Rio Branco, Acre, 10 de agosto de 2017

Marcus Alexandre intensifica viagens ao interior de olho em 2018

Nelson Liano Jr. 10/08/2017 09:54:29

Parece que a cena de cinema da FPA que colocou quatro nomes para o debate da disputa ao Governo em 2018 chegou ao fim. As atenções se voltam agora para a divulgação no interior do Estado daquele que deverá ser o candidato da coligação capitaneada pelo PT, o prefeito de Rio Branco Marcus Alexandre (PT). Neste final de semana haverá uma intensa movimentação no Alto Acre de palestras e encontros com lideranças políticas de uma comitiva petista que terá como estrelas principais Marcus, o senador Jorge Viana (PT) e o presidente da ALEAC, deputado estadual Ney Amorim (PT), todos prováveis pré-candidatos ao Governo e ao Senado. Um dos principais articuladores dos eventos na região da fronteira é o deputado estadual Manoel Moraes (PSB). Haverá várias atividades em Xapuri, Epitaciolândia e Brasiléia. Marcus Alexandre deverá fazer palestras sobre gestão para secretários municipais e assessores nesses municípios do Alto Acre. Segundo o que me contou o deputado do PSB a intenção é mostrar o conhecimento do prefeito da Capital sobre administração pública. Assim agendas técnicas e políticas estarão juntas e misturadas. O PSB terá reuniões políticas paralelas e está programado um grande encontro da FPA, no sábado, em Epitaciolândia sob a batuta do prefeito Tião Flores (PSB). Parafraseando a frase histórica da Revolução Acreana: “Isso não é festa, é pré-campanha mesmo”.

Cacife
O deputado Manoel Moraes se tornou uma das principais lideranças do PSB no Acre. Tem um jeito meio “mineiro” de fazer política, mas é eficiente. “Quietinho” colocou a sua esposa Maria Auxiliadora (PSB) de vice prefeita em Xapuri e indicou o genro secretário de saúde. E tem um bom relacionamento com Tião Flores de Epitaciolândia. Deverá ser um dos coordenadores da campanha majoritária da FPA no Alto Acre e não deve ter dificuldades para se reeleger deputado estadual.

Ainda no jogo
O PSB não esconde que pretende apresentar o nome do deputado federal César Messias (PSB) como vice de Marcus para 2018. O plano B poderá ser a ex-candidata à prefeitura de Cruzeiro do Sul, a delegada Carla Ivani (PSB). Mas Moraes me disse que o PSB poderá fazer convite a uma terceira liderança política do Juruá importante para fazer o papel de vice, como plano C. Quem será?

De cara no muro
O ex-deputado federal Henrique Afonso recém se filiou ao PSL que entrou em crise existencial por não poder mais fazer alianças com o PT. O presidente no Acre, Pedro Longo, já avisou que mudará de partido. E Henrique irá para onde?

De galho em galho
Não entendi porque o Henrique saiu do PSDB. Tinha toda a confiança e apoio do deputado federal Major Rocha (PSDB). A certeza de que seria o principal candidato a deputado federal dos tucanos. Henrique já mudou cinco vezes de partido o que não é muito bom para a sua imagem pública.

Quieto onde está
Conversei esses dias com o deputado estadual Luiz Gonzaga (PSDB) sobre a possibilidade de ser candidato a federal. Nessa altura, opção descartada. Na verdade, Gonzaguinha nunca esteve muito animado para concorrer a uma vaga na Câmara. Sempre preferiu concorrer à reeleição.

Questão de lógica
Acredito que quem vai indicar o candidato a vice do senador Gladson Cameli (PP) na disputa ao Governo será o PSDB. A tendência é Rocha disputar a reeleição. Com a provável aprovação do “Distritão” deverá ser candidato único da legenda.

Unidos e separados
A oposição terá uma disputa interna interessante pelos votos do Senado. Rocha deve se unir com o senador Sérgio Petecão (PSD). Por outro lado, Márcio Bittar (PMDB) terá o apoio no Juruá do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB). Façam as suas apostas.

A história se repete
Também na FPA vamos ver Ney Amorim e Jorge Viana numa conversa de união pra “inglês ver”. Na hora da corrida pelos votos cada um para o seu lado. Não acredito que Ney ficará subserviente ao Jorge, como o Edvaldo Magalhães (PC do B) em 2010. A disputa interna por apoios será intensa.

Chances pequenas
Realmente não acredito que o deputado federal Alan Rick (DEM) tenha chances de ser o vice na chapa principal da oposição. O seu perfil não se encaixa naquele que ouço dizer nos bastidores que deverá ser escolhido. Nesse caso, ser jovem atrapalha.

De braços dado
O deputado federal Flaviano Melo (PMDB) presidente da legenda no Acre vai peregrinar pelo interior apresentando Márcio Bittar (PMDB) aos diretórios do partido. A candidatura do ex-tucano ao Senado pela oposição está mais consolidada do que parece.

Sumido
O vereador da Capital, Emerson Jarude (PSL) começou bem o seu mandato. Postura independente e participando dos debates mais polêmicos sobre Rio Branco. Não sei o que aconteceu que deu uma “sumida”.

Esbanjando beleza
A publicitária Charlene Lima (PTB) está organizando o PTB em todo o Acre. Ao mesmo tempo que incrementa a sua candidatura a deputada estadual. Esses dias se alinhou com o Sindicato da Beleza do Acre que tem mais de seis mil cabelereiras, esteticistas e maquiadoras filiadas. Vai juntando simpatizantes para entrar na disputa com cacife.


[yottie id="1"]


Veja Também


Ac24Horas – Portal de notícias do Acre

Marcus Alexandre intensifica viagens ao interior de olho em 2018