Rio Branco, Acre, 2 de junho de 2017

Zen vira meta principal para eleição de 2018

Luis Carlos Moreira Jorge 02/06/2017 06:28:34

Nem Nazaré Araújo, nem Emylson Farias, o nome que a cúpula do PT decidiu trabalhar para tentar decolar o seu nome para ser candidato a governador é o do deputado Daniel Zen (PT) que, é o líder do governo na ALEAC e da mais extrema confiança do governador Tião Viana. A informação foi colhida ontem pela coluna numa conversa com uma das figuras que integra o colégio de cardeais do PT. Todas as ações daqui em diante estarão voltadas para embalar a candidatura de Zen. Perguntei como ficaria o prefeito Marcus Alexandre nesta equação política, e o petista respondeu com fina ironia: “o candidato será o Zen”. O fato de ter uma postura independente, tocar a prefeitura num estilo descolado administrativamente do governo, nunca agradou setores importantes do PT. E por isso o laboratório por um novo nome. Marcus só será procurado sem nenhum nome do PT não se mostrar viável nas pesquisas. Uma espécie de reserva de luxo, que só é chamado a jogar no último caso.

Nada de federal
O ex-prefeito Tião Bocalon (DEM) negou que queira ser candidato a deputado federal ou a deputado estadual: “meu foco é disputar o Senado”. E nada mais disse e nem lhe foi perguntado. Bocalon é um dos quatro nomes até aqui postos pela oposição para senador.

Providências tomadas
O presidente do DEPASA, Edvaldo Magalhães, sobre críticas ao programa “Ruas do Povo”, garante que todos os empresários que fizeram serviços mal feitos foram notificados. Tiveram ações ajuizadas, com pedido de devolução de recursos e bloqueio do patrimônio. Fez o certo.

Um quadro terrível
3 meses sem receber bolsas de estudos, falta de segurança, traficantes vendendo drogas na quadra, ausência da PM, professores ameaçados de morte, inexistência de material audiovisual,  bibliotecas sem acervo, professores e funcionários de apoio aterrorizados e falta de apoio da secretaria de Educação O secretário Marcos Brandão não aparece, só manda representantes para fazer cobranças Este foi o quadro das escolas em tempo integral, traçado ontem por professores à comissão de Educação na ALEAC. Pergunta: será que todos estavam mentindo? Acho que não! Parece que implantaram o programa apressadamente.

Faltando diálogo
O projeto escola integral é o ideal, mas desde que funcione, não nos moldes como os professores denunciaram. O projeto que garante o pagamento das bolsas atrasadas ficou de ser votado na próxima terça-feira sem uma ampla discussão com os professores, na tora.

Pegou mal
O momento era de uma solenidade. Não era uma sessão ordinária. Por isso pegou mal o ataque na tribuna da ALEAC desferido pela deputada Eliane Sinhasique ao governo e prefeitura. Pode falar o que falou até em triplo, mas no decorrer das sessões normais ou, diariamente, se assim entender.

Sessão interessante
Na próxima terça-feira teremos uma sessão interessante na Câmara Municipal de Rio Branco, com o depoimento e questionamentos dos empresários dos transportes coletivos sobre os contratos com a PMRB. Os vereadores da oposição têm sido muito atuantes nesta CPI.

Candidatura sacramentada
O deputado Luiz Gonzaga (PSDB) diz que a candidatura do deputado federal Major Rocha (PSDB) está sacramentada para o Senado. Será o candidato único do PSDB, previu ontem.

Pelo visto cumpre o mandato
Pelo andar da carruagem o presidente Temer vai permanecer no mandato até 2018, quando então teremos eleições gerais. Foi desmentido na gravação, não há nenhuma passagem em que pede que comprem o silencio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB).

Se antecipando à crise
Ninguém compra nada, não se contrata ninguém, enfim, portas financeiras fechadas na prefeitura de Rio Branco para fazer frente à crise econômica. Contenção de gastos total.

UBER
Vai haver a natural reação dos taxistas, mas a implantação do sistema de transportes UBER, em Rio Branco, será questão de tempo. Dificilmente a lei que o legaliza não será aprovada no Congresso. Ninguém pode remar contra a correnteza da modernidade.

