Conecte-se conosco
Fechar

Campanha reforça respeito a vagas para idosos e deficientes

Publicado

em

Idosos e pessoas com deficiência têm, por lei, direito a vagas preferenciais em áreas públicas, comerciais e espaços de lazer. As vagas existem, mas são comuns as situações de desrespeito. É para reverter essa situação que o Ministério Público do Estado do Acre (MPE), por meio da Promotoria de Defesa da Cidadania, em parceria com a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTRANS) e o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN), lançou nesta segunda-feira (12), as campanhas “Esta vaga não é sua nem por um minuto” e “Vagas destinada a idosos- Eu respeito”.

O lançamento aconteceu no auditório da Organização das Centrais de Atendimento (OCA), e contou com a presença da Procuradora-Geral Adjunta, Kátia Rejane Araújo, de autoridades do governo estadual e da Prefeitura de Rio Branco, além de representantes de movimentos sociais ligados à terceira idade e à juventude.

A campanha ganha as ruas a partir de agora, com folhetos educativos, faixas e adesivos para conscientizar a sociedade e garantir o direito de uso dessas vagas aos idosos e pessoas com deficiência. “A gente espera que essa campanha seja “comprada” pela sociedade. Vamos ajudar a garantir que esse direito seja respeitado”, disse o Superintendente da RBTRANS, Ricardo Torres.

Atualmente 5% das vagas em estacionamentos públicos e privados são destinadas aos idosos, e 2% delas, estão reservadas para quem tem algum problema de locomoção. O Código de Trânsito Brasileiro prevê multa, remoção do veículo e perda de ponto na carteira de quem estaciona nas vagas exclusivas.

Para o Promotor de Justiça, Rogério Voltollini Muñoz, a solução do problema não depende somente de medidas punitivas, mas principalmente, de uma sociedade mais solidária. “O Brasil está envelhecendo. Em 2050, metade da população brasileira será de idosos. Temos que pensar que um dia todos nós seremos idosos, teremos problemas para nos locomover e iremos precisar dessas vagas. Então, é hoje que devemos mudar essa sociedade”, enfatizou.

De acordo com informações da RBTRANS atualmente existem em Rio Branco 110 vagas destinadas para esse grupo. Para o secretário estadual de Direitos Humanos, Nilson Mourão, a campanha é fundamental porque resgata a dignidade de idosos e deficientes físicos. “Na sociedade ocidental, os idosos são deixados de lado, acabam sendo excluídos. Temos que nos educar para termos um trânsito mais respeitoso. Que a gente preserve esses espaços, principalmente numa cidade onde não há mais espaço para estacionar”, destacou.

O presidente do Conselho Estadual do Idoso, Ismael da Cunha Neto, ressaltou que existem no Acre 37 mil pessoas com 60 anos ou mais, e que a campanha chega em um bom momento. “O mais importante é a gente reconhecer que os idosos e seus direitos precisam ser respeitados. Espero que a sociedade abrace essa campanha”, finalizou.

Continuar lendo
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Entrar

Deixe uma resposta

Acre

Nova propaganda da Brastemp faz brincadeira com sumiço do “Menino do Acre”; veja o vídeo

Publicado

em

“Ô produção, cadê o Menino do Acre que tava aqui?”. Foi uma das citações feitas na nova propaganda da Brastemp em uma sátira aos memes da internet para homenagear a nova geração de produtos da marca.

A empresa usa seus antigos garotos-propagandas e estrelas virtuais como Glória Pires e Susana Vieira. O vídeo de pouco mais de dois minutos lançado ontem na rede tem milhares de visualizações e quase 80 mil curtidas na página da Brastemp no Facebook.

“Menino do Acre” é uma referência ao estudante acreano Bruno Borges que ficou conhecido após ter sumido em março deste ano e reaparecido cinco meses depois com supostas descobertas com bases esotéricas e filosóficas que lhe rendeu até a publicação de livros.

A cena da citação ao “Menino do Acre” mostra um sofá vazio e um parede cheia de símbolos, uma referência a parede do quarto da casa de Bruno Borges.

Continuar lendo

Acre

Homem pesca Jaú de 32 kg no Rio Acre, às margens da Gameleira, e imagem viraliza

Publicado

em

Dessa vez não é história de pescador. No último domingo, dia 15, o amante da pesca Arnaldo Júnior conseguiu fisgar um Jaú de 32kg no leito do Rio Acre, em Rio Branco. O peixe, que não se pesca por ali todos os dias, fez sucesso nas redes sociais e já foi “filado” pelos amigos de Arnaldo, que ajudaram na retirada.

“Essa não é a primeira vez. Foi um trabalho de equipe, então resolvi doar o peixe para o pessoal. Mas é um peixe que estava bem nutrido, bem sadio, a carne era muito boa. Eu fisguei, mas ele enroscou lá, aí o pessoal me ajudou a tirar. Foi bem na frente da bandeira, ali na Gameleira”, diz o pescador.

O que chama ainda mais atenção na pesca, é que não todo dia que se vê peixes tão grandes e bonitos pelo leito do rio. Com o grande volume de esgoto despejado no leito do rio, bem no Centro de Rio Branco, há quem acredite que já não é mais possível fisgar bons peixes no manancial.

No ano passado, em julho, o mesmo grupo de pescadores conseguiu pescar um outro Jaú com cerca de 100 kg. A curiosidade está fazendo muito sucesso nas redes sociais. E Arnaldo deixou claro que as pescarias vão continuar. “Um agradecimento especial aos dois mergulhadores que ajudaram, o Arnou e Antonio Carlos”, completa.

Continuar lendo

Acre

Diretor do Deracre rebate crítica e diz que Jonas Lima está fazendo politicagem

Publicado

em

O diretor-geral do Deracre, Cristovam Moura, rebateu a fala do deputado Jonas Lima, de que deveria deixar o cargo para fazer política. Moura se manifestou logo após a manifestação do deputado petista ser publicada no ac24horas.

“O deputado Jonas Lima está fazendo politicagem em cima de problemas pontuais que ocorrem devido às dificuldades financeiras do Estado. Estou todos os dias no Deracre e nos trechos com minha equipe trabalhando duro. Temos alcançado resultados mesmo num cenário de severa crise”, disse Moura.

Segundo o diretor do Deracre, o Acre teve perdas de R$ 300 milhões de repasses da União em média por ano, o que tem prejudicado todas as atividades do Estado.

“Veja a ironia. Ele diz que eu fico fazendo política, mas quem está preocupado em pedir votos é ele. Num momento como esse, precisamos de união para enfrentar os grandes desafios que se colocam à nossa frente, e não picuinhas”, finalizou.

Continuar lendo
Publicidade

Leia também

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.