Conecte-se agora

ESA diz que manejo em florestas nativas é “insustentável”

Publicado

em

O jornal O Estadão, destacou esta semana, um estudo da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq) mostrando que o manejo de florestas nativas é, do ponto de vista econômico, “insustentável”. A reportagem do jornalista Washington Novaes,  classifica como “diálogo de surdo” a relação governo e sociedade.

No Acre, deputado tucano, Major Rocha, vem alertando produtores rurais instalados no projeto de manejo do Antimary, localizado na BR 364, entre os municípios de Sena Madureira e Bujari

– Há questões muito relevantes no Brasil em que, na aparência, ocorre um diálogo entre governo e sociedade; na prática, entretanto, os governantes parecem absolutamente surdos ao que dizem cientistas e cidadãos; só ouvem os que estão do lado oposto. E esse é – entre outros – o caso da gestão “sustentável” de florestas públicas por empreendimentos privados – diz a reportagem

Do ponto de vista econômico, a matéria diz que o modelo praticado em florestas públicas não permite a regeneração das árvores mais valiosas e tende à perda da rentabilidade após o primeiro corte para comercialização. Ainda segundo o estudo, em termos de sustentação da biodiversidade e manutenção da floresta, “pode fazer fracassar a política federal de concessão de florestas”.

O caso estudado é em Paragominas (PA), região onde o autor destas linhas esteve há uma década acompanhando um desses projetos e concluiu que de sustentável nada tinha; algum tempo depois ele foi embargado pelo Ibama porque retirava sete vezes mais madeira do que lhe era permitido.

Ao analisar a reportagem, o deputado Major Rocha, que vem se dedicando a fiscalização dos projetos de manejos no Acre, disse que ocorre no Pará, aquilo que ele vem alertando no Acre, especificamente, no Projeto de Manejo do Antimary.

– Aqui no Acre as denúncias comprovadas que estamos apresentando à sociedade, não tem eco. Parece que os organismos fiscalizadores estão, como diz a reportagem do Estadão, surdos e mudos. Já destaquei que o modelo de manejo do Acre é tão igual quanto o do Pará. Ninguém ganha, o homem da floresta não ganha, ganham somente os ricos madeireiros – comentou o deputado Rocha.

Pois exatamente poucos dias depois de divulgado esse estudo da Esalq o Ministério do Meio Ambiente (MMA) anunciava que “dez florestas nacionais integram a lista de florestas públicas que poderão ser concedidas em 2012, segundo o Plano Anual de Outorga Florestal”. Ao todo, 4,4 milhões de hectares – ou 44 mil quilômetros quadrados no Pará, em Rondônia e no Acre, equivalentes a mais de dois Estados de Sergipe. E 2,8 milhões de hectares se destinarão à “produção sustentável”. Da qual se espera retirar 1,8 milhão de metros cúbicos de madeira.

A reportagem afirma que essa política vem desde a gestão Marina Silva no ministério, contestada por uma legião de conceituados cientistas – mas sem que merecesse discussão alguma. Foi aprovada por proposta do governo ao Congresso em 2006, por escassa maioria – 221 votos a 199. E dava direito a conceder até 50 milhões de hectares, por 40 anos. Imediatamente vieram críticas contundentes, muitas delas já mencionadas em artigos neste espaço.

A começar pelas do respeitado professor Aziz Ab’Saber, da USP, para quem se trata de “um crime histórico, uma ameaça de catástrofe”. A seu ver, mais de 40% das terras são públicas e permitiriam “um programa exemplar”. A concessão, no entanto, como seria feita pela proposta aprovada, levaria à exploração intensiva à margem de rodovias e à perda da biodiversidade. Mais ainda: as florestas jamais voltarão ao domínio público após 40 anos. Todos os países que entraram por esse caminho ficaram sem elas.

Com informações do Estadão e Jairo Carioca – da redação de ac24horas

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Cotidiano

Detran Veículos não funcionará hoje (26) após infecção de servidor por Covid-19

Publicado

em

A unidade de Serviços de Veículos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) ficará fechada nesta segunda-feira, 26. A medida foi necessária em virtude da contaminação de um servidor da autarquia por Covid-19.

Todas as salas do prédio localizado na Avenida Nações Unidas, no bairro Estação Experimental, passarão por total desinfecção. O procedimentos será realizado pela equipe do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa).

Os agendamentos de serviços que estavam marcados para esta segunda serão atendidos na terça-feira, 27 de outubro, sem prejuízo aos solicitantes.

O Conselho Diretor do Detran reforça que todas as medidas de prevenção ao coronavírus têm sido adotadas. Aos servidores foram entregues equipamentos de proteção individual como máscaras e protetores faciais retráteis.

Protetores de acrílico nos guichês e totens de dispensação de álcool gel também foram instalados em todas as unidades da autarquia na capital e interior.