Nada anda
Enquanto perdurar este impasse da votação do processo do TSE que pode cassar a chapa Dilma-Temer nada anda nos ministérios, é o que dizem parlamentares federais do Acre.

Fazer oposição
A ex-vice-prefeita Branca Menezes (PSDB) só vai viabilizar a sua candidatura a deputada estadual se partir para uma oposição ao prefeito André Maia, não há outro caminho possível. Em cima do muro não chegará a lugar algum. Quem é oposição tem de marcar terreno.

Perfeitamente normal
Num almoço ontem com jornalistas que cobrem os trabalhas da ALEAC, o deputado Ney Amorim (PT) vê como perfeitamente normal o partido eleger dois senadores. Não acredita que a oposição sairá com apenas duas candidaturas a senador. Enquanto isso, ele faz campanha.

Violência nas escolas
Por qual razão a PM não coloca um sistema que dê segurança permanente aos professores e alunos nas escolas, onde traficantes estão vendendo drogas de forma cínica e aberta? O que foi denunciado ontem pelos professores das escolas em tempo integral é da maior gravidade.

Vou aguardar
Não falo mais na rodovia 364, vamos aguardar para ver se o DNIT vai aproveitar o verão para fazer uma recuperação de vergonha nos trechos críticos entre Rio Branco-Cruzeiro do Sul. Depois do verão não haverá desculpas ou contemporização se o serviço não for realizado.

Piada da semana
Fica por conta de um vereador de Tarauacá que descobriu uma fórmula da prefeita Marilete Vitorino tapar os buracos das ruas de Tarauacá: plantar bananeiras nas crateras. Como os buracos são tantos, em breve Tarauacá deverá se transformar num imenso bananal.

Falta jogo político
Um petista assim definiu a escolha pelo governador Tião Viana da  Chefe de Gabinete, Márcia Regina, para suplente na chapa do candidato ao Senado, deputado Ney Amorim: “é uma burocrata muito competente, mas não tem o mínimo de cintura política”.

Só muita conversa
Não esperem que a oposição defina alguma coisa sobre as suas candidaturas ao Senado este ano, isso somente deve acontecer para o meado do próximo ano. 2017 será só de muita conversa e nenhuma solução.

Belo quadro
Ganha o DEM com a entrada do médico Carlos Beirute, uma figura respeitável, já foi vereador, e que poderá somar muito na chapa a ser lançada para a Assembléia Legislativa. O DEM estará recebendo em breve o deputado federal Alan Rick. DEM e PSDB estarão coligados para 2018.

Morto por antecedência
O ex-deputado Jamil Asfury (PEN), candidato a deputado federal, pense duas vezes onde vai amarrar o seu barco. Se for para “chapão” do PT está morto. Errar duas vezes vira burrice.

Tudo muito simples
O PT simplesmente distribui todo o peso da máquina do governo entre os seus candidatos a deputado federal. Os aliados que busquem os seus recursos. Sempre foi e sempre será assim.

Maior base política
Dos candidatos a deputado estadual que são secretários estaduais, Gemil Junior, da Saúde, é quem tem uma base política mais sólida: é o candidato oficial da Igreja Batista do Bosque, além de tirar, naturalmente, muitos votos na secretaria de Saúde. É um nome para disputar.

Uma cena lamentável
Na sessão solene de ontem para homenagear os engenheiros aconteceu uma cena lamentável na ALEAC, com seguranças da casa usando da mais extrema violência contra uma pessoa humilde, na frente da sua mulher grávida e os dois filhos, porque ousou bater no vidro do plenário para chamar atenção do prefeito Marcus Alexandre.  Ato repudiado por todos os presentes. O presidente Ney Amorim disse aos jornalistas que também repudiava o que ocorreu e que teve uma conversa com os seguranças condenando o ato. O cidadão na verdade queria uma autorização no arraial para colocar uma banquinha de pesca para ganhar alguns trocados. Não agrediu ninguém. Não danificou nenhum bem público. Pedia trabalho. Marcus Alexandre deixou a solenidade, atendeu o rapaz, e solucionou o pedido. Tudo muito simples!

 


[yottie id="1"]


Veja Também


Ac24Horas – Portal de notícias do Acre

Zen vira meta principal para eleição de 2018