Ac24Horas - Portal de notícias do Acre

Rio Branco, Acre, 17 de Janeiro de 2017


Os prefeitos eleitos e a febre da “mandala”

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas - 09/01/2017 19:39:45

manda_01

O populismo dos gestores promete ter a mesma duração que a febre da pirâmide financeira ‘mandala’ que chegou arrasando e sumiu de forma bem relâmpago…

Good Morning! Good afternoon! Good night!

Aperfeiçoando meu inglês no google, meus três leitores, já que fazer cursinho em Denver é para poucos. Chique perde. Bora deixar este assunto para outra nota e falar um pouquinho das atitudes dos novos prefeitos. O proselitismo político marcou os primeiros atos dos novos gestores municipais. É prefeito prometendo abrir mão dos três primeiros meses de salário. É prefeito prometendo reduzir 25% do salário que foi reajustado no mês de dezembro, até a crise passar. É prefeito abrindo mão do salário para continuar recebendo o de servidor público de carreira (claro, optando pelo maior). Este populismo promete ter a mesma duração que a febre da pirâmide financeira ‘mandala’ que chegou arrasando e sumiu de forma relâmpago.

A ‘mandala’ tem quatro níveis, chamadas de fogo, vento, terra e água. Nossos prefeitos passaram pela fase do fogo, depositando suas expectativas em conquistar a confiança dos eleitores. Neste nível vale a pena abrir mão mil, dois mil reais. Os bravos gestores municipais venceram com sucesso a fase do vento, quando indicaram familiares para cargos de confiança. Na fase terra a função dos prefeitos é ajudar os seus indicados no vento a encontrar pessoas e explicar sobre o funcionamento de suas administrações e possíveis benefícios que os eleitores apoiadores podem receber da máquina. Na fase água, o administrador municipal recebe o montante, mas diferente da pirâmide, ele não sai do grupo, apenas sequência em busca da reeleição.

Um dos perigos da fase da água é a entrada inesperada da Polícia Federal no grupo. Ela não contribui financeiramente, mas causa uma dor de cabeça sem tamanho a quem estiver no topo dos lucros. Alguns ex-prefeitos tiveram que abandonar a ‘mandala administrativa’ no meio do jogo. Seus lucros estavam exorbitantes. Outros estão sob suspeição. A vantagem é que desta modalidade de ‘mandala’ é que ela dura quatro anos, possibilitando um lucro bem maior que aquele joguinho de depositar 100 reais e ganhar 800. Basta que o administrador saiba lidar com os demais participantes que fornecem excutam obras, fornecem produtos e dão aquela forcinha nas campanhas eleitorais e contribuem. Vamos ficar de olho no jogo nos próximos quatro anos.

premm_01
Uma rodovia que oferece opções aos condutores

estrada_01

Muita gente que precisa da BR 364 para se deslocar aos municípios do interior do Acre reclama das péssimas condições da rodovia que passou 17 anos em obras e consumiu mais de 2 bilhões de reais. Alguns condutores dizem que o dinheiro afundou na lama. Por este motivo, o blog do Ray resolveu mostrar algumas das vantagens desta estrada construída nas administrações petistas. Olhando pelo lado positivo, o motorista escolhe o buraco que preferir para jogar o carro dentro. Em caso da perda de controle e saída da pista, o condutor e os ocupante do veículo podem fazer uma trilha ecológica pelas belas florestas às margens deste grande ramal. É possível se refrescar nas crateras da estrada, caso o condutor sinta calor. Sem contar que é uma excelente opção para quem curte um rally com muita lama. Divirtam-se!

Sobre bloqueador de celular nos presídios
charge2016-bloqueio-2Acabou a caça de pokemons nos presídios do Acre. Por telefone, o secretário de segurança pública do Acre, Emylson Farias ligou para este blogueiro para esclarecer a questão das licitações do serviço de bloqueio de radiocomunicadores no presídio. Farias destaca que estão ação não é nova, que o Estado vem tentando instalar o serviço com complexo penitenciário, mas a primeira licitação realizada no passado foi deserta, ou seja, não nenhuma empresa demonstrou interesse. O secretário afirma que na possibilidade de um novo certame não aparecer empresa interessada, a contratação acontecerá na modalidade pregão eletrônico. “Intensificando os esforços para garantir a segurança da população. O bloqueio de celulares não é uma medida nova. No ano passado realizamos uma licitação que deu deserta. Esperamos que uma empresa se habilite desta vez ”, diz Farias.

xerife_01Aberto ao diálogo
Questionado sobre as declarações do presidente da Associação e Sindicato dos Agente Penitenciários do Acre, José Janes, de supostas falta de investimento e diálogo com os servidores públicos que trabalham no sistema penitenciário, o xerife Emylson Farias disse que nunca deixou de atender quem o procura. Ele afirma que seu telefone está ligado 24 horas por dia. “Nunca deixei de atender uma ligação, ou recusei participar de audiência com representantes de categorias ligadas a área de segurança pública”. José Janes diz que “tem dificuldades para sentar, o secretário Emylson Farias quer estar somente na mídia, não negocia com os agentes”. Farias rebate e diz que precisa prestar contas à sociedade das medidas que estão sendo adotadas para combater a criminalidade. “O que aparece na mídia são as ações do Estado para conter a violência”, finaliza Farias.

diego_01Operação passa a régua
O diretor do Serviço de Proteção ao Consumidor do Acre (PROCON), Diego Rodrigues iniciamos na segunda-feira (9), a operação de fiscalização nas papelarias e livrarias de Rio Branco. Ele afirma que todas os estabelecimentos do ramo serão fiscalizados. O objetivo é garantir os direitos dos consumidores na hora da compra do material escolar. “Em tempos de crise, o PROCON quer contribuir com os pais de família que precisam comprar material escolar para seus filhos. A fiscalização será realizada em todos os estabelecimentos que vendem material escolar”, diz Rodrigues. Ele esclarece ainda que se for constatada alguma irregularidade a loja pode ser autuada, o que leva a um processo administrativo que pode levar a aplicação de uma multa. É isso aí, diretor. Passa a régua nesta galera que abusa do bolso do consumidor.

Hora de descer do palanque

janaina_01

O período eleitoral passou, os ganhadores assumiram seus cargos, mas alguns militantes não acharam a escada para descer do palanque. Eles continuam atacando as pessoas que consideram adversários políticos. A vereadora de Tarauacá, Janaina Furtado (REDE), que apoiou a eleição da prefeita Marilete Vitorino (PSD), usou as redes sociais para reclamar das ofensas que sua família estaria recebendo. A parlamentar afirma que vai “representar na Justiça contra todos aqueles que me ofenderem e ofenderem a minha família. Lamento que estejamos sofrendo ataques diários pela rede social de pessoas revoltadas por conta do resultado da última eleição. Se eu quisesse barganhar politicamente as benesses do poder municipal eu teria aceitado as dezenas e irrecusáveis propostas que recebi do governo passado. Coisa que muitos “valentes” não resistiram”. Galera, bora descer do palanque. A campanha de 2018 se avizinha. Quem perdeu recolhe os trens de pouso e tenta aterrissar com segurança em um novo cargo daqui a dois anos.

No Speak English no Acre
sam_01Acirradíssima a concorrência por uma vaga no Centro de Estudo de Línguas (CEL) criado há cinco anos pelo governador Sebastião Viana (PT). Com turmas nos períodos da manhã, tarde e noite, o centro oferece cursos de inglês, espanhol, francês e italiano, gratuitamente, mas a demanda é grande. Resultado, nem o próprio gestor estadual e sua equipe conseguiram vagas para aprender inglês para poder negociar com os países que disputam na base do tapa nossos tambaquis, surubins, frangos e porcos. Sem a possiblidade de estudar inglês no Estado, Sebastião e sua equipe de governo foram forçada a fazer um sacrifício e se matricular num curso em Denver, nos Estados Unidos, ficando distante de nosso querido Acre. Deve ser muito difícil ficar distante deste oásis de prosperidade e tranquilidade. Que dó que estou deles.





Veja Também