Rio Branco, Acre, 27 de junho de 2013

Estado diz que não tem dinheiro para negociar com professores e greve continua

Roberto Vaz 27/06/2013 14:07:59

Jairo Carioca – da redação de ac24horas
carioca.ac24horas@gmail.com

Governo e sindicatos da educação não chegam a um acordo e greve dos professores continua com a adesão de 90% das escolas de todo o estado. Segundo a presidente do Sindicato dos Professores Licenciados (Sinplac), Alcilene Gurgel, mesmo com a apresentação de propostas  da puladinha, reenquadramento, permanência da PVP, reestruturação da tabela, “o governo não topa negociação para 2013”.

João Sandin, presidente do Sinteac, confirmou que não existe nada de concreto. Ele sentou no final da tarde de ontem (26) na mesa de negociação junto com o assessor especial, Francisco Neponuceno, o Carioca e o secretário de educação, Daniel Zen. Para ele, a garantia de contratação de 3.500 servidores através de concurso público em dezembro com contratação em janeiro “é uma grande vitória, mas a categoria não entende assim e quer algum tipo de aumento ainda este ano”.

No movimento desta manhã, organizado em frente ao Palácio Rio Branco, a categoria decidiu bater na porta das escolas que ainda não aderiram à greve e fortalecer as reivindicações a partir da próxima semana. Professores da rede municipal se reúnem para negociar às 15 horas da tarde no auditório do Sebrae no centro da cidade.

O secretário de educação, Daniel Zen, ouviu a proposta de continuidade da greve no plenário da Assembleia Legislativa onde participava  de uma sessão solene pelos 50 anos do Conselho Estadual de Educação. Zen em seu discurso, não tocou no assunto de greve, falou apenas dos avanços da educação no Acre.

O movimento grevista ganhou força com a adesão de escolas dos municípios de Cruzeiro do Sul, Feijó, Tarauacá e Manoel Urbano.

 

 


[yottie id="1"]


Veja Também


Ac24Horas – Portal de notícias do Acre

Estado diz que não tem dinheiro para negociar com professores e greve continua