Conecte-se agora

Os tempos são outros

Publicado

em

Há 15 anos o contexto comportava novas experiências políticas no Acre. Quem o PT lançasse estava eleito. Independente do nome. Era o auge, a chamada onda vermelha, que afogava a oposição. Agora é outro quadro. O PT tem que avaliar quem colocará para disputar a PMRB. Não pode mais lançar qualquer um. Cautela e caldo de galinha não fazem mal a ninguém.

É do ramo
Foi correta a posição dos dirigentes da FPA em chamar o governador Tião Viana para assumir a coordenação do processo de escolha, porque é do ramo e conhece os humores da política.

Cara de velório
Quando o nome do secretário de Educação, Daniel Zen, é citado como possível candidato à PMRB, os deputados da base do governo na Aleac, em peso, desabam numa cara de velório.

Discurso difícil
O deputado Astério Moreira (PRP), que defendia o nome do deputado Ney Amorim (PT) à PMRB, junto com outros colegas de fé, diziam ontem ser difícil vender Zen aos evangélicos.

Voz rouca
Astério diz que antes de anunciar o candidato o PT tem que ouvir a voz rouca das ruas.

Dedução lógica
Da nota oficial de ontem dizendo que a FPA terá nome único à PMRB, se deduz o seguinte: como a cabeça de chapa será do PT, a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) está fora.

Furiosos
Os dirigentes do PV estavam ontem furiosos pelo fato de não terem mandado ninguém à reunião da FPA (a coluna registrou) e ainda assim o nome do PV apareceu no documento.

É candidato
A presidente Shirley Torres (PV) diz estar cansada de falar que o deputado federal Henrique Afonso (PV) disputará a eleição de prefeito da Capital, e já discute a data do lançamento.

Renovar ou morrer
O deputado Geraldo Pereira (PT) tem voz discordante no parlamento sobre a escolha do nome à PMRB: “o PT tem que preparar novos quadros, apostar no novo, não pode ser imediatista”.

Exemplo claro
Pereira citou o caso do PMDB, que não apostou na renovação, e tem hoje apenas o deputado federal Flaviano Melo como referência de liderança, no que o parlamentar está correto.

Sério candidato
O ex-vereador Wagner Galli, candidato do PP a prefeito de Brasiléia, na avaliação de quem mora no município, é um sério candidato a disputar a última colocação.

Sonhando alto
O deputado Jamil Asfury (DEM) voltou maravilhado e visionário do Canadá ao citar ontem a cidade canadense de Quebec, como exemplo de modernidade a ser seguida em Rio Branco.

Caviar e rapadura
Como projeção é válido o Jamil pensar no melhor para o Acre, mas, quando entra em comparações, é um disparate: é como comparar caviar russo beluga com buchada de bode.

A suíça é aqui
No contraponto, o deputado Moisés Diniz (PCdoB), não deixou por menos: transformou o Acre numa Suiça em termos de desenvolvimento, o melhor lugar do mundo para ser viver.

Não seria?
Não seria mais proveitoso a ambos discutir a problemática regional?

Bem impressionado
O deputado Walter Prado (PDT) diz ter ficado impressionado com a gestão do prefeito de Rodrigues Alves, o Burica: “deixou a cidade limpa, organizada e muito bem arrumada”.

Difícil de ser batido
Até políticos da oposição do Juruá dizem ser difícil derrotar o Burica no próximo ano, quando terá fechado dez quilometros de ruas asfaltadas, cobrindo toda a zona urbana do município.

Questão prioritária
E vai pesar também a seu favor a promessa da cúpula do PT de que vai centrar todos os esforços e jogar seu peso para a sua reeleição, fato que consideram como prioritário.

Sem proselitismo
Inexplicável a posição do deputado Werles Rocha (PSDB) ao defender a permanência de moradores do final da Rua 6 de Agosto em região insalubre e que alaga todos os anos.

Lógico e certo
O governo tem que remover mesmo as famílias de locais de risco, pagando um aluguel social em outras áreas até que sejam inseridas em programas habitacionais, é o lógico e o certo.

Vai um baseado?
Grave a denúncia de ontem do deputado Walter Prado (PDT), com base em relato da diretora do Newtel Maia, que a parada de ônibus em frente ao colégio virou uma boca de fumo.

Persona nom grata
O diretório municipal do PT, em Bujari, recusou solenemente a filiação do prefeito Padeiro (PMDB) e fechou as portas. É a velha história de que bolacha oferecida não tem valor.

Prazo fatal
O diretório do PMDB já avisou que se Padeiro não pedir desfiliação do partido até o fim do mês vai decretar a sua expulsão por infidelidade partidária.

Disputa equilabrada
Isac Lima (PT), Cleidson Lima (PMDB) e Luiz Helosman (PP) vão disputar a prefeitura de Mâncio Lima, numa briga que se prenuncia como muito equilibrada.

Não chamem
Não chamem o Tião Bocalon (PSDB) e o senador Sérgio Petecão (PMN) para comerem no mesmo prato um piranambu na brasa na “Praia do Caruta”, em Porto Acre. Alguém vai se engasgar com espinha. Bocalon não perdoa o Petecão pelo seu apoio ao Fernando Melo. A troca de farpas saiu dos bastidores para o público.

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Blog do Crica

A grande cartada 

Publicado

em

O governo dará a sua grande cartada política na votação da PEC da Previdência Estadual, a entrar em pauta na Assembléia Legislativa, no próximo dia 26. Estará em jogo com quem realmente poderá contar na sua volátil base de apoio em momentos tensos. Os deputados governistas estarão em cheque por ser um projeto polêmico e contestado pelos sindicatos. A matéria não foi votada até aqui porque alguns parlamentares da base pularam para cima do muro. Se vão descer do muro e votar com o governo, esta é a dúvida na cúpula do Palácio Rio Branco. O governo argumenta que, a rejeição do projeto implicaria em medidas drásticas, como a não contratação dos concursados da PM e Polícia Civil e a decretação de calamidade financeira, panorama em que apenas os pagamentos dos salários serão prioridade. A votação do dia 26 é, portanto, o grande divisor de água para o futuro da atual administração. Aguardar!

VAMOS JOGAR COM A VERDADE

A prefeita Socorro Neri fez o que era para ter sido feito ante as denúncias de irregularidades no concurso para ocupação de cargos na PMRB: anulou. A responsabilidade era da FUNDAPE.

ERA O ESPERADO

Quem conhece o caráter da prefeita Socorro Neri não era de se esperar outra decisão.

AVANÇO ZERO

O governo vai fechando o ano com avanço zero na sua principal bandeira de campanha, o agronegócio. O próprio governador tem lamentado que, este foi um ano perdido nesta área.

MENOS TEORIA E MAIS PRÁTICA

Do novo secretário de Agricultura, Edivan Maciel, espera-se menos teoria e mais prática.

IMPARCIALIDADE

A deputada federal Vanda Milani (SD), que vai disputar a prefeitura da capital no próximo ano, diz esperar do governador neutralidade em relação aos candidatos do seu campo político.

TRAPALHADA POLÍTICA

Com vários candidatos aliados disputando a PMRB, seria uma trapalhada por um deles debaixo do braço no primeiro turno. A neutralidade impediria o desgaste desnecessário com os aliados.

HIPÓTESE DESCARTADA

No PSD é hipótese descartada apoiar a candidatura do Minoru Kinpara a prefeito de Rio Branco. A meta do senador Petecão é costurar uma aliança com a prefeita Socorro Neri.

CONDIÇÕES DEFINIDAS

Entre as condições definidas pelo PSD do senador Sérgio Petecão (PSD) para uma aliança com a prefeita Socorro Neri é ela se descolar de qualquer relação política com o PT e o PCdoB.

DEFINIÇÃO EM JANEIRO

A outra aspiração do senador Sérgio Petecão (PSD) para a aliança é que a prefeita Socorro se filie ao PSD, para ser mais fácil trabalhar o seu nome. Numa aliança, o PSD indicaria o vice.

DATA FECHADA

Até o dia 26, quando será votado o projeto da PEC da Previdência estadual, as conversas continuam com os sindicatos, mas segundo boa fonte do governo, sem o recuo na data.

 LONGE DE AJUDAR

As presenças dos deputados Jenilson Lopes (PSB), Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Roberto Duarte (MDB) no movimento, favoreceram o discurso do governo de politização do debate.

 QUE SITUAÇÃO!

Que situação a do PT? Nos últimos 20 anos era o bolo da cereja, com os dirigentes partidários brigando para posar ao lado nas fotos, hoje esta mesma turma foge léguas do partido.