Continuar lendo

Cotidiano

Galvez perde, Atlético empata e Rio Branco vence: resumo da rodada da Série D

Publicado

em

Foto: Gedeon Miranda

Ganhou, perdeu e empatou: Assim foi o desempenho dos três clubes que representam o Acre no Brasileirão da Série D
Começamos pela derrota. O Galvez foi até a cidade de Bragança, interior do Pará, jogar contra o Bragantino. O time paraense é o melhor do grupo e ampliou sua liderança ao vencer o Imperador por 2 a 0. Os gols foram marcados por Túlio no primeiro tempo, e por Canga, em cobrança de pênalti na segunda etapa.

Já o empate foi do Atlético Acreano, que após 9 jogos continua sem saber o que é uma vitória na competição. Jogando em casa neste domingo, no estádio Arena Acreana, o Galo do 2º Distrito, empatou em 3 a 3 contra o Independente do Pará. O time acreano saiu na frente com um gol do atacante Americano. Ainda no primeiro tempo, Danrley empatou e as duas equipes foram com o placar igual para os vestiários. Na segunda etapa, aos 14 minutos, Davi marcou em falha do goleiro do Atlético Acreano. O Galo conseguiu o empate em seguida após cobrança de pênalti de Americano mais uma vez. Já aos 37 minutos, Emerson chutou forte para colocar o time paraense à frente mais uma vez. Quando parecia que o Atlético ia perder em casa, já nos acréscimos, aos 50 minutos, o zagueiro Bebê, de cabeça, empatou a partida.

Quem realmente fez bonito foi o Rio Branco. Jogando no interior de Rondônia contra o Ji-Paraná, o Estrelão venceu por 2 a 1. Ainda no primeiro tempo, Cassiano abriu o placar para o Rio Branco. Na segunda etapa, aos 20 minutos, Ângelo ampliou para o time acreano. O Ji-Paraná conseguiu fazer o gol de honra já nos acréscimos com Vitinho.

Com os resultados do final de semana, Rio Branco e Galvez seguem com ótimas chances de classificação. Já o Atlético, apenas um milagre colocaria o time na próxima fase da Série D.

Confira a classificação:

Bragantino (PA) – 20 pontos

Galvez (AC) – 16 pontos

Fast (AM) – 16 pontos

Rio Branco (AC) – 16 pontos

Independente (PA) – 8 pontos

Ji-Paraná (RO) – 8 pontos

Vilhenense (RO) – 6 pontos

Atlético Acreano – 6 pontos

Continuar lendo

Cotidiano

Office-boy, garçom e doméstica: veja as 40 vagas do SINE desta segunda-feira

Publicado

em

Foto: Divulgação

Nesta segunda-feira (26) o Sistema Nacional de Emprego do Acre (Sine) está disponibilizando 40 vagas de emprego em diversas áreas para a capital Rio Branco. Os candidatos devem ir até o Sine, localizado na OCA, para manifestar interesse.

Para se candidatar a uma das vagas, é necessário estar com o cadastro no Sine atualizado. Quem ainda não possui cadastro, deve ir ao órgão levando os documentos exigidos: Carteira de Trabalho, Identidade/CPF, Título de Eleitor, comprovante de escolaridade e de endereço.

O cidadão pode verificar se a vaga ainda está disponível através do telefone 0800 647 8182.

Continuar lendo

Cotidiano

Agenda dos candidatos desta segunda tem bandeiraço, reunião com apoiadores e sabatina

Publicado

em

Os sete candidatos à prefeitura de Rio Branco cumprem agenda extensa nesta segunda-feira (26). Entre as atividades estão: gravação de programas eleitorais, bandeiraços, reuniões com empresários e empresas.

O candidato do Partido Social Cristão, Jamyl Asfury, pela manhã realiza caminhada no Esperança. À tarde realizada outra caminha só que no Santa Inês e encerra o dia com reunião na Cidade do Povo.

Já Jarbas Soster (AVANTE) participa de entrevista no Balanço Geral. À tarde participa de reuniões com comércios da via Chico Mendes e à noite reunião com apoiadores do Tancredo Neves.

Daniel Zen (PT) inicia o dia visitando o comércio do bairro Cidade Nova e segue a tarde em caminhada no São Francisco. Zen finaliza o dia com apoiadores no bairro Preventório.

O emedebista Roberto Duarte participa de gravação de programa eleitoral, logo após se reúne com empresários e em seguida realiza visita aos bairros da Paz e Floresta. À tarde participa de reunião no Conquista e entrevista para a Rede Amazônica. À noite participa de sabatina do ac24horas.

O tucano Minoru Kinpara (PSDB) toma café com moradores do Ramal Moreira, no Benfica. À tarde realizada caminhada no Santa Inês e encerra o dia com reunião no Bosque.

Socorro Neri (PSB) se reúne com colaboradores da Arasuper do Aviária e colaboradores da empresa Takigawa. À tarde participa de entrevista para TV Acre e encerra o dia com caminhada na Regional da Estação Experimental.

Por fim o candidato do Progressistas, Tião Bocalom, participa de bandeiraço e panfletagem na regional da Cadeia Velha. À tarde se reúne com apoiadores do Adalberto Sena, Jorge Lavocat e Conquista.

Continuar lendo

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas