Conecte-se agora

Médico abandona Unidade e paciente químico não pode ser transferido para a capital

Publicado

em

O caso é de Acrelândia. O médico responsável pela Unidade Mixta da Família, Dr. Rafael, se ausentou do município e nenhum paciente pode ser removido para a capital na ambulância que está parada no pátio. Um dos pacientes oferece risco à sociedade, trata-se do dependente químico Renato Davi de Oliveira que segundo a denúncia, está sob efeito de drogas.

– O paciente não pode ser removido por que não tem ninguém na Unidade que autorize a transferência – disse a presidente do Sinteac, Socorro

Ainda segundo a denúncia, o médico e a diretora que é sua esposa, doutora Carla, se ausentaram a mais de quarenta minutos sem deixar número de telefone com os funcionários. O paciente foi dopado e a família está revoltada em frente a Unidade Mixta. O caso envolvendo médicos e atendimento à população já foi alvo de investigação pelo Ministério Público Estadual.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas