Rio Branco, Acre, 23 de fevereiro de 2013

A favor da legalidade

Roberto Vaz 23/02/2013 07:31:19

O TCE merece elogios por acabar ontem a pouca vergonha da adoção de “decretos de calamidade administrativa” editados por cinco prefeitos, que queriam usar a medida de escudo para comprar sem licitação. Os decretos eram todos de má fé e mal intencionados.

Cabeça de tudo
A moda tosca surgiu em Brasiléia com o prefeito Everaldo Gomes (PMDB), incentivado pelo seu guru Aldemir Lopes, o cabeça de tudo, e por burrice foi copiada por quatro prefeitos.

Fiscalização rígida
O TCE não pode ficar só nisso. Uma auditagem urgente é necessária para descobrir se algum desses prefeitos usou do malfadado decreto para fazer comprar sem licitações e puní-los.

Caçoleta à carioca
O prefeito do Bujari, Tonheiro (PT), pegou ontem um carão do governador Tião Viana por atacar o ex-prefeito Padeiro. “O padeiro é meu aliado e servidor, merece respeito”, disparou.

Cara de tacho
Enquanto Tião Viana dizia não querer clima de intrigas e vinganças entre aliados, o prefeito Tonheiro ficou com cara de tacho, e o ex-prefeito Padeiro chorou como bezerro desmamado.

Acabou a eleição
O fato aconteceu ontem numa solenidade no Bujari. O Tião agiu politicamente certo, a eleição acabou e não há mais clima para fofocagem, e os prefeitos eleitos têm é de mostrar trabalho.

Bem diferente
O clima foi diferente em ato análogo ontem em Porto Acre, onde o prefeito Carlinhos da Saúde (PSDB) pregou parcerias com o governo e nem tocou no nome do ex-prefeito Zé Maria (PT).

Chapa pesada
A chapa para deputado federal da FPA tem oito candidatos muito fortes, com votação na média de 15 mil votos, montados em esquemas poderosos e difíceis de serem batidos.

Explicação do Bittar
Sobre nota do blog o criticando por “barrar” a equipe do CQC da BAND na Câmara Federal, Márcio Bittar explicou que, a sua posição por escrito à mesa diretora foi a de liberar o acesso.

Contrariando parecer
E contrariando parecer da Assessoria de Comunicação da Câmara Federal, que queria barrar esse acesso, sob justificativa que o CQC não pratica jornalismo, o que é uma grande aberração.

Saudades do stalinismo?
O deputado federal Sibá Machado (PT) tem de deixar de ser usado como bucha de canhão por setores extremados do PT. Criticar a blogueira Yoani Sanches por querer democracia em Cuba?

Até prova em contrário
Até prova em contrário a única vereadora que justificou até aqui sua eleição pela oposição é a Eliane Sinhazique (PMDB). Não creio que o panorama mudará na Câmara Municipal da Capital.

Clima de campanha
“Os secretários estaduais Gildo César, Lourival Marques e Daniel Zen agem em clima de campanha para deputado estadual. Estão mais preocupados em montar bases de apoio que com suas pastas”.

Cabos-eleitorais
“O Gildo, por exemplo, usa o “Ruas do Povo” como trampolim, cabalando cabos-eleitorais nos municípios onde o programa atua. Deveria se preocupar mais com a qualidade das obras”.

Ciumeira geral
Os comentários acima eu ouvi ontem numa roda de quatro deputados estaduais da FPA. Acho um equívoco dos deputados de outros partidos, se votos vão tirar é dos candidatos do PT.

Preocupação gastronômica
O prefeito de Epitaciolândia, André Hassem (PSDB), quer montar uma recepção calorosa ao  Tião Viana. Ontem, se informava com o assessor Dudé, sobre que menu servir ao governador.

Pacote de obras
Na próxima semana o governador Tião Viana vai ao município anunciar um pacote de obras.

Eminência parda
Ouvi ontem críticas de aliados do prefeito Carlinhos da Saúde (PSDB), que segundo eles, não assumiu e está mais preocupado com o seu mestrado. Quem manda é o vice Sérgio Baquer.

Prefeito ciclista
O prefeito de Capixaba, Vareda (PCdoB), pode até não cumprir um bom mandato ao fim dos quatro anos, mas pelo menos sairá com pernas musculosas por só ir trabalhar de bicicleta.

Mandato à prova
O deputado Geraldo Pereira (PT) diz que só disputará a reeleição se chegar ao próximo ano bem avaliado pela população. Avesso a elogios, Pereira diz preferir sempre a verdade.

Nada de novo
O que se pode dizer da gestão inicial do prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre? Nada de novo, o mesmo que já fizeram ex-prefeitos nesse período. Ou seja: a mesmice de sempre.

Falta um Nabor Junior
A afirmação mais completa que já ouvi sobre a oposição acreana foi essa: “falta um Nabor Junior”. Assino embaixo. Não existe hoje na oposição quem esteja acima de todas as correntes partidárias. Um líder na essência da palavra e que todos respeitem. Há lideranças localizadas. Nada mais que isso. Por isso é que continuam sem uma proa e na base de cada um por si.

Por Luis Carlos Moreira Jorge


[yottie id="1"]


Veja Também


Ac24Horas – Portal de notícias do Acre

A favor da legalidade