Conecte-se agora

Pereira compara número de bocas de fumo a funcionamento de uma grande empresa

Publicado

em

Como não poderia faltar, encontro onde tem parlamentares precisa ter debate. Durante a realização do Seminário Nacional de Políticas Públicas de Combate às Drogas, os deputados acreanos, dos blocos de situação e oposição trocaram farpas e protagonizaram episódios pitorescos, sobre o problema das drogas no Acre.

Quem puxou a discussão foi o deputado Major Rocha (PSDB), que aproveitou a presença de deputados federais de outros estados, e ilustrou o debate com a informação do governista, Walter Prado (PSDB), que só em Rio Branco haveria 2 mil bocas de fumo, com cada uma empregando cinco pessoas.

Para contrapor a afirmação de Rocha, o líder do PT, na Aleac, deputado Geraldo Pereira tentou desconstruir  a informação do parlamentar tucano, fazendo uma comparações curiosa do número de bocas de fumo, que de acordo com ele, poderiam ser representadas como grandes empresas, que precisam de um determinado número de clientes para se manter.

Segundo Pereira, cada uma das bocas de fumo, para sobreviver, necessitaria de 50 clientes ativos, sendo que o número de pontos de venda de drogas multiplicados pelo número de usuários poderia alcançar o número da população da capital, numa digna comparação de um gestor das finanças, que é o caso do deputado petista.

Ray Melo, da redação de ac24horas – [email protected]

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas