Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 20 de abril de 2017


BR-364: Uma CPI que vai começar fervendo

Luis Carlos Moreira Jorge - 20/04/2017 07:15:33

Para a próxima terça-feira o deputado Luiz Gonzaga (PSDB) promete uma “bomba” para a tribuna da ALEAC, dando início a uma série de fatos que pretende revelar no decorrer da “CPI da BR-364”. Vai inclusive cobrar a imediata instalação, já que, o documento está na mesa diretora. Não entrou em detalhes sobre a “bomba”, revelou apenas que se refere a uma Tomada de Conta Especial sobre a BR-364, no trecho entre Cruzeiro do Sul -Tarauacá, que envolverá o prefeito Marcus Alexandre;  gestor da obra como diretor do DERACRE, e o senador Jorge Viana (PT), que era governador na época. Não quis entrar em detalhes: “assim estrago a surpresa”. Ao longo da conversa garantiu que, assim que os trabalhos foram avançando na CPI, ele apresentará requerimentos convocando todos os ex-governadores do PT e o atual, para sofrerem questionamentos. Gonzaga diz ter uma farta documentação para confrontá-los.

Que sejam provas
O que se espera desta CPI é que não seja midiática. Que tragam para o debate as provas de todas as acusações que vierem a ser feitas. A “CPI da 364”, tende a ser altamente explosiva. Aguardemos, pois, a sessão da próxima terça e o que dirá o deputado Luiz Gonzaga (PSDB).

Cobrem do gehlen
Sobre a “CPI da SEHAB” cobrem do deputado Gehlen Diniz (PP) para ser criada e funcionar.

Tanta coisa para acabar!
Existe tanta patifaria para o governo Temer cortar e parte agora para a redução de 393 unidades da Farmácia Popular, que atende com remédios mais baratos os carentes. O deputado Léo de Brito (PT) fez a denúncia, com revolta e justa razão. Quanta insensatez!

Quebrando regras
Quando um fato é denunciado na imprensa sobre superfaturamento de preços nas licitações, o normal é quem está no poder dizer que está tudo certo, muitas das vezes não estando. O prefeito Marcus Alexandre deu um exemplo de seriedade: mandou anular uma licitação denunciada por estar com preços abusivos. Fosse um tonto, se enchia de dedos e tocava em frente. Este tipo de ação é que revela quem pode ser considerado ou não um gestor sério.

Mãe de todas as bombas
A delação do ex-ministro Antonio Palocci pode ser a mãe de todas as bombas contra o Lula.

Fale a verdade!
Os médicos formados na Bolívia só poderão atuar no “Mais Médico” em casos de baixa complexidade. Terminado o “Mais Médico”, sairão do mercado se não tiverem CRM. Volto ao assunto por ter deputado federal não falando esta verdade aos estudantes e vendendo ilusão.

Diário da Ane Frank da fronteira
Ane Frank foi uma menina judia que registrou num diário tudo que o lhe acontecia, enquanto se escondia dos alemães. A deputada Leila Galvão (PT) deve ter lido o livro. Vai para a tribuna fazer relato, tipo: pela manhã tive na colônia do Chico Banguela, de tarde fui ao ramal de Antonio Baixinho, de noite me reuni com a Comunidade Mama na Vaca e por aí desfia um rosário de registros paroquiais. Leila, você não é mais vereadora, debata o Estado, na ALEAC.

Não é uma despreparada
O que chama a atenção é que a deputada Leila Galvão (PT) é extremamente preparada. E tem qualificação para focar temas coletivos e não os casos pontuais deste ou aquele eleitor.

Mudem a lei
Enquanto não virarem réus, o governador Tião Viana e o senador Jorge Viana (PT) devem ser vistos, como meros investigados da Lava-Jato. Não entro no barco da condenação antecipada. De ninguém!

Vamos trabalhar com os fatos
O secretário do Ministério da Saúde, Rogério Abadalla, disse sim que havia dinheiro federal no caixa do governo estadual e que não gastava por falta de gestão. Tudo gravado. E dito ante um bom público. Não adianta desmentir um fato registrado negando e atacando quem publica.

A verdade
O próprio secretário Gemil Junior reconheceu que há estrangulamento na gestão, citando a UPA de Cruzeiro do Sul, com as obras paralisadas há meses, porque foi abandonada pela empresa que executava o serviço e se busca saídas. E outros problemas devem existir.

Qual o problema?
Quem é o gestor perfeito? Sem um deslize? Não conheço! Portanto, não há problema algum em reconhecer que é verdadeiro o que disse o secretário Rogério Abdalla e buscar solução. O mal de qualquer administração é que sabe que há um entrave e se teima em escondê-lo.

Chuva de elogios
E ainda no mesmo encontro choveram elogios à gestão municipal da saúde, de uma prefeitura que é administrada pelo petista Marcus Alexandre. A crítica à saúde estadual, portanto, não pode ser atribuída a uma perseguição política de adversário. Um fato anula o outro.

PTB em boas mãos
A publicitária Charlene Lima acertou em assumir a presidência do PTB. Terá um partido para fortalecer e chegar na mesa do debate da oposição como protagonista em qualquer discussão, em 2018. O PTB existe hoje, no Acre, praticamente no nome e vivendo da glória do passado.

É a quarta mulher
Charlene Lima é a quarta mulher a assumir a presidência regional do PTB. Antes dela vieram Zila Bezerra, Iolanda Lima e Regina Lino.

Dois mundos inversos
As obras da UPA, da Maternidade, da Rodoviária e do ISIS estão paradas, em Feijó. A Fábrica de Compensados de Tarauacá só existe no nome. A denúncia é do deputado Jesus Sérgio (PDT). Pelo visto é o inverso do Vale do Acre, de onde o deputado Manoel Moraes (PSB) conta maravilhas, como se do governo tudo estivesse funcionando com um relógio suíço.

Falta mais engenhosidade
Tem sido batido muito na ALEAC, os concursos do governo estarem centralizado, nos municípios maiores. Se as provas fossem em todos os municípios haveria mais candidatos e se tornaria a chance de passar mais universal. Nem sempre um candidato pode, por exemplo, sair do Jordão para participar de um concurso, em Tarauacá ou em Rio Branco. A gestão resolveria.

Alta relevância social
O estupro é um dos crimes mais hediondos. Ao apresentar um projeto que torna este tipo de crime imprescritível, o senador Jorge Viana (PT) atende os anseios da sociedade, que quer punição máxima a estes criminosos. Não terão mais como escapar devido á lerdeza da justiça.

O cabra é bom
O vereador Carlos Juruna (PSL), nós temos que reconhecer, é bom de esconde-esconde. Acharam até o índio que se perdeu na mata da aldeia já acharam e não acharam o Juruna.

Quando maio chegar
O DNIT promete para o próximo mês os trabalhos de recuperação da BR-364. Que façam uma ação de vergonha, porque, o que foi feito até aqui é pau a pau com o do DERACRE, ambos de péssima qualidade. Leva-se mais de 12 horas de Rio Branco à Cruzeiro do Sul.

Sem volta
Na questão de moralidade o governo Dilma e Temer estão empates. Com ministros da pior qualidade e enrolados na Lava-Jato. O que salva o Temer é estar melhor na área econômica.

Oposição paralisada
O deputado Gehlen Diniz (PP) ainda não ocupou a tribuna para falar da “CPI da SEHAB”, que já está com a liberação na ALEAC e não dá mais para transferir a responsabilidade para a justiça pela não instalação.

Apoio, nem tanto
A ser verdade o que se comenta e é noticiado na rede social, o prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro deverá apoiar um tio para deputado federal. Neste caso a deputada federal Jéssica Sales (PMDB) terá de ir cantar em outra freguesia. A Jéssica dançou na maionese.

Viram versões variadas
Quando não se explica um gasto no poder público, a opinião pública cria mil versões a respeito. É o caso desta licitação de mais de dois milhões de litros de combustível da prefeitura de Epitaciolândia. Não se viu por parte do prefeito Tião Flores um esclarecimento a respeito.

Estado grande atrapalha
O Estado tem que ser no tamanho ideal, apenas apoiar a iniciativa privada. E não querer fazer o seu papel, que deveria ser somente o de conseguir incentivos. Válida, pois, a tentativa do governo em tentar trazer uma fábrica de fécula de mandioca para o Acre. Tomara que ocorra.

Mais tarde me contem
O governo cometeu um erro de negócio em jogar capital na indústria Dom Porquito, na Peixes da Amazônia e ACREAVES. Não vai demorar e vocês vão ouvir falar muito destes empreendimentos, que surgiram no pior momento, o da crise econômica nacional. Aguardem!

Caveira de burro
Parece que enterraram uma caveira de burro na BR-364, no trecho entre Rio Branco-Cruzeiro do Sul, porque vamos emplacar vinte anos de verbas jogadas na sua construção e nunca virou uma rodovia dentro dos padrões exigidos para uma obra deste porte. No máximo, fizeram uma gambiarra. Saiu o DERACRE, entrou o DNIT, e a coisa continua preta para os que dependem desta estrada, como os moradores ao longo do trecho até Cruzeiro do Sul. Nesta troca de responsabilidade entre o DERACRE e o DNIT todos têm culpa no cartório. O primeiro porque não executou uma obra de vergonha e o DNIT porque não fiscalizou. E continua como ramal.





Veja Também