Conecte-se agora

“O Zico do Acre”, reportagem da globo destaca atleta acriano

Publicado

em

O Plácido de Castro pode até não conseguir a classificação, mas já conseguiu se projetar no cenário esportivo como uma das equipes de maior garra no esporte. O Profissão Repórter de terça-feira, 6 de setembro, mostrou histórias de equipes de futebol que contam com pouquíssima estrutura, mas jogam com muita garra. Na Série D do Campeonato Brasileiro, as equipes trabalham em condições precárias e ainda assim alguns jogadores talentosos se destacam.

Edivaldo Neri da Silva, o Zico, divide o tempo entre os treinos e o trabalho de eletricista. O atual artilheiro do Plácido de Castro contabilizou dez gols no campeonato estadual deste ano. Na semi-final, foi o herói da partida: fez três gols contra o Atlético acreano, que entrou em campo como o favorito e saiu perdendo por 4×3. “Foi um dos momentos mais marcantes da minha carreira”, diz o craque.

Jogador profissional desde os 17 anos, atuou em outros times do Acre, como Atlético e sempre conciliou o futebol com outros trabalhos. Quase 20 anos em campo, já se acostumou a fazer grandes sacrifícios pelo esporte. Aos 19 anos, viajou de ônibus de Rio Branco para São Paulo para uma partida. Foram três dias e três noites na estrada. “Muitas vezes, a viagem é bem mais desgastante que a própria partida”, diz. Ganhou o apelido de Zico de um técnico que o achava parecido com o ídolo do flamengo e hoje é conhecido como o Zico do Acre.

Aos 36 anos, tem como grande objetivo levar o time a série C do campeonato brasileiro e nem pensa em aposentadoria. “Quando eu achar que não estou apto para jogar profissionalmente, vou parar. Mas, pelo menos por um, dois anos ou até mais, quero continuar”, diz Zico.

Veja matéria completa aqui

Anúncios
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Bombando

Newsletter

INSCREVER-SE

Quero receber por e-mail as últimas notícias mais importantes do ac24horas.com.

* indicates required

Mais lidas