Conecte-se agora

SINTASE diz que atendimento nas Unidades de Internação destoam do ECA

Publicado

em

De acordo com relatório apresentado esta manhã para a equipe do Governo do Acre, as condições de atendimento das unidades de internação e ressocialização não atendem as recomendações do Estatuto da Criança e Adolescente – ECA e do Sistema Nacional de Atendimento Sócio-Educativo – SINASE CONANDA.

A garantia é do sindicato no Acre, eles falam especificamente no que se refere ao treinamento e aperfeiçoamento dos servidores ligados diretamente na causa. O projeto foi implantado pelo ex-governador Binho Marques.

Um dos primeiros pontos apresentados pelo sindicato dos técnico e agentes em ações sócio educativas e a falta de efetivo. Segundo Beto Calixto, presidente da entidade, além de não ter efetivo, a categoria foi capacitada por profissionais que não possuíam capacidade para instrução.

– Não tinham nem ao menos aplicabilidade dos instrumentos de segurança que hoje são utilizados nestas unidades, considerando ainda as dificuldades inerentes ao desempenho de cada função – comentou Calixto.

Com isso, os agentes afirmam que estão impossibilitados de executar as medidas socioeducativas. Ainda segundo Calixto, “até mesmo o código de conduta dos profissionais em socieducação impõe esta concretização de propostas apresentadas”, acrescentou o presidente.

Além dessas reivindicações outras prioridades foram apresentadas na reunião desta quarta-feira. A equipe de governo ficou de apresentar uma contra-proposta no prazo de uma semana. Entre as principais solicitações feitas ao governo está a equiparação salarial dos agentes. O Sistema já sofreu várias rebeliões nos últimos meses.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas