Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 26 de maio de 2017

Bolacha Miragina Quadrada, porque eu sou dessas!

Charlene Carvalho 26/05/2017 08:36:49

É o seguinte, dois pontos, na outra linha, como dizia minha melhor professora de português da vida, Nazaré Guedes, dos bons tempos de Belizário Távora:

Quando o assunto é bolacha Miragina e me chamam pro debate eu vou é com gosto!

Esses dias o Igor Martins, blogueirinho e youtuber do pé quase rachado, postou um texto sobre qual a melhor bolacha Miragina. Dizia que não achava diferença entre a quadrada e a redonda e tals, mas queria saber a opinião da geral.

Li e chamei a Kethleen Maklaine pra roda, porque desse quadrado a gente entende. Então, espera que eu preciso te explicar, leitor: tem diferença sim, entre bolacha Miragina quadrada e redonda. Muita diferença!! Nem vem! Marrapaz… Pergunta pro Vinícius Charife. Ele fecha com a gente nessa mesa que jamais será redonda, e sempre quadrada!

Como a Kethleen, sou do clube da Miragina quadrada desde sempre. É a melhor para fazer sanduíche de manteiga – aviação, touro me lembra aquelas latas de 10 kg da infância que ficava rançosa. Gosto, não! -, com geleia ou doce de banana – prefiro doce de banana – e, claro, a melhor de todas as receitas, a maravilhosa sopa de bolacha.

Sobre sopa de bolacha, preciso dizer: tenho uma amiga – não revelarei o nome pra ela não passar vergonha – que tava no trabalho e perguntou ao chefe se ele queria café e ele respondeu: quero sim, minha filha. Mas, pera, faz uma sopa de bolacha que é melhor! E ela saiu a procurar no Google o que raios era uma sopa de bolacha, até que alguém a salvou da desgraça e ensinou como faz.

Sim, sim, sopa de bolacha –quadrada ou redonda – Miragina tem receita, manin. Né de qualquer jeito não!! Tem ciência. É praticamente nossa Garam Masala – sabe o que é não? Vai no Google, porque nesse caso precisa mesmo, fiii – cada família tem a sua. Sou dos que gostam da sopa com a bolacha quebrada, com mais café que leite (ninho, por favor) e uma colher (de sobremesa) bem servida de manteiga e caldinho de café bem quente (tu entendeu o que é o caldo de café, não complica minha receita, leitor!!). Há quem goste com mais leite. Outros com muita bolacha e pouco café. Tem gente que acha crime quebrar a bolacha no meio. Tem quem goste de usar leite de gado (eca!!). Como disse, cada família tem a sua. Fique à vontade. Inclusive se quiser usar a malfadada redonda. Afinal, a sopa é sua…

Voltando ao gosto. Bolacha redonda tem gosto estranho, nem adianta tentar me provar o contrário. A quadrada é mais gostosa. Ponto. Simples. E não adianta o Zé Luiz – sócio da Miragina e filho da D. Miriam, dona da receita dessa delícia acreana – me dizer que a massa é a mesma, a receita é a mesma, é tudo feito na mesma máquina e tals, que não funciona. Tem diferença, gente!! Vai dizer que pra ti tanto faz? Sério? Você está comendo essa bolacha do jeito errado, menino. Prestenção!

E Rosângela Cezino, nem invente de querer me explicar as coisas da indústria. Não vai funcionar. Uma coisa é redonda. Outra completamente diferente é a quadrada.

Bem, como o assunto é polêmico, deixo cá com vocês o vídeo do Igor, que é mil vezes melhor que minhas mal quadradas linhas. Assistam e se deliciem.

E, ah, como ele, não ganhei um pacote sequer de bolacha para escrever esse texto….

Bom dia!!!!

MENINO DE OURO
Eu nem ia escrever esse textão agora, porque ainda nem é o tempo certo. Mas, vamos lá. Ontem, quinta, 25, foi aniversário desse menino lindo da foto, meu primo Stênio Carvalho. Stênio é a pura expressão de que o amor que há nos corações suplanta qualquer adversidade. Ele é o avesso da maioria de nós, os Assem de Carvalho. É educado, cheio de amigos, simpático e como diz a Rafisa, Relações Públicas da família. Tem uma família linda, construída em alicerces firmes ao lado da Mayara, essa menina que conheço tão pouco e amo tanto, porque faz tão bem ao nosso menino-homem e lhe deu um filho lindo, Cristian, que ama essa prima postiça pra valer. Sim, esse bebê aí da foto gosta muito de mim. Pode acreditar. E ele não é de espalhar sorriso à toa, visse?

Mas Stênio, isso tudo é só para dizer que te amo muito. Que todos nós somos gratos, muito mesmo, a Deus pela tua vida. Pelo teu coração de ouro. Nunca teremos como expressar em palavras essa gratidão por todo o cuidado que você tem para com a família. E, principalmente, por todo o amor e cuidado que você dedicou à nossa querida tia Amone, sua avó, que mesmo vivendo lindos 94 anos, nos deixou tão cedo!

Que o senhor te conserve sempre assim. Que o Cristian seja uma extensão desse homem maravilhoso que tu és. Que Deus te abençoe, te guarde, te fortaleça e te dê forças sempre. Você é muito amado. E muito abençoado. Obrigada, malinha, por me amar como eu sou! Isso faz toda a diferença, porque sei que me amar é para os fortes!
Beijos!!




Veja Também