Conecte-se agora

Bancada do governo bate cabeça com relação à ocupação da 6 de Agosto

Publicado

em

Um tema complexo e de impactos culturais. Assim foi avaliada a desocupação da área do bairro 06 de Agosto, tema que pautou a Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira (13). O deputado Eduardo Farias, do PCdoB, diverge do projeto governista. Ele protocolou uma indicação junto à Mesa Diretora, solicitando que as construções no local, sejam verticalizadas.

– Quem está colocando é alguém da equipe, que tem experiência como vice-prefeito do município. Está correta a atitude do governador, estamos com a cota mais baixa do Rio Acre, mas ele e o prefeito Angelim estão se preocupando com a próxima cheia, mas a minha ideia e de contribuição – comentou Farias.

O comunista quer menos impacto a vida social e cultural dos moradores. Como mostrou a reportagem do ac24horas ontem (12), há famílias com 39 anos de moradia na região. Para Farias, a verticalização além de possibilitar a permanência do morador na região, possibilita ainda, que ele continue participando das ações sociais e históricas do local.

– O morador gosta de viver a festa de aniversário do bairro, a comemoração de 06 de agosto, há o convívio com o vizinho, enfim, a verticalização diminui e muito os impactos históricos – disse Farias.

O deputado Pereira, que também faz parte da base da Frente de apoio ao governo do Acre, diverge das ideias do comunista. Para o petista, é preciso analisar as questões econômicas das famílias. Para ele, a realidade dos moradores que sofrem a intervenção, não permite o modelo de construção verticalizada proposto por Eduardo Farias.

– O projeto do deputado Eduardo Farias é muito bom, assim como a intervenção planejada do governo e prefeitura. Minha preocupação com relação a verticalização é com a questão econômica das famílias. Será que elas teriam condições de pagar um condomínio? Acho que questionamentos como esses precisam ser feitos. A questão da manutenção externa desse modelo, quem vai pagar essa conta? – questiona Pereira.

O debate foi puxado pelo deputado Rocha, para ele “a ação do governo é nobre, porém, equivocada na forma de intervenção feita junto à comunidade”. O tucano disse que faltou novamente ao governo, a sensibilidade.

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
[email protected]

Anúncios


Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas