Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 17 de junho de 2017

Servidores da prefeitura de Rio Branco vão paralisar atividades na terça-feira, dia 20

Régis Paiva 17/06/2017 13:09:26

Os servidores municipais de Rio Branco cansaram de esperar uma resposta por parte do prefeito Marcus Alexandre e começam a radicalizar a luta pela recomposição salarial. A gota d’água, segundo o comando sindical, foi a suposta negociação de aumento de 70% dado pelo prefeito para os 60 fiscais de tributos da cidade, enquanto os demais 4 mil servidores não têm um centavo de recomposição salarial.

Conforme se lê no documento de convocação dos sindicatos, há meses os sindicatos que compõem o comando de negociação tentam fechar uma negociação com a prefeitura de Rio Branco para repor as perdas salariais.
Mesmo depois de várias tentativas o prefeito Marcus Alexandre não encaminhou uma proposta oficial para a mesa de debates ou sequer respondeu às propostas enviadas. As esquivas por parte do gestor não mais estão sendo aceitas pelos servidores.

Por conta disso, o comando sindical convocou todos os servidores diretos e indiretos (Emurb, Saerb, RBTrans, Fundação Garibaldi Brasil e RBPrev) para participarem de uma paralisação no dia 20 de junho (terça-feira) em frente à sede da prefeitura.

Segundo os sindicatos que compõem o comando único, já são cinco categorias com salários abaixo do mínimo legal e todas as demais com anos sem qualquer tipo de reposição.

O que revoltou mais os servidores foi o aumento para os fiscais de tributos em um momento onde o prefeito diz estar cortando despesas. Marcus Alexandre enviou um projeto para a Câmara de Vereadores concedendo um aumento de 70% para os 60 fiscais de tributos, enquanto o restante dos 4000 servidores não têm sequer resposta aos seus pedidos.

Caso não haja uma resposta coerente por parte do executivo municipal, os servidores podem partir para uma radicalização e pararem as atividades por tempo indeterminado nos próximos dias.

O comando único é composto pelos seguintes sindicatos: Sintesac, Assermurb, Simproacre, Urbanitários, Sintae, Sindifac, Sintraterra e Spate.

O ac24horas procurou a assessoria de comunicação da prefeitura de Rio Branco para comentar o assunto, mas não obteve resposta.

O presidente do Sindicato dos fiscais, Wilson Madeira Carvalho, afirmou a reportagem que sua categoria não recebeu nenhum aumento e que ele iria procurar o prefeito para esclarecer esse assunto levantado pelos demais sindicatos. “Não foi publicado no Diário Oficial. Infelizmente não existe nenhum tipo de negociação sobre esse assunto. Esse beneficio não existe”.




Veja Também