PUXADINHO DESCARTADO

O MDB do deputado federal Flaviano Melo e o PSD do senador Petecão, estão certos de não aceitarem ser puxadinhos do governo na eleição para a PMRB e buscar espaços próprios.

META É 2022

Os bajuladores do governo vêm isso como rebeldia. E não é. Os partidos têm de chegar fortes na eleição de 2022, porque terão de ter chapas próprias para Câmara Federal e ALEAC.

NOVOS TEMPOS

Com a dupla, Neto e Alencar; filho e pai, comandando agora os destinos do Rio Branco Futebol Clube é um passo certo para tirar o clube da vergonhosa situação de abandona em que está.

MORO NO ACRE

Confirmada para hoje a chegada na capital do Ministro da Justiça Sérgio Moro. Na comitiva estão confirmadas as presenças dos senadores Sérgio Petecão (PSD) e Márcio Bittar (MDB).

DOIS MOMENTOS

Claro que, as viúvas do ex-presidente Lula não concordam. A justiça brasileira pode ser dividida entre antes e depois do Moro. O Moro quebrou o axioma que no Brasil só preto, pobre e puta eram presos. Como Juiz Federal colocou a cúpula política e empresarial do Brasil na cadeia.

ESTRANHO NO NINHO

Mesmo sendo o único senador do partido, o Márcio Bittar (MDB) não tem o papel de protagonista político que era para ter, as lideranças emedebistas o deixaram à margem.

MUITO MAIS PRESTÍGIO

Um amigo com quem conversei ontem sobre o assunto, foi irônico ao dizer que, o Pádua Bruzugu, sem mandato, tem mais prestígio na cúpula do MDB do que o Márcio Bittar.

COMENTÁRIOS MAL VISTOS

A crítica à postura do deputado Roberto Duarte (MDB) de oposição ao governador na ALEAC e o fato de defender uma aliança do partido com o governador para disputar a PMRB, segundo uma boa fonte, o desgastaram no MDB, por bater de frente com o que pensa a sua direção.

CARTA BRANCA

O deputado federal Flaviano Melo (MDB) deu carta branca à posição de crítico do governo ao deputado Roberto Duarte (MDB) e o definiu como candidato do MDB a prefeito da capital.

BISANDO O COMENTÁRIO

Biso o comentário porque têm figuras do governo que acham que, o MDB abrirá mão de candidato próprio à PMRB em 2020 para apoiar o candidato governamental. Delírio!

DISCURSO QUEBRADO

O atual governo pode contabilizar como conquista política ter quebrado a espinha dorsal da estratégia política do PT e PCdoB, que era de ver os salários dos servidores públicos atrasados.

PONTO FAVORÁVEL

O governo não só está em dias com os salários, quitando antecipadamente o 13º, como ainda fez o pagamento dos calotes do governo anterior do 13º e dos funcionários do Pró-Saúde.

SEM NENHUM SENTIDO

A partir de março devem começar a pipocar as rodadas de pesquisas mais próximas da realidade, porque já se saberá se o PT terá candidato próprio, se a prefeita Socorro Neri sairá à reeleição, e quais serão os candidatos à PMRB do campo do governo. 

PERDA DE TEMPO

Qualquer pesquisa que se fizer este ano para prefeito é sem nexo e uma perda de tempo.

CHAPA REPETIDA

O vice do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei, Cordeiro numa disputa da reeleição deverá continuar sendo o professo Zequinha, porque não aconteceram rusgas ao longo da gestão.

CAIU NA REAL

Parece que o ex-senador Jorge Viana (PT) caiu na real e tirou o seu nome de um debate político prematuro sobre a eleição do próximo ano. O debate vinha lhe desgastando.

NOME DO PT

A hora de emergir é em 2020, quando estará em pauta a eleição municipal. E se queira ou não o Jorge Viana é hoje a maior liderança do PT num plano maior, os outros são complementos.

FECHOU NO VERMELHO

O governo deve eleger em 2020 com prioridade dois setores que nestes primeiros 11 meses não deram certo: o agronegócio, que ficou só no discurso de campanha, e a Saúde que não melhorou em nada. Fecharam no vermelho. 

AGUARDAR 2020

Com a posse de dois novos dirigentes nestes setores e aguardar para ver se decolam.

DESAFIO PRINCIPAL

O principal desafio que a senadora Mailza Gomes (PROGRESSISTAS) terá de enfrentar na condução do partido é conseguir um nome viável para disputar a prefeitura da capital.

