Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 26 de maio de 2017

Sem condenação definitiva

Luis Carlos Moreira Jorge 26/05/2017 06:39:05

O vereador Carlos Juruna (PSL) não tem ainda condenação definitiva, tanto é assim que está recorrendo em liberdade. Por isso é justa a sua indignação com a exibição de faixas com “Fora, Juruna! Até a sua sentença não ser transitada em julgado é um cidadão como qualquer um.

BR-64 fechada
Não interessa quem incentivou ou deixou de incentivar, mas foi justo o fechamento da BR-364 pelos caminhoneiros, que estavam levando até 30 horas para cobrir o percurso entre Cruzeiro do Sul- Rio Branco. Tem que protestar mesmo, apelar e radicalizar ou não vem uma solução.

Que é isso, Jorge Viana?
Faço sempre questão de citar que o Jorge Viana (PT) é um político moderno e um petista com quem se pode conversar. Mas, de vez em quando deixa aflorar o ranço petista do dualismo do bem e do mal. Criticável a sua fala no Senado contra a curta convocação do Exército pelo Temer, para conter a sanha de marginais que tocaram fogo nos ministérios. Incorporou o imperador romano Nero? E não vi nenhuma crítica sua quando em 2013 a Dilma convocou o Exército para por fim a atos de vandalismo. O que vale para a Chica não vale para o Chicó?

Fora também
Não se trata de nenhuma defesa do Temer. Tinha que cair fora, já! Não tem desculpa de ter recebido na calada da noite os dois irmãos da JBS, todos enrolados na Lava-Jato, ouvido as suas bravatas criminosas e não ter tomado uma providência. Só de receber já errou.

Não tem como tocar
Um presidente como o Temer, com 5% de popularidade, não tem como tocar grandes projetos. Não há como se sustentar por muito tempo.

Túnel do tempo
Quem assistiu conta que, sem ser importunado pelos entrevistadores do programa “Túnel do Tempo”, desculpem; “Tribuna Livre”, parecia mais um churrasco de congratulações, o secretário de Segurança, Emylson Farias, deitou e rolou na entrevista, sem o contraditório.

É uma canalhice!
Defender eleições diretas para a presidência é uma canalhice política. Peçam eleições gerais para presidente, deputado federal, senador e uma Reforma Política de vergonha, cessem esta hipocrisia de eleição só para presidente. Para governar, com este Congresso bichado? Quase todo enrolado na Lava-Jato? Vamos jogar o jogo sério da política, senhores e seus mandatos!

Não ao extremismo
Não é uma opinião pessoal. Mas de amigos médicos que acompanham o dia a dia do sistema estadual de saúde, e que o conhecem de longos anos. Sempre situam que existem pontos de estrangulamento, mas que com o governador Tião Viana teve avanços consideráveis.

Na política, crítica quando necessário, mas sem radicalismo.
Antes do governo Tião Viana o problema das hepatites nunca foi tratado com a importância que merece, hoje já foram feitos centenas de transplantes de fígado. Na área da cirurgia cardíaca também se avançou muito. Sem estes avanços vidas não teriam sido salvas aqui, no Acre, e pelo SUS.

Todos no mesmo saco
O fato do DERACRE e as empreiteiras contratadas terem feito um serviço de péssima qualidade na rodovia 364, não invalida que se cobre agora a responsabilidade do DNIT na sua recuperação, por ser o único responsável direto pela obra. E até porque não conheço um protesto do DNIT quanto a qualidade das obras, quando o Estado era o responsável. Não tem santo nesta história, volto a repetir. DNIT e DERACRE e companhia limitada estão no mesmo saco.

Lista gigante
O deputado Antonio Pedro (DEM) precisou usar o tempo de dois expedientes ontem na sessão da ALEAC para ler os nomes dos remédios que, segundo ele, estão faltando no Pronto Socorro de Rio Branco. Tantos que acho que não caberiam para publicar no espaço desta coluna.

Uma sugestão
Uma sugestão ao combativo deputado Antonio Pedro (DEM) de que encaminhe a relação gigante para o secretário de Saúde, Gemil Junior. Se o fato for verdadeiro está faltando quase tudo no PS. Por isso era bom ouvir a versão do secretário, sempre solícito nas respostas.

75% concluída
Engenheiros que trabalham na obra do Hospital Regional de Brasiléia revelam que,  está 75%  concluída e não conseguem avançar mais pela falta dos recursos destinados pelo Estado.

O mais interessado
Justiça tem de ser feita com o Presidente da “CPI da Venda de Casas” do programa “Minha Casa, Minha Vida”, deputado Lourival Marques (PT). Sempre foi o mais interessado para que a investigação acontecesse e que a CPI fosse logo instalada para começar a funcionar.

Obras inacabadas
A deputada Eliane Sinhasique (PMDB) citou ontem obras inacabadas do governo e sem uma explicação: HUERB, UPA de Cruzeiro do Sul, ZPE, Instituto de Traumatologia, Maternidade de Feijó, BR-364 e mais de 400 casas na “Cidade do Povo”.

Uma conquista educacional
O deputado Daniel Zen (PT) cita como uma das grandes conquistas do governo na área educacional a implantação de escolas em tempo integral. É um fato inquestionável. E isso acontecendo num estado pobre, sem indústrias de porte e sem uma forte matriz econômica para custear, porque se torna um sistema de ensino caro, mas que vale como investimento.

Uma frase
“O asfalto que o governo jogou na rodovia 364 e o mesmo que aplicou no programa Ruas do Povo, se dissolve com a chuva”. A frase é de autoria do deputado Gehlen Diniz (PP). Nada a contestar.

É para se divertir
É de causar riso a troca de acusações entre os deputados da base do governo e a oposição pelo não avanço de obras no Acre. A oposição acusa a Dilma e os governistas o Temer. E as citadas obras paradas.

É outro clima
Este pedido de impeachment da OAB do presidente Temer não tem o mesmo peso do que a mesma OAB apresentou contra a Dilma. Por um motivo: sem o apoio integral do PSDB e PMDB não conseguirá ser aprovado. É outro momento político.

O que pode derrubar
O que pode derrubar o presidente do Temer será a cassação no julgamento do TSE da chapa Dilma-Temer, prevista para acontecer em junho. Seria uma espécie de saída honrosa. Neste caso o Congresso escolheria um novo nome para ocupar a presidência até 2018. Necessariamente, o nome escolhido tem não tem que ter mandato, mas filiação partidária.

CPI instalada e um bom começo
Nada a contestar que a Presidência da CPI que vai apurar a máfia da venda de casas do programa habitacional “Minha Casa, Minha Vida” fique com o PT, na figura do deputado Lourival Marques (PT) e a Relatoria com o deputado Raimundinho da Saúde (PTN), pelo fato da FPA ser amplamente majoritária na comissão. O presidente Lourival deixou uma boa impressão, a sua primeira iniciativa foi marcar para todas às terças e quartas, na parte da tarde, as reuniões dos membros. Já pediu todas as informações à SEHAB sobre os processos referentes às casas entregues até o momento. Ficou garantido que não terão convocações graciosas, mas também que não haverá vetos às convocações de pessoas que possam ter alguma relação com a denúncia de compra e venda de casas do programa. Um bom começo. Será pedido à mesa diretora da ALEAC todo o suporte para o bom funcionamento da CPI.

 

Salvar




Veja Também