos tentam nova fuga em massa

Publicado

em

Uma nova tentativa de fuga em massa foi registrada no Complexo Penitenciário de Rio Branco neste sábado, em Rio Branco. Ao menos 11 presos, sendo 3 do pavilhão “B” da Unidade de Recolhimento Provisório, tiveram a tentativa de fuga frustrada por policiais penais do Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN).

De acordo com a direção da unidade, a equipe de plantão foi acionada pelos policiais que fazem a monitoração por vídeo, que perceberam a movimentação estranha no solário do pavilhão B. No local se encontravam três presos da cela 5 que haviam saído por meio de um buraco feito no forro.

A ação rápida dos policiais possibilitou a captura dos detentos antes que estes alcançassem a área externa do pavilhão.

Os 11 presos da cela 5 do pavilhão “B” foram conduzidos ao isolamento preventivo e responderão a procedimento disciplinar para apurar a falta cometida.

Continuar lendo

Acre

Acusados de abuso sexual são alvos da Operação Criança Livre

Publicado

em

Dois homens foram presos em Xapuri neste sábado, 26, em uma operação da Polícia Civil, sob a suspeita de serem autores de abuso sexual contra crianças dentro do próprio núcleo familiar.

O grau de parentesco dos acusados com as supostas vítimas não foi divulgado pela polícia como maneira de preservar a identidade das crianças.

As prisões são resultado de um trabalho de investigação que ainda está sendo iniciado e que pode levar outros suspeitos a terem mandados similares expedidos pela justiça.

A operação, denominada “Criança Livre”, foi coordenada pelo delegado Bruno Coelho, titular da delegacia de Xapuri. De acordo com ele, ainda há um pedido de prisão aguardando decisão judicial.

As prisões são temporárias e têm validade de 30 dias por se tratar de crime hediondo. Ao fim desse período, dependendo das investigações, as prisões poderão ser convertidas em preventivas.

Durante o período da prisão temporária, os dois suspeitos permanecerão presos na delegacia de Xapuri, devendo ser transferidos para o presídio apenas caso ocorra a conversão.

O delegado informou ao ac24horas que várias pessoas estão sendo alvo das investigações. Ele afirmou também que o combate à violência sexual contra crianças e adolescentes é uma das prioridades do seu trabalho no município.

“Esse tipo de crime quando chega na delegacia tem prioridade na tramitação das investigações, e eu peço a todos os meus policiais que sejam bem enérgicos, é lógico que tomando todas as precauções, para não deixar passar em branco esse tipo de situação”.

Subnotificação

Estima-se que apenas 10% dos casos de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes sejam, de fato, notificados às autoridades, de acordo com a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) Childhood.

A proteção de crianças e adolescentes contra qualquer tipo de violência, incluindo a violência sexual, é um dever de toda a sociedade. Em caso de qualquer suspeita de uma situação de abuso ou exploração sexual de crianças e adolescentes, denúncias pode ser feitas pelo Disque 100 ou algum dos diversos canais oficiais de denúncia.

Continuar lendo

Acre

Sapolândia, a invasão que abriga o sonho de mais de 700 pessoas

Publicado

em

Sapolândia, a comunidade que surgiu em 2009 fruto de uma invasão nas proximidades do bairro Distrito Industrial, se desenvolve em passos lentos pela falta de estrutura e investimento público.

Por lá, a estrutura de saneamento básico é péssima, as ruas são cheias de buracos, não existem praças ou parques para as crianças, a iluminação pública é preocupante e o posto de saúde mais próximo gera descontentamento geral pela distância.

A comunidade espera ansiosa pela chegada dos candidatos ao bairro para dar o troco. São quase 700 pessoas que sofrem com a ausência de investimento e o excesso de promessas. A desesperança toma conta das famílias e faz parte do cotidiano de todas elas.

O videomaker do ac24horas, Kennedy Santos, traz em seu costumeiro repertório de comunidade um raio-x repleto de detalhes que a comunidade fez questão de lhe mostrar.

O vídeo mostra também a situação preocupante dos dois igarapés que passam por lá, o Dias Martins e o São Francisco.

Assista o vídeo:

video

Continuar lendo

Acre

Morre José Flaubert, ex-chefe da Procuradoria no Acre

Publicado

em

Morreu neste sábado, 26, em Brasília, Flaubert Machado Araújo, que chefiou a Procuradoria da República no Estado do Acre, de 1984 a 1995. Nesta época, também atuou como coordenador de Defesa dos Direitos Individuais e dos Interesses Difusos, de 1987 a 1994, procurador regional Eleitoral, de 1984 a 1995, conselheiro do Conselho Penitenciário do Estado do Acre, de 1985 a 1995, e procurador regional dos Direitos do Cidadão, de 1994 a 1995.

O Ministério Público Federal no Acre emitiu nota de pesar destacando a atuação de Flaubert quando ingressou na carreira de procurador da República de 2ª categoria, em 1º de outubro de 1984, promovido a procurador da República de 1ª categoria, em 1988; a procurador regional da República, em 1994, e, finalmente, a Subprocurador-Geral da República, em 2003.

“Mesmo antes de sua promoção, em 2003, exerceu, em substituição, o cargo de Subprocurador-Geral da República, de 1996 a 2002, atuando em processos criminais, perante o Superior Tribunal de Justiça e foi membro titular da 1ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, de 2006 a 2008 e membro do Conselho Superior do MPF, desde 2008”, disse o órgão.

Ele estava aposentado desde junho de 2019, e deixa um legado de vida dedicada à sociedade por meio de sua atuação institucional. O MPF presta condolências à família, rogando por conforto neste momento de despedida.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas