Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 16 de fevereiro de 2017

Secretário de Saúde Gemil Júnior convoca equipe para criar estratégias e manter atendimentos

João Renato Jácome 16/02/2017 15:52:27

A ameaça de colapso nos atendimentos das unidades de saúde do Acre, com a demissão de servidores irregulares está preocupando a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre). Não por acaso, o secretário Gemil Júnior convocou a equipe de gestores para planejar estratégias que manterão os atendimentos sem prejuízo.

A reunião, a portas fechadas, ocorreu na sala de reuniões da Sesacre, na manhã desta quinta-feira, dia 16, inicialmente apenas com gestores de unidades da Capital que perderão profissionais. O site da Secretaria de Comunicação veiculou nota sobre o encontro.

“Estamos ouvindo os gestores, definindo áreas que não podem parar e o que será necessário para que os serviços essenciais não sofram descontinuidade nem haja prejuízo para o atendimento à população”, explicou Gemil Júnior.

Como antecipou ac24horas esta semana, o secretário de saúde trabalha para a convocação de servidores aprovados em concurso publico da pasta, realizados em anos anteriores, e que estão com prazo valendo. A intenção é impedir que setores fiquem sem servidores após as demissões.

Os desligamentos desses trabalhadores irregulares é uma determinação do Ministério Público Estadual do Acre (MPE/AC), que deu 45 dias para que o governador Sebastião Viana (PT) publique as demissões. Esses funcionários foram contratados em 1995 e 2008, segundo o órgão.

“O governo fez o que pôde para ajudar esses servidores. Há dois concursos vigentes, de 2013 e 2014. Portanto, serão chamados os classificados para repor as vagas abertas com as demissões. Não há ilegalidade no processo, já que o governo cumpre determinação do MP”, disse Gemil Júnior noutra oportunidade.




Veja Também