SEM BASE POLÍTICA

Nenhum dos nomes relacionados pelo partido possui base política em Rio Branco.  

FRASE DO DIA

“Religião aliada à política é uma arma perfeita para escravizar ignorantes”. Júlio César de Melo.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Ninguém poderá lhe acusar de intolerante

Publicado

em

Nesta questão do tumultuado projeto com reformas previdenciárias que o governo enviou à Assembléia Legislativa, a ser votado no próximo dia 26, nenhum dos adversários da PEC, sejam sindicalistas ou deputados da oposição poderá lhe acusar de ter sido radical ou intolerante. O presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), tem adotado uma postura de tolerância e diálogo. Abriu as portas do parlamento aos sindicalistas para fazer o contraponto ao projeto. Deixou as discussões irem à exaustão. Mas chegou ao momento quem tem de colocar a matéria em votação. O que tinha de ser discutido já foi. Não há mais como retardar

CARTÃO DE VISITAS
Três execuções, dois baleados, arrastão em ônibus, arrastão numa escola, foi o cartão de visitas que o novo comandante da PM, Coronel Ulisses Araújo, recebeu da bandidagem.

UM DIFERENCIAL
No governo passado, na cena mais cômica já presenciada, foram oferecidos apitos á população para apitar em casos de perigo de assalto. Neste governo foram entregues 120 novas viaturas.

É O QUE SE ESPERA
Deixando a comparação, o que a população, principalmente, da capital, espera é que com o apoio que estão tendo os gestores da Segurança, é que sejam mais presentes nos bairros.

APOIO MANIFESTADO
No programa “Boa Conversa” – que apresentamos no ac24horas, com o colega Astério Moreira – a deputada federal Vanda Milani (SD) fez uma declaração surpresa, que mexe o Alto Acre: pode apoiar em Brasiléia a reeleição da prefeita Fernanda Hassem, mesmo sendo do PT.

RESTA SABER SE ELA ACEITA
Como o principal cabeça do SOLIDARIEDADE hoje em Brasiléia é o ex-prefeito Everaldo Gomes, com sérios problemas na justiça, isso implicaria em tê-lo no palanque da prefeita Fernanda.

FONTE NÃO SE REVELA
Caso a Promotora Rita Cássia entre na lista a ser enviada ao governo pelo MP, para ocupar a Procuradoria Geral do MP, ela tende a ser a escolhida. Contou ontem boa fonte do governo.

LOBY ATIVO
O BLOG tem informação de que há um lobby intenso dentro do governo, inclusive, familiar.

OU VOTA OU CAPITULA
Ao governo não resta outro caminho ao não ser votar a PEC da Reforma Previdenciária estadual, no dia 26, ou então banca o risco de não pagar os aposentados e pensionistas.

SERIA UMA DERROTA FRAGOROSA
O governo retirar o projeto seria uma vitória dos deputados de oposição, notadamente, Jenilson Lopes (PSB), Edvaldo Magalhães (PCdoB), Daniel Zen (PT) e Roberto Duarte (MDB).

VAMOS SER COERENTES
Justo o protesto dos moradores que tiveram ontem as casas alagadas com a chuva, mas não se pode debitar os problemas crônicos á prefeita Socorro Neri, com menos de um ano de gestão.

QUEM NÃO LEMBRA?
Quem não se lembra do ex-prefeito Marcus Alexandre posando para selfies em meio às ruas alagadas durante os sete anos da sua administração? São problemas antigos que se arrastam.

CUIDA DOS FILHOS
Não se pode culpar a prefeita Socorro Neri pelos alagamentos, mas isso não a exime de tomar providências. Ela ainda tem um ano na PMRB para buscar acabar com estes gargalos na cidade.

NÃO É VOZ ISOLADA
Leitor – deve ser petista – manda uma postagem, com o comentário: “Crica, se engana quem pensa que, o Carioca fala só quando diz que o PT terá candidato próprio a prefeito da capital”.

CONHEÇO OS MECANISMOS
Acompanhando como jornalista, conheço como funciona o debate interno no PT. A tendência dominante hoje dentro do PT é a DR- Democracia Radical, do qual o Carioca é um dos ícones. É a DR que dá o tom.

AOS VENCEDORES, AS BATATAS
A posição do ex-prefeito Marcus Alexandre é perfeita politicamente. Recolheu-se para emergir na hora certa e evitar ficando se desgastando em debates ocos. Aos vencedores, as batatas!

NÃO DEVE ENCARAR
É improvável que o Marcus volte a disputar o governo em 2022. Deve ter ficado escaldado em ter sido abandonado na reta final, sem um pau para dar no gato. E, com o PT no poder!

APOIO QUE PESA
Quando se diz que as coisas só vão acontecer na eleição municipal em 2020, é porque as peças não estão no tabuleiro. Para onde vai pender o apoio do deputado federal Alan Rick (DEM)?

SEM DIZER QUE É CANDIDATO
Sem dizer que é candidato, o deputado federal Alan Rick (DEM) teve 9% na última pesquisa.

TÁ BOM ASSIM!
Vão cobrar o engajamento dos jornalistas oficiais em altos cargos na administração, que não dão uma linha na defesa do governo nas crises. Cada um no seu quadrado. Está bom assim?

NADA DE PREFEITURA
Não é disputar a prefeitura de Sena Madureira e nem de Rio Branco. O foco do deputado Géhlen Diniz (PROGRESSISTAS) é tentar uma eleição a deputado federal na disputa de 2022.

VALE A RETA FINAL
A gestão de um prefeito só deve ser avaliada no último ano. O caso do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, é um exemplo: começou a gestão mal e se recuperou popularmente.

MUITO COMPETITIVO
O prefeito Ilderlei Cordeiro deve disputar a reeleição, no próximo ano, muito competitivo.

O DIFERENCIAL
O Ministro da Economia, Paulo Guedes, é o grande trunfo do governo Jair Bolsonaro, o seu diferencial. Ainda bem que os atrapalhados filhos do Bolsonaro não dão palpites nesta área.

OPÇÃO DE AFASTAMENTO
O senador Sérgio Petecão (PSD) não está brigado com o governador, apenas fez a opção de se manter distante do governo. Ninguém poderá lhe acusar de nada quando algo não der certo.

POSIÇÃO COERENTE
Um caminho parece estar traçado para 2020. O seu candidato a prefeito não deve ser o mesmo do governador. Se a prefeita Socorro Neri se filiar ao PSD, será a sua candidata.

CADA UM BUSQUE SEU ESPAÇO
E não se trata de nenhuma rebeldia do Petecão. Com o fim das famigeradas e imorais coligações proporcionais, os partidos têm que se fortalecer com candidaturas próprias.

TEMPO DADO
Ao não ser que aconteça algo explosivo, este BLOG vai dar um tempo nas críticas á SESACRE, para o secretário de Saúde, Alysson Bestene, provar que foi certa a sua recondução ao cargo.

QUADRO INTERESSANTE
A eleição para prefeitura de Senador Guiomard tende a ser equilibrada. Rosana Gomes, Branca Menezes, André Maia, Celso Ribeiro, Gilson da Funerária, são os nomes previstos na disputa.

NÃO SE VIU A BRAVURA
Quando o governo petista anterior aumentou a alíquota de contribuição previdenciária do servidor estadual, não se viu reação dos parlamentares; hoje oposição, nem dos sindicalistas. Os valentes sumiram!  O pau que hoje dá em Chico, deveria ter dado em Francisco.

QUESTÃO FECHADA
Parece ser questão fechada o governo votar dia 26 a PEC da reforma previdenciária, em que pese protestos de deputados de oposição e sindicatos. Digo, parece: mudam muito de opinião.

FATO QUE PESA
Um fato que pesa na direção do PT ter candidato próprio a prefeito da capital, é que os aliados da esquerda não querem seu apoio ostensivo, pelo desgaste, mas o apoio longe do palanque.

NÃO ACEITA
A direção do PT jamais bisará o episódio da eleição do Flaviano Melo para prefeito, quando ele impôs que o então prefeito Mauri Sérgio ficasse longe do seu palanque e este aceitou.

NUNCA DISSE
O senador Sérgio Petecão (PSD) nunca disse que disputará o governo em 2022 para enfrentar o atual governador. Ressalva sempre que disputará, caso este não dispute a reeleição.

FORA DA ALDEIA
Independente da decisão do PCdoB, o secretário municipal de Educação, Moisés Diniz, apoiará a reeleição da prefeita Socorro Neri caso esta dispute. Está afastado politicamente do PCdoB.

FRSE DO DIA
“Quando o rato e o gato se unem, o dono do armazém entra em falência.” Ditado iraniano.

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.