Conecte-se agora

Aguardar para ver

Publicado

em

O PMDB deu ontem o grito que terá candidato próprio à PMRB. Mas, até dentro do partido há ceticismo de que o 15 volte para as ruas no próximo ano. Com razão. Nas últimas eleições majoritárias o PMDB ensaiou ter candidato, mas, acabou indicando o vice de outros partidos.

Só favorece
Com as candidaturas de Solange Pascoal (PMN), André Maia (PSDC?), e Tião da Emater (PMDB) à prefeitura de Senador Guiomard, fica facilitada a reeleição do prefeito James Gomes (PSDB).

Dedução simples
Num colégio eleitoral de um turno, várias candidaturas favorecem a quem está no poder.

Clima geral
O clima ontem na reunião do PMDB era o de candidatura própria á PMRB. O dirigente Armando Dantas descartou à coluna o PMDB e PSDB se juntarem já no primeiro turno.

Petecão indica
Sobre o candidato a vice na chapa do PMDB, Armando Dantas diz que caberá ao senador Sérgio Petecão (PSD) indicar este nome.

Leve desconfiança
Já o ex-deputado federal João Correia, que postula a indicação a prefeito pelo PMDB, se diz estar com a pulga atrás da orelha e com a desconfiança que o PMDB indique o vice do PSDB.

Fato a pensar
O ex-deputado Mazinho Serafim, que se filiou ontem no PMDB, diz que vai esperar a decisão da deputada Toinha Vieira (PSDB), se será ou não candidata a prefeita para ele se posicionar.

Todo indicativo
A deputada Toinha Vieira (PSDB) dá todos os indicativos de que não será candidata.

Posição tomada
A direção do PMDB decidiu que só pode ser candidato a vereador da Capital quem fizer o curso de práticas legislativas a ser ministrado na “Fundação Ulisses Guimarães”.

Eliane sinhazique
Quem se filiou ontem no PMDB foi a radialista Eliane Sinhazique, candidata a vereadora.

Fora de cogitação
Uma posição é unânime entre os dirigentes da FPA, a de sair com apenas um candidato à PMRB, para não correr o risco de ter vários candidatos e ficar fora do segundo turno.

Presença certa
Com apenas um candidato a prefeito a presença da FPA no segundo turno é certa.

 

Sem cheiro de povo
Sobre a candidatura a prefeita de Brasiléia, da empresária Marleuda Cavalcante, chega e-mail dizendo que, “embora ela seja um nome limpo é da elite e não tem o cheiro de povo”.

Candidato próprio
O PMDB terá candidato próprio a prefeito de Epitaciolândia, o empresário Torres, que já disputou o cargo e teve uma boa votação.

Fechado em copas
Pelo silêncio repentino do PV a conclusão é a de que não terá candidato próprio à PMRB, ou pelo menos, não se ouve uma palavra firme do deputado federal Henrique Afonso (PV).

Contrapartida no Juruá
Não indicando o candidato a prefeito de Rio Branco, cresce muito a chance do PCdoB emplacar o ex-vereador Zequinha (PCdoB) como candidato da FPA a prefeitura de Cruzeiro do Sul.

Tranquilamente
As conversas entre os dirigentes do PT e PCdoB podem bem evoluir para este quadro.

Avaliar e reavaliar
A direção do PT tem que avaliar e reavaliar o nome a ser colocado em discussão para disputar a PMRB. Em eleição majoritária o candidato não tem que ter nenhuma pendência na justiça. Se tiver e for candidato dará uma bandeira poderosa para a oposição na campanha. E o PT não está em posição de testar na eleição do próximo ano nomes que não passaram pelas urnas. Os tempos são outros. O PT tem nomes limpos como opção. Não pode pinçar quem não está nesta situação. Ou pode acabar pagando muito caro nas urnas.

Defensor maior
O tucano Tião Bocalon (PSDB) é quem mais defende que a oposição tenha mais de um candidato a prefeito da Capital e não faz um movimento a favor de um nome único.

Dois turnos
Levando em conta que a eleição na Capital é de dois turnos, ele não está errado.

Espera a mexida
O deputado Élson Santiago (PP) diz que vai esperar a mexida nas pedras da nova direção do PP. Caso confirme não apoiar o candidato da FPA à PMRB em 2012, então, ele pula fora.

Fora de hipótese
Santiago considera fora de hipótese não estar no mesmo palanque do governador Tião Viana.

Política e otimismo
O governador Tião Viana faz política, política e política, diariamente, e por isso se mostra convicto nas conversas sobre a eleição de que o PT continuará no comando da PMRB.

Quadro diferente
Quando se fala em eleição pouco se ouve que, 2012 será outro quadro. Uma coisa é a oposição ter enfrentado a FPA com o Binho Marques no comando, um gestor que não gostava de políticos e da política, a outra, é enfrentar Tião Viana, que é do ramo e sabe mexer as pedras.

 

 

Por Luis Carlos Moreira Jorge

Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Conectar

Deixe uma resposta

Blog do Crica

Governo rejeita recuo e vai para o voto 

Publicado

em

FOTO: SECOM-AC

O BLOG DO CRICA recebeu a informação de que o governador Gladson Cameli rejeitou a proposta feita pelos dirigentes do SINTEAC, para que o governo retirasse de pauta o projeto da PEC da Previdência estadual para todos os seus pontos serem rediscutidos, com um objetivo meramente protelatório, sem uma data para a reapresentação. É uma cópia das propostas feitas pelos deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PSB), que de todas as formas têm procurado torpedear a matéria. O líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), garantiu ontem que não há a menor possibilidade de se deixar de votar o projeto no próximo dia 26, já acordado com a base governista, e com a certeza de que será aprovado. Até lá, diz o parlamentar, continuarão as conversas com os sindicatos. E acrescentou ao BLOG que, o que há é muita fake news espalhada pelos deputados da oposição de que a PEC está tirando direitos da classe trabalhadora. “Mentira,” destacou Gerlen Diniz.

QUEREM HOLOFOTES

A base governista parece que acordou da letargia e seus deputados passaram ontem a sair em defesa do governo. O deputado Marcos Cavalcante (PTB), num discurso ríspido na ALEAC, acusou a oposição de criar entraves ao projeto apenas para aparecer na mídia e nada mais.

DISCURSO CANSATIVO

É papel da oposição, fazer oposição. Mas os discursos dos deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB) e Jenilson Lopes (PSB) estão ficando cansativos, repetitivos, a mesmice, como a que demonstrar que estão perdendo terreno em evitar a votação do projeto como era a meta.

ROMPIDOS DEFINITIVAMENTE

Durante este primeiro ano do governo ninguém foi um crítico mais duro até aqui do que o deputado Roberto Duarte (MDB), em dobradinha com PT e PCdoB. Até então, normal na política. Mas ontem caiu para o lado pessoal ao chamar o governador de “mentiroso.”

CONVERSA NA ELEIÇÃO

Uma das figuras mais importantes do governo reagiu ontem com calma ao ataque recebido pelo governador Gladson Cameli. “A nossa conversa com o Roberto será na eleição do próximo ano, para prefeito. O ataque não é novidade para nós, vindo de um aliado do PT e PCdoB”.

COMO UM MAGISTRADO

Impressionante, a calma do presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS), agindo sempre como um magistrado na mediação do diálogo entre governo e os sindicatos.

ÚNICO PORTO SEGURO

O vice-presidente Hamilton Mourão é o porto seguro de equilíbrio dentro do governo do presidente Jair Bolsonaro, longe de qualquer trapalhada. É justamente contra ele que Bolsonaro investe agora, dizendo ter se arrependido pela sua escolha de vice. Que loucura!

OPORTUNIDADE DO NOVO

A eleição para a prefeitura de Tarauacá será para se saber se mais uma vez as velhas caras da política local vão continuar se sucedendo no comando do município. Um nome que pode ser um diferencial para quebrar o ciclo de capitania hereditária é o da vereadora Janaína Furtado.

SEM ISSO NÃO DECOLA

Nenhum dos nomes lançados pelos PROGRESSISTAS para a prefeitura de Rio Branco possui densidade eleitoral. Se o governador Gladson Cameli quer de fato ter uma candidatura própria do partido em 2020, tem que começar a trabalhar o nome a partir de agora ou não decola.

JOGO PARA A PLATÉIA

Sem o envolvimento direto do governador em torno de um nome, não vejo campo para o PROGRESSISTAS ter uma candidatura própria para a prefeitura da capital no próximo ano.

OUTRO LADO DA NOTÍCIA

Sobre a presença do pré-candidato á PMRB, professor Minoru Kinpara, em visitas às salas de aulas, ele explicou ontem, que tem a honra de participar dos GIDEÕES, grupo internacional com 120 anos de existência, e que visa a distribuição gratuita da palavra de Deus (Bíblia) em locais públicos. Fica feito o devido registro do outro lado da notícia.

CAMINHAR ALIADO

O novo secretário de Agricultura, Edivan Maciel, teve ontem sua primeira agenda na secretaria do Meio Ambiente. O estreitamento das relações entre os órgãos, segundo o secretário Israel Milani, é necessário para buscarem o desenvolvimento econômico através do agronegócio.

NÃO PODE SER AVALIADO

O Coronel Ulisses Araújo não pode ser avaliado ainda no comando da PM, porque seria incoerência com quem assumiu agora. Mas, no devido tempo o seu trabalho será observado, e cobrado de todas as promessas de reduzir os índices da violência, principalmente, na capital.

APOIO NÃO ESTÁ FALTANDO

Os PMS não andam mais a paisana por falta de fardamento como no governo passado, ganharam novas armas, equipamentos de proteção, e estarão recebendo 120 novas viaturas. Não será por falta de condições que se deixará de dar uma maior proteção à população.

NÃO MENTIU

O deputado Daniel Zen (PT) não mentiu ao falar sobre os componentes que levaram a Previdência estadual ao vermelho, citando as dez mil contratações pela janela, a maioria no governo Nabor Júnior. A imprensa registrou à época que o então deputado Manoel Machado (MDB), costumava entrar na secretaria de Administração, com caixas cheias de documentos de afilhados para contratação. Foi um episódio que registrei na minha coluna no O RIO BRANCO.

FOI POLITICAGEM?

A saída do Coronel Ezequiel Bino do comando da PM foi politicagem? O vereador N. Lima, que é da reserva da PM, disse que sim ontem, na Câmara Municipal de Rio Branco. A posse do Coronel Ulisses Araújo no cargo foi criticada pela oposição e situação naquela casa. 

SOPA NO MEL

Até aqui quatro nomes já foram citados como possíveis candidatos de oposição ao prefeito Tião Flores, em Epitaciolândia. Num município pequeno; para um prefeito, quanto mais adversários da oposição tiver na eleição melhor, porque os votos pulverizam. É a sopa no mel.

FICOU SEM SAÍDA

Ou o governador Gladson Cameli vota logo este projeto da Previdência dia 26, sem recuo, ou então vai dar a orquestra para os deputados de oposição festejarem sua capitulação política.

PUXA A CANDIDATURA

Numa disputa pela prefeitura é essencial ao candidato ter de largada uma forte chapa de candidatos a vereadores, que são os que vão brigar pelos votos nos bairros. E neste quesito o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim, está bem: tem chapa fortíssima a vereador. 

CUNHO SOCIAL

O projeto do deputado Cadmiel Bonfim (PSDB) que beneficia doentes renais crônicos, aprovado na ALEAC, tem um cunho social louvável. Beneficia os doentes renais crônicos e transplantados, enquadrando-os como portadores de deficiência. Muito bem pensado.

MUDAR TODOS

O mais querido do Acre, Rio Branco Futebol Clube, vai escolher hoje os seus novos dirigentes. Quem ganhar vai pegar um clube falido, com dívidas, tendo que começar do zero. Para se pensar em soerguimento não pode deixar ninguém da direção passada em posto de comando.

O ENIGMÁTICO

O deputado Tchê (PDT) falou, falou, mas não revelou como votará no dia 26, quando estará na pauta da ALEAC o projeto da Previdência estadual. Sobre o assunto, foi enigmático: “vou votar de acordo com minha consciência e com a linha do partido”. Dica de quem votará contra.

A HISTÓRIA REGISTRA

A maioria das grandes chacinas da humanidade aconteceu tendo como componente principal o radicalismo religioso. Por isso, fico sempre com um pé atrás com os que radicalizam a fé. 

SEM NOME

A oposição ainda não definiu um nome para enfrentar a prefeita Fernanda Hassem (PT), no próximo ano. Para o emedebista Francisco Moreira, um nome que uniria toda a oposição seria o da ex-deputada Leila Galvão (PT), que já foi filiada ao PSDB. Acho improvável que ela aceite.

FESTA DA PICANHA

Os grandes pecuaristas estão em festa com a redução quase que total do imposto para a venda de boi para Rondônia. Pode ter como conseqüência, o aumento do preço da carne.

RAME-RAME

Enquanto o governador Gladson Cameli e a prefeita Socorro Neri não se posicionarem oficialmente no jogo sucessório, ficará este rame-rame. São os dois maiores eleitores da disputa pela prefeitura da capital em 2020. Quem é o candidato do Gladson? A Socorro disputará a reeleição? São perguntas que precisam ser respondidas para começar o jogo.

FRASE DO DIA

“Nada mais cretino e mais cretinizante do que a paixão política. É a única paixão sem grandeza, a única que é capaz de imbecilizar o homem”. Nelson Rodrigues, dramaturgo e jornalista.

 

Continuar lendo

Blog do Crica

Caminhando contra o vento, sem lenço e sem documento

Publicado

em

FOTO: Sérgio Vale

O refrão acima de uma canção do cantor Caetano Veloso serve muito bem para ilustrar o que é hoje a majoritária base do governador Gladson Cameli, na Assembleia Legislativa: sem um norte político. Majoritária, apenas no número de parlamentares, porque na prática é um conglomerado de omissões. Para falar a verdade, a defesa do governo, que era para ser feita pelos dezessete deputados que em tese são governistas, ficou limitada somente à voz do líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), que tem de defender o governo da diminuta oposição, mais aguerrida e sempre presente na tribuna, com os deputados Edvaldo Magalhães (PCdoB), Jenilson Lopes (PSB) e Daniel Zen (PT). O que era para ser um massacre da maioria, por ironia do destino passa a ser um massacre da minoria. Comandante fraco, exército fraco, diz o velho ditado. O Gladson tem sido fraco no comando da sua base. Dá o bônus, mas não cobra o ônus. E a coisa vai rolando ao Deus dará, e o seu governo apanhando sem uma defesa coletiva. O que está acontecendo também é que o Gladson não sabe usar o poder. Todos os deputados da base lotaram as secretarias do governo de afilhados em cargos de confiança. Mas na hora em que o governo precisa aprovar um projeto polêmico, pelo qual passa o futuro financeiro do Estado, some quase todo mundo. Ficam o presidente da ALEAC, deputado Nicolau Junior (PROGRESSISTAS) na presidência, buscando o diálogo para o caldo não azedar de vez com a oposição, com os sindicatos adversários; e o deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), se virando só na defesa do governo, como no caso do projeto da Previdência estadual. E nesta historieta invertido, a diminuta oposição acaba sendo a protagonista.

PODE IR SE PREPARANDO

O governador Gladson disse ontem em Cruzeiro do Sul de que tem 99% de certeza que decretará estado de calamidade financeira. Isso porque deve estar jogando com a possibilidade da não aprovação do projeto da Previdência estadual. Com essa sua base!

NÃO CONFUNDA ALHO COM BUGALHO

Pode alguém argumentar que acaba de ser aprovado mais um pedido de empréstimo do governo na ALEAC pelos deputados da base. Não confundir alho com bugalho. Não era um projeto polêmico, tanto é assim que até os deputados da oposição votaram a favor.

FIM DA PICADA

O líder do governo, deputado Gerlen Diniz (PROGRESSISTAS), de tão isolado protagonizou uma cena cômica, com o deputado Daniel Zen (PT) chegando a apelar de forma irônica para os deputados da base que ajudem o seu líder, nos debates sobre a PEC da Previdência.

ENGANADOS COM A COR DA CHITA

E não venham debitar à imprensa o destaque da oposição nesta guerra da PEC da Previdência. Quem tem de defender o governo é a base e os jornalistas em cargos de confiança. Certo? 

JOGANDO COM A FALÁCIA

O projeto da Previdência estadual que vai ser votado no dia 26, não é o texto original, que na hora dos debates sempre é mostrado pelos deputados da oposição; este texto sofreu várias modificações nas conversas com os sindicatos, mas a falácia acaba virando verdade na mídia.

ISSO É DA MAIOR CANALHICE

É da maior canalhice deputado querer ficar acusando o chefe do gabinete civil, Ribamar Trindade, por este impasse na votação da PEC da Previdência Estadual. É um escudo de alguns para justificar a covardia de não ter um lado político. Quem vota é o deputado e não ele, ora!

TEM QUE TER LADO

Na política tem que ter lado. Um político que não tem posição, ele acaba ficando muito mal no fim do filme. Ficar criticando a oposição de radicalismo? Quanta asneira! Foram eleitos para contrapor ao governo e é o que estão fazendo na ALEAC. O erro está na omissão da maioria e não na ação da minoria. Não adianta querer inverter a pirâmide de responsabilidades.

VIROU UMA COISA DE LOUCO

É tudo louco! Muito louco! O secretário de Articulação Política é hoje também o secretário de Saúde. O que acontece é que o super secretário Alysson Bestene acaba por não fazer bem nem uma coisa e nem outra. Se alguém consegue entender isso, me diga; pois, em não consigo.

AQUI MANDO EU

Deu o maior bafão ontem na porta do Palácio Rio Branco entre o militante Silvio Santos; um dos mais aguerridos defensores do governador Gladson Cameli na rede social, e o assessor Rutemberg Crispim. Na base do aqui mando eu, Rutemberg barrou a entrada do Silvio Santos.

ACABOU NA REDE SOCIAL

A confusão acabou na rede social, com Silvio Santos se lamentando e lembrando as ligações do assessor Rutemberg Crispim com os governos petistas. Vocês do poder, que se entendam.

VAMOS VER NA PRÁTICA

O novo secretário de Agricultura, Edivan Maciel, nomeado ontem, tem um bom currículo. Suas ligações são com os pecuaristas e é uma indicação da deputada federal Mara Rocha (PSDB). Vamos se ele é bom na prática, como na teoria, o inferno está cheio de bens intencionados.

NAS MÃOS DO GOVERNADOR

O secretário da SEINFRA, Thiago Caetano, diz que o foco é concluir obras do PT como a UPA de Cruzeiro do Sul, INTO e Hospital de Brasiléia. Sobre disputar a PMRB, ainda vai conversar com o governador.

PERDEU A HEGEMONIA

Quando é no contato com a população o governador Gladson Cameli ainda consegue uma boa aceitação, mas a guerra da rede social vem perdendo feio, território que ele dominou na campanha eleitoral. E não é bom em tempo de mídias sociais, ficar sendo uma pauta negativa.

ISSO PODE, MPE?

Chega a informação de que o declarado candidato a prefeito da capital, Minoru Kinpara (PSDB), com a desculpa de dar Bíblias, tem feito visitas e conversado com alunos em salas de aula; no horário escolar,  Por certo, com aval do secretário Mauro Sérgio. Isso pode, MPE? 

RAZÕES DO MAGALHÃES

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) tem a explicação porque o projeto da PEC da Previdência não foi votado e fica sendo empurrado de data na ALEAC. Diz que, os deputados Luiz Gonzaga (PSDB), Cadmiel Bonfim (PSDB), Neném Almeida (sem partido) Luiz Tchê (PDT, têm se negado a votar a favor. E ainda não querem que a oposição faça a festa?

A PRIORIDADE É OUTRA

Nada contra que venha a ligação do Brasil com o Peru via Cruzeiro do Sul-Pucallpa. Mas os nossos deputados e senadores deveriam estar mais preocupados com o alto índice de desemprego no Estado, com a violência e o ineficiente sistema estadual de saúde. Ou não?

FAZER O BÁSICO

O governo e seus políticos têm de fazer o básico e não se dedicar a obras ao longo prazo.

CORTARAM O BICO DOS TUCANOS

O bico dos tucanos foi cortado em Senador Guiomard, com a ida do ex-prefeito Celso Ribeiro para o MDB. O vice-governador Major Rocha já tinha anunciado para disputar a prefeitura do município a chapa Branca Menezes prefeita e Celso Ribeiro de vice.

QUEM PARIU MATEUS….

O governador Gladson Cameli não tem que ficar se lamentando da oposição. O seu governo está lotado de figuras protagonistas nos governos do PT em cargos chaves, e não se ouve a voz de nenhum deles na sua defesa. Por isso, é a velha história: quem pariu Mateus, que embale!

ESPERAR PARA VER

Essa história de que o partido do governador terá candidato próprio a prefeito de Rio Branco, somente depois que eu ver o santo no andor. Até porque os nomes citados até aqui, nenhum tem densidade eleitoral na capital. Para ter, o governo teria que trabalhar agora este nome.

QUEBROU O DISCURSO

A soltura do ex-presidente Lula quebrou o único discurso que o PT tinha: “Lula Livre”!

QUERO O MEU PEDAÇO

Conversei ontem na ALEAC com um membro da tendência majoritária do PT, a Democracia Radical, que referendou o que disse El Brujo do PT, Nepomuceno Carioca, de que o partido terá candidato próprio à prefeitura de Rio Branco: “a sua posição é majoritária no PT”.

SEM CANDIDATOS

A IBB do Bosque, que já elegeu deputado federal e deputado estadual  por decisão de sua cúpula, na eleição do próximo ano não terá nenhum candidato a vereador ou a prefeito chancelados pela igreja, cuja a direção maior é do Pastor Agostinho Gonçalves.

FRASE DO DIA

“Nossa glória não está em nunca cair, mas em levantar após cada queda”. Confúcio

Continuar lendo
Propaganda

Leia Também

Mais lidas

Copyright © 2019 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.