Conecte-se conosco
Fechar

PMs são acusados de invadir delegacia e libertar sargento que foi preso

Ray Melo, da editoria de política do ac24horas

Publicado

em

invasão_01Policiais militares foram acusados de invadir na noite deste sábado (1o) a Delegacia Central de Flagrante (DEFLA), no bairro Cadeia Velha, para resgatar um sargento da Polícia Militar, que foi preso por desobediência, após conduzir um condutor suspeito de dirigir embriagado à unidade de segurança pública.

Segundo informações de policiais militares, o sargento identificado como Wendel, teria recebido voz de prisão do delegado Leonardo Santa Bárbara, que ordenou que o militar fizesse o teste do barômetro no condutor que causou um acidente de trânsito por dirigir sob efeito de bebida alcóolica. O militar argumentou que o causador do acidente se recusou a fazer o exame e teria confessado que estava sob efeito de álcool, confissão ouvida por várias testemunhas.

O delegado questionou e ordenou novamente que o sargento PM submetesse o suspeito ao bafômetro, alegando que o condutor tinha o direito de fazer o teste, mas o  militar argumentou que no momento da ocorrência o condutor infrator foi conduzido à UPA para atendimento médico, mas ele teria constatado através do odor, que ele teria ingerido bebida alcóolica e que os fatos estariam no relatório anexado ao Boletim de Ocorrência. O militar alertou ainda que o exame poderia ser comprometido pelo espaço de tempo e pela medicação ingerida pelo acusado na unidade de saúde.

O sargento relata que o delegado Leonardo Santa Bárbara estava exaltado e pediu que o escrivão acrescentasse no BO, o nome dele e fosse relatado crime de desobediência. O sargento Wendel se recusou a assinar o documento e recebeu voz de prisão. Santa Bárbara acusou o PM de falso testemunho. Mais de 50 policiais militares teriam entrado na delegacia para resgatar o sargento. Uma confusão generalizada tomou conta da unidade após a chegada de um grupo de delegados e de oficiais da Polícia Militar. Os oficiais teriam impedido a prisão do sargento e ordenado que ele fosse levado ao Quartel do Comando Geral.

Segundo informações de pessoas que presenciaram o tumulto, os protagonistas do confronto chegaram a empunhar armas. O delegado informou que iria lançar o episódio no livro de ocorrências da Defla.  Duas guarnições do BOPE é várias viaturas de patrulhamento foram estacionadas na frente da delegacia de Polícia Civil. O delegado Leonardo Santa Bárbara solicitou reforço. Portas da delegacia teriam sido quebradas durante a confusão. Uma multidão de curiosos se formou na frente da delegacia, filmando o empurra-empurra de policiais militares e policiais civis.

Os policiais militares fizeram uma reunião e deliberaram que só entregarão os presos em flagrante na unidade, após a saída de Leonardo Santa Bárbara, dos plantões da Delegacia Central de Flagrante. Segundo o delegado Alcindo Júnior, foi dada voz de prisão ao sargento por falso testemunho. O delegado afirma ainda que o militar que foi retirado da delegacia é considerado como foragido.


Continuar lendo

Acre

Alan Rick aprova relatório que prioriza auxílio ao consumidor na fiscalização da vigilância sanitária

Publicado

em

Continuar lendo

Cidades

Major Rocha apresenta Projeto de Lei para regulamentar a produção artesanal de produtos de origem animal

Publicado

em

Continuar lendo

Cotidiano

Em Brasília, governo federal estuda acabar de vez com o horário de verão a partir do próximo período vigente

Publicado

em

Por

Continuar lendo
Publicidade

Mais lidas

Copyright © 2017 Ac24Horas - Todos os direitos reservados.