Conecte-se agora

Asfury pede humildade do líder do governo na Assembléia

Publicado

em

Depois de destacar sobre os projetos que são desenvolvidos no Canadá, que poderiam ser aplicados no Acre, o deputado Jamyl  Asfury (DEM), foi duramente criticado pelo líder do governo, Moisés Diniz (PC do B), que teria enfatizado em pronunciamento que não teria como comparar o Acre ao Quebec, uma das províncias do Canadá.

Em resposta, o deputado democrata, afirmou: “Não quis fazer comparação e sim destacar a importância de trazer experiência daquele país para cá. Achei o seu tom arrogante. Meu discurso foi de forma solidaria e não desmerecedora a administração do Estado, não comparei o Acre com o Canadá, fiz observações do modelo administrativo daquele país”, diz Asfury.

Jamyl Asfury pediu que o nível dos debates fosse elevado, que o líder do governo, Moisés Diniz tivesse mais respeito e humildade com os deputados de oposição. “Tenha a humildade de reconhecer que o que é feito no Acre, ainda é insuficiente. Sua afirmação e de extrema arrogância e prepotência de não reconhecer que não está bom”, afirma Jamyl.

Segundo Asfury, ele teria ido a tribuna falar das experiências que teria conhecido em sua viagem ao Canadá, sobre os aspectos positivos que podem ser implantados com sucesso no Estado do Acre. “Falo como representante do povo. E, digo ao deputado Moises Diniz, que o Acre não poderá ser igual Quebec, mais poderá ser melhor”.

Num gesto de humildade, Moisés Diniz voltou a tribuna nas explicações pessoais, e se retratou sobre as afirmações, enfatizando que teria sido mal interpretado pelo colega e pediu desculpas se seu discurso teria incomodado o colega.

Ray Melo, da redação de ac24horas – [email protected]

Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Recomendados da Web

Mais lidas