Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 19 de junho de 2017

Justiça decide que ex-tenente que matou sargento da PM será internado por 3 anos

Da redação ac24horas 19/06/2017 12:27:16

O ex-subtenente Adelmo José dos Santos, de 50 anos, que matou o sargento Paulo Andrade, de 44 anos, dentro do Comando Geral da Polícia Militar do Acre (PM-AC), em 24 de novembro do ano passado, ficará internado durante três anos com acompanhamento psicológico. Foi o que ficou decidido após juri popular na manhã desta segunda-feira, 19.

A versão apresentada pelo advogado de defesa Tibiriçá Thompson, de que o acusado sofre com transtorno bipolar e dependência química, foi aceita pelo juri.

LEIA MAIS
Subtenente mata sargento com tiros nas costas na sede do Comando Geral da PM

Por causa disso houve o entendimento de que o ex-PM não tem condições de responder pelo crime.

Entenda o caso

Consta nos autos que o crime ocorreu após uma pequena discussão dentro das dependências do Comando Geral da Polícia Militar, no dia 24 de novembro de 2016.

A vítima, sargento Paulo Andrade, ao chegar ao local de serviço teria questionado a cerca do atraso do então subtenente Adelmo que, de forma exaltada, teria o desrespeitado.

Com isso, o sargento o respondeu que lhe daria voz de prisão caso ele não assumisse o serviço. Não aceitando a ordem, o acusado o atingiu com um tiro nas costas.

Cinco meses após a ocorrência do crime, Adelmo dos Santos foi expulso da corporação, conforme a portaria publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). Ele, que estava na reserva, havia sido convocado para o corpo de policiais voluntários e estava lotado no 1º Batalhão da Polícia Militar.




Veja Também