Conecte-se conosco
Fechar

Enrolado na Lava Jato, Romero Jucá abona ficha de filiação de Márcio Bittar no PMDB e ataca Janot

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas

Publicado

em

Depois de percorrer 21 municípios do Acre, o PMDB encerrou na noite de sexta-feira (15), no auditório da Livraria Paim, na cidade de Rio Branco, a caravana que oficializou a filiação de Márcio Bittar e lançou sua pré-candidatura ao Senado, evento que contou com a participação de lideranças peemedebistas de todo o Estado, além de representantes de legendas que integram o bloco de oposição.

O presidente nacional da legenda, o senador Romero Jucá (PMDB-RR), um dos políticos que está no olho do furacão das acusações de corrupção na Operação Lava Jato, abonou a ficha de filiação do dissidente tucano Márcio Bittar, que após passar pelo PPS e PSDB retorna ao pelo qual se elegeu deputado estadual e na eleição seguinte foi eleito deputado federal, trocando o PMDB pelo PPS.

Bittar disse que não se arrepende de nada do que fez na carreira política. Ele revela que tem um carinho especial pelo PPS e PSDB, “mas me sinto hoje como o filho pródigo. Estou voltando para minha casa. Como todo jovem achava que poderia mudar mundo sozinho, saí do PMDB, percorri vários caminhos e o PMDB sempre me tratou bem. É um privilégio ser recebido de volta”.

Romero Jucá Acredita que, “a vinda do márcio reforça o PMDB nacional, que se chamará MDB e reforça também uma frente de reconstrução do Acre. O Márcio vem para compor uma chapa majoritária com o senador Gladson Cameli, com o senador Petecão. Portanto, é sem dúvida nenhuma, uma aquisição importante para o PMDB e esse é um momento muito importante para a história do Acre”

Questionado pelas novas denúncias que ameaçam mais uma vez derrubar o governo Temer, Jucá disse que a denúncia de Rodrigo Janot não tem fundamento. “base para sair da denúncia tem, o que não tem base é a denúncia. O Rodrigo Janot mais uma vez comete uma irresponsabilidade. Ele está se despedindo de forma melancólica, com vários escândalos explodindo de todos os lados”.

Apesar das novas denúncias, o senador peemedebista destaca que o seu partido está preparado para enfrentar qualquer tipo de denúncia. Ele ironizou ainda a atuação do procurador Rodrigo Janot. “Ele atira flechas para todo lado, mas sem nenhuma pontaria, nós vamos continuar governando. O presidente Temer e o PMDB estão preparados para enfrentar qualquer denúncia”, ressalta.

O presidente regional do PMDB, o deputado federal Flaviano Melo exaltou o partido como o maior do Acre. De acordo com ele, os números nas últimas eleições comprovam que a legenda cresceu em todo o Estado, elegendo o maior número de prefeitos e vereadores. “O Márcio está voltando no momento certo. O PMDB é o único partido com presença em todos os municípios do Acre”.

O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB) pediu que os demais líderes partidários oposicionistas refletissem e deixassem os projetos pessoais em segundo plano. “Eu abri mão de minha pré-candidatura ao Senado porque acredito que todos somos responsáveis por um projeto de renovação que coloque o Acre no verdadeiro caminho do desenvolvimento”.

O evento contou com ainda com a participação dos deputados federal Jéssica Sales (PMDB) e Alan Rick (DEM), os senadores Gladson Cameli (PP) e Sérgio Petecão (PSD).

Salvar

Salvar

Continuar lendo

Destaque 2

MPAC entrega novas instalações das Promotorias de Sena Madureira

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

Sebastião Viana vai aproveitar agenda no BNDES no Rio de Janeiro para ir ao Rock in Rio nesta sexta

Publicado

em

Continuar lendo

Destaque 2

TCE multa o ex-secretário de Desenvolvimento Social Antonio Torres e notifica Gabriel Gelpke

Publicado

em

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.

[fvplayer src="http://cdn1.ac24horas.com/wp-content/uploads/2017/09/POPSHOW_GUSTAVO_LIMA.mp4" autoplay="true" preroll="no" postroll="no" data-volume=0.03]