Conecte-se agora

Jorge Viana vai à TV e diz que faltou o nome de Bocalom na autoria do panfleto apócrifo

Publicado

em

O senador Jorge Viana foi para TV e ao contrário do que prometeu na chamada do Programa Gazeta Entrevista, praticamente não falou sobre o Botafogo e nem sobre o Rio Branco. A série A e C do Campeonato Brasileiro foram pinceladas no encerramento do segundo bloco.

O tema mais picante da entrevista, sobre o “panfleto do mal”, norteou a parte final do bate papo entre Alan Rick e Jorge Viana. Ao ser incitado a falar sobre os autores do material que reproduziu a reportagem da revista IstoÉ, estranhamente, o senador despejou toda sua raiva em cima do pré-candidato do PSDB à prefeitura de Rio Branco, Tião Bocalom.

– Faltou nome. O Tião Bocalom. Essa é a resposta às oportunidades que eu sempre lhe dei – comentou Jorge Viana.

O senador não poupou criticas a oposição, a quem acusou de jogar o Acre na lama. Ele se  referiu a Petecão, como alguém com capacidade de enganar a Justiça.

– A oposição está com sede de poder e quer voltar [ao poder] somente para atender a interesses pessoais e a caprichos, afirmou.

Depois de desabafar, o petista pediu desculpas se ofendeu alguém.

 

Petecão e Bocalom vão pedir direito de resposta

Tião Bocalom falou com a reportagem antes de embarcar para o Juruá, onde cumpre agenda, ao lado de Marcio Bittar, nos municípios de Thaumaturgo, Jordão e Santa Rosa. Ele disse que não vai entrar no jogo baixo provocado por Jorge Viana.

– Meu prestigio político eu adquiri quando fui prefeito de Acrelândia. Nunca fui processado e nem acusado de desviar dinheiro. O mesmo ele não pode dizer – disse Bocalom.

O senador Petecão estava em casa e falou por telefone com a reportagem. O senador disse que vai relevar os ataques e colocar nas mãos de Deus as agressões sofridas durante a entrevista.

– A vida me deu um amadurecimento de não responder a ataques, principalmente vindos de pessoas visivelmente desequilibradas como estão o governador Tião Viana e seu irmão Jorge.

Ainda em comentário à entrevista, Petecão disse que Jorge Viana não respondeu aos questionamentos feitos pela Revista Isto É de como foram gastos mais de R$ 2 bilhões na construção da BR 364. Petecão acrescentou que o ex-governador Jorge Viana foi infeliz ao generalizar ataques.

– Ele chamou o Edvaldo e o Santiago de ladrão. Por que ele disse que quando coloca um presidente na Assembleia é obrigado a colocar um secretário do PT, porque se não os presidentes roubam o até o prédio – concluiu.